Europa

Se levar uma caneta já é ruim, imagine se for de um goleiro

O suprassumo da humilhação no futebol, sem sombra de dúvidas é o rolinho, a caneta, a arte de colocar a bola por entre as pernas do adversário. Qualquer atleta está sujeito a levar um drible desses e ouvir a plateia comemorar eufórica, aplaudir o lance.

Foi exatamente por isso que o atacante Markus Ekenberg, do Mjällby, passou no último domingo pelo campeonato sueco. O  rapaz foi tentar marcar um adversário e… opa, no meio das pernas. Só que do outro lado não estava qualquer jogador do time do Häcken. Era o goleiro, Christoffer Källqvist.

Com certa malemolência, o arqueiro dominou uma bola recuada e parou até encontrar espaço para um passe longo. Para o azar do rival Ekenberg, ele estava disposto a ir além, mesmo com o placar empatado em 0 a 0. Källqvist então resolveu fazer o improvável, o que poucos fariam em tal situação de aperto. Humilhou o pobre oponente com um drible desconcertante e roubou a cena no estádio Rambergsvallen.

Importante citar que no fim o Häcken venceu por 2 a 0. No placar e na ousadia, vitória dos donos da casa. Confira o momento no vídeo abaixo:

Mostrar mais

Felipe Portes

Felipe Portes é editor-chefe da Revista Relvado, zagueiro ocasional, ex-jornalista, cruyffista irremediável e desenhista em Instagram.com/draw.portes
Botão Voltar ao topo