Ásia/OceaniaEuropa

Sucesso de Furuhashi faz Celtic apostar em três destaques japoneses: Maeda, Ideguchi e Hatate

Técnico Ange Postecoglu aproveita a experiência que teve no Japão e contrata artilheiro da J1 e outros dois destaques para o Celtic

O Celtic anunciou três reforços logo na abertura do mercado de inverno europeu, no dia 1º de janeiro: Reo Hatate, do campeão japonês Kawasaki Frontale, Yosuke Ideguchi, que chega do Gamba Osaka, e Daizen Maeda, do Yokohama Marinos, onde trabalhou o técnico Ange Postecoglou, que esteve no clube de 2018 a junho de 2021. O pacotão de reforços japoneses vem na esteira do sucesso de Kyogo Furuhashi, contratado antes da atual temporada e que tem brilhado com a camisa do time verde e branco de Glasgow.

VEJA TAMBÉM: A J-League completa 25 anos, e é uma boa hora de lembrar como era quando surgiu

O Celtic vive a empolgação da contratação de Kyogo Furuhashi, atacante de 26 anos que tem sido sensação no Campeonato Escocês pelo clube. Contratado por € 5,4 milhões em julho de 2021, o atacante fez 16 gols em 26 jogos pelos Bhoys. Seu sucesso fez com que o Celtic buscasse mais reforços japoneses, que chegam já com a expectativa alta.

O Celtic teve no seu primeiro jogador japonês um ídolo: Shunsuke Nakamura, atualmente com 43 anos e ainda na ativa profissionalmente pelo Yokohama FC. O meio-campista atuou pelo Celtic de 2005 até 2009 e tornou-se um ídolo cult. Foram 145 jogos pelos Bhoys e 31 gols marcados. O meia é conhecido pela sua excepcional qualidade para bater faltas.

Daizen Maeda é atacante, tem 24 anos e chega como artilheiro da J1 com 23 gols e volta a encontrar com o técnico Ange Postecoglou, que o dirigiu até o meio de 2021 no clube japonês antes de se transferir para o Celtic. É, portanto, um jogador que já conta com a confiança do treinador. O jogador chega aos Bhoys inicialmente por empréstimo, com cláusula de obrigação de compra ao final da temporada.

“Eu conheço o técnico de antes, então estou realmente ansioso para isso. Ele sempre joga um futebol ofensivo, então estou ansioso em jogar esse estilo de futebol novamente com ele”, afirmou Maeda, em sua primeira declaração pelo Celtic. “Meu ponto forte é a velocidade, então quero usar minha velocidade para atacar os adversários e tentar marcar o máximo de gols possíveis”,

Yosuki Ideguchi tem 25 anos e é meio-campista. Chega do Gamba Osaka, clube de onde se formou jogador nas categorias de base. Ele já teve experiências europeias com passagens rápidas por Leeds, Cultura Leonesa, na Espanha, e Greuther Fürth, na Alemanha. Em 2019 voltou ao Gamba Osaka e tornou-se novamente destaque. Com 15 jogos pela seleção japonesa, o jogador assinou contrato de quatro anos e meio com o clube.

“Quando eu estava no Japão, assistia esse time e estava interessado no estilo, então estou empolgado em poder vir para cá. Falei com o técnico e ele disse que eu leve meu estilo de jogo para o time”, disse Ideguchi, que é conhecido também apenas como Guchi.

Reo Hatate tem 24 anos, é meio-campista, mas já atuou também como lateral esquerdo e ponta esquerda. Chega do Kawasaki Frontale, clube que foi campeão da J1 pelo segundo ano seguido em 2021. Foi escolhido para o time do ano da J-League, assim como Daizen Maeda. Jogou a Olimpíada de 2020 (realizada em 2021) pela seleção japonesa. O jogador assinou contrato de quatro anos e meio com o clube.

Postecoglou: “Estamos trazendo mais qualidade, personalidade e energia ao elenco”

Com conhecimento dos jogadores pelo seu tempo de trabalho no Japão, o técnico Ange Postecoglou comemorou as contratações. “Estamos realmente satisfeitos de trazer esses caras ao Celtic e acho que eles são jogadores que irão empolgar nossos torcedores. Claramente estou bastante ciente dos seus atributos e acho que ao trazer os três ao clube trazemos ainda mais qualidade, personalidade e energia ao elenco para trabalhar com os jogadores que foram tão bem até agora nesta temporada”, disse o australiano.

“Eles estão realmente no auge das suas carreiras, ambiciosos em atingir mais sucesso e tenho certeza que neste tempo em particular iremos conseguir seus melhores anos. Estou satisfeito que asseguramos esses jogadores tão cedo na janela de transferências, estou ansioso para trabalhar com eles e eu, minha equipe de trabalho e o resto do elenco irão garantir que os ajudaremos a se adaptar ao Celtic o mais rápido possível”.

O Celtic é atualmente o segundo colocado no Campeonato Escocês, com 45 pontos contra 51 do líder Celtic. O time, porém, já conquistou um título: a Copa da Liga Escocesa, no dia 19 de dezembro, ao vencer o Hibernian por 2 a 1. Os dois gols da equipe foram marcados por Furuhashi, grande destaque da final. O Celtic volta a campo no próximo dia 17 contra o Hibernian pelo Campeonato Escocês.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo