Europa

Pedrinho recebe consulta para jogar em seleção que disputou a Euro 2024

Com passagem recente pelo Atlético-MG, o atleta chegou a defender a seleção brasileira sub-23, mas nunca foi chamado para a principal

Pedrinho deixou o Atlético-MG ao final de seu empréstimo para defender o Shakhtar Donetsk, clube pelo qual tem contrato até 2029. Os ucranianos não poderiam estar mais animados com a chegada do brasileiro.

Aos 26 anos, o meia se reapresentou ao Shakhtar no último domingo (7) para se preparar para a próxima temporada, em que a equipe comandada pelo técnico Marino Pusic disputará a Champions League.

A Trivela apurou que a liga ucraniana realizou uma consulta para Pedrinho se naturalizar ucraniano. Os ucranianos adoram o jogador e estão empolgados com a ideia de dar a cidadania para ele poder jogar por sua seleção.

Pedrinho chegou a ser convocado pela seleção brasileira sub-23 em maio de 2019 para o Torneio de Toulon, do qual foi campeão. Em 25 de outubro do mesmo ano, ele foi convocado novamente para disputar o Torneio de Tenerife, do qual foi vice-campeão, perdendo a final para a Argentina por 1 a 0.

Em dezembro de 2019, Pedrinho foi convocado para o pré-olímpico. Foi titular em cinco das sete partidas e chegou a marcar na segunda rodada da primeira fase, na vitória por 3 a 1 sobre o Uruguai.

O meia chegou a ser convocado outras duas vezes para amistosos da seleção olímpica, mas nunca foi chamado para representar a seleção principal.

Hoje, o staff do atleta vê como difícil Pedrinho receber oportunidades com a Amarelinha e, por isso, avalia com carinho a consulta feita pela liga ucraniana.

Pedrinho no mercado

Pedrinho estava emprestado ao Atlético desde 2022. O empréstimo, inicialmente até meados do ano passado, foi prorrogado até junho deste ano. O Galo ainda tentou uma prorrogação do acordo até o final da temporada, mas o Shakhtar negou.

A Trivela apurou que Grêmio, Internacional, Fluminense, Santos e Vitória também tentaram o empréstimo de Pedrinho até o final do ano, mas o Shakhtar foi irredutível.

Na Europa, o Milan tentou o empréstimo do jogador, mas a oferta foi negada, afastando inclusive outros interesses europeus no meia.

Pedrinho encerrou sua passagem pelo Galo com apenas dois gols e quatro assistências em 58 jogos, além de dois títulos de Campeonato Mineiro (2023 e 2024).

Pedrinho queria continuar no Atlético-MG

Pedrinho foi o nome da vitória atleticana contra o Caracas (AGIF/Atlético)

Pedrinho manifestou sua vontade de permanecer no Atlético-MG até o final do ano. Ele gostou muito do clube, dos atletas, comissão técnica e funcionários. Além disso, o meia já estava adaptado ao time e à Belo Horizonte.

Na goleada sobre o Caracas pela Copa Libertadores, em maio, ele marcou após 900 dias e declarou publicamente sua vontade de permanecer no Galo.

— A minha situação não depende só de mim, mas das duas diretorias. Sou muito feliz aqui no Galo, meus companheiros sempre me deram apoio. A única certeza que tenho é que, o tempo que eu estiver aqui, vou dar o meu máximo para defender essa camisa — afirmou o meia.

Sim, sim (quero ficar). Não tem como não querer ficar em uma equipe tão grande quanto o Galo — Pedrinho

Em seu vídeo de despedida, ele agradeceu a clube mineiro, declarando sua torcida ao Galo.

— Gratidão e meu total respeito e admiração pelo Atlético, esse clube que me recebeu tão bem. Aos diretores, treinadores, torcedores e amigos que fiz durante esse tempo. Que vocês possam conquistar grandes coisas, pois é um time gigante. Estarei sempre na torcida. Obrigalo.

Pedrinho no Shakhtar Donetsk

O meia brasileiro, revelado pelo Corinthians, foi contratado pelo Shakhtar em junho de 2021. A equipe do Leste Europeu pagou 18 milhões de euros (cerca de R$ 110 milhões na cotação da época) ao Benfica para tê-lo no elenco.

Foram somente quatro gols e três assistências em 19 jogos pelo clube ucraniano. O jogador teve muitos problemas musculares e lesões durante seu tempo no Shakhtar. Ainda assim, levantou a taça da Supercopa da Ucrânia de 2021.

Ele foi emprestado ao Atlético-MG em junho de 2022 devido às paralisações das competições em função da guerra entre Ucrânia e Rússia.

ERRATA: Publicamos anteriormente que a Federação Ucraniana de Futebol havia feito a consulta a Pedrinho, mas na verdade foi a liga ucraniana (Ukrayinska Premier Liha).

Foto de Romulo Giacomin

Romulo GiacominRedator

Formado em Jornalismo na UFOP, passou por Mais Minas, Esporte News Mundo e Estado de Minas. Atualmente, escreve para a Premier League Brasil e Trivela.
Botão Voltar ao topo