Europa

Sem que o adversário sequer tocasse na bola, time da Estônia fez “golaço contra” com 15 segundos de jogo

Você já deve ter visto muitos belos gols contra em sua vida. Quase sempre, eles são frutos da infelicidade individual de um jogador que acaba “pegando bem na bola”, quando deveria fazer o simples e afastar o perigo com um chutão. No máximo, o coitado conta com a colaboração do goleiro. Mas fica difícil defender os jogadores do Paide Linnameeskond, que anotaram nesta semana o gol contra mais coletivo de todos os tempos.

O oitavo colocado do Campeonato Estoniano visitava o Levadia Tallinn pelas oitavas de final da Copa da Estônia. Começou a partida administrando o jogo, trocando passes. Foram seis passes, até que o goleiro cochilasse e o lateral Martin Kase mandasse a bola no canto, longe do alcance. Os anfitriões sequer relaram na bola, mas já tinham aberto o placar com 15 segundos. A bizarrice, é claro, culminou na eliminação do Paide Linnameeskond com a derrota por 3 a 1. E deu ao mundo do futebol um gol contra raro, que merece os aplausos por tamanha incompetência.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo