Europa

O Rangers teve o gosto de também eliminar o Celtic na Copa da Escócia e deixar os rivais sem títulos pela primeira vez desde 2009/10

Campeões da liga, os Gers venceram a Old Firm dentro de Ibrox por 2 a 0 e despacharam os alviverdes logo nas oitavas de final

O Rangers se tornou o primeiro campeão de liga na temporada europeia de 2020/21, com um título no Campeonato Escocês que entra para a história. Os Teddy Bears não apenas levaram a taça nove anos depois de sua falência, com uma reconstrução a partir da quarta divisão. O clube ainda empilhou marcas impressionantes e, mais saboroso, impediu o inédito decacampeonato do rival Celtic. E o domingo ainda guardaria um gostinho especial ao time de Steven Gerrard. O Rangers, afinal, venceu mais uma Old Firm e eliminou os alviverdes nas oitavas de final da Copa da Escócia – competição na qual os Bhoys vinham de um tetracampeonato. O triunfo dos azuis por 2 a 0 abre as portas a uma dobradinha nacional. Enquanto isso, o Celtic amargará sua primeira temporada sem títulos desde 2010 – depois de quatro tríplices coroas consecutivas.

Ao longo de toda a temporada, o Rangers sofreu apenas duas derrotas: foi batido pelo St. Mirren na Copa da Liga Escocesa, o que custou a eliminação, e também se despediu da Liga Europa ao perder para o Slavia Praga nas oitavas. No Campeonato Escocês, depois de 34 rodadas, a equipe soma 29 vitórias e permanece invicta. Assim, com o título confirmado, o objetivo seria frustrar um pouco mais o Celtic e buscar também a Copa da Escócia. As oitavas de final anteciparam o encontro entre favoritos.

O Rangers saiu em vantagem logo cedo no Estádio Ibrox, e com um golaço. Aos dez minutos, depois de um chute prensado que subiu, Steven Davis aproveitou a bola no alto para emendar uma linda meia-bicicleta e estufar as redes. O Celtic pressionou depois disso e os Gers se seguraram, com uma dose de sorte para o segundo gol. Aos 34, Jonjoe Kenny desviou um cruzamento contra o próprio patrimônio e ajudou os rivais. E a frustração dos Bhoys foi maior por causa do goleiro Allan McGregor. O veterano realizou boas defesas ao longo do clássico, até pegar um pênalti de Odsonne Édouard aos 34 do segundo tempo e enterrar de vez as esperanças alviverdes.

O Rangers enfrentará nas quartas de final o St. Johnstone – exatamente o campeão da Copa da Liga. O St. Mirren também permanece vivo e pegará o Kilmarnock. O Aberdeen realizará a chamada “New Firm” contra o Dundee United, enquanto o Hibernian pegará o Motherwell. Os jogos acontecerão no próximo final de semana, com a decisão marcada para 8 de maio, no Hampden Park.

Tão notável quanto a classificação é a hegemonia do Rangers na Old Firm. Os Teddy Bears não sabem o que é perder o clássico desde dezembro de 2019. São quatro vitórias e um empate desde então, com mais um dérbi marcado para 2 de maio, no Ibrox, pelo Campeonato Escocês. Mais emblemático, o Rangers não vencia o Celtic com bola rolando na Copa da Escócia desde 2002, embora tenha conseguido uma classificação nos pênaltis nas semifinais em 2015/16. Nestes 19 anos, os alviverdes tinham vencido cinco dos sete clássicos pelo torneio, com cinco classificações em seis temporadas. Algo para valorizar ainda mais o triunfo deste domingo.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo