Europa

Sem receber, atletas do Estrela Vermelha passam fome

Campeão europeu em 1991 e grande revelador de talentos na Sérvia, o Estrela Vermelha de Belgrado está afundado numa crise financeira. A situação é tão grave que o salário dos jogadores não é pago de forma integral desde novembro e a compensação para o atraso foi de cerca de €600 euros para cada um.

De acordo com o treinador Aleksandar Jankovic, os atletas estão sem condições para até mesmo pagar suas contas básicas com alimentação e moradia. O montante de dívidas do clube chega a €50 milhões de euros. Em declaração ao jornal diário sérvio Informer, Jankovic comentou que o grupo está chegando ao seu limite. “Os problemas estão se multiplicando, não temos nenhuma solução em mente e muito menos uma varinha mágica”, acrescentou.

“Conheço este time, e sei que tem o potencial de ser muito melhor, mas lidar com jogadores famintos que não conseguem ter  condições de trabalhar é realmente muito difícil.  Tudo bem que eu os critiquei depois de conceder um empate com o Rad, mas os torcedores deveriam saber do drama deles”, continuou Jankovic.

O Estrela Vermelha não consegue vencer o título da Liga Sérvia desde 2007 e na atual edição está cinco pontos atrás do Partizan. Sobre isso, o técnico reconhece que não poderá segurar a batata quente por muito mais tempo.

“O treinador é geralmente o primeiro a acusar o golpe quando as coisas vão mal em campo. É importante que os jogadores permaneçam unidos, pois não haverá mais nenhum tipo de conversa sobre o que acontecerá dentro das quatro linhas”, conclui Jankovic.

Mostrar mais

Felipe Portes

Felipe Portes é zagueiro ocasional, cruyffista irremediável e desenhista em Instagram.com/draw.portes

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo