Europa

O Rangers ampliou seu domínio recente na Old Firm, com a sexta vitória sobre o Celtic em sete clássicos de invencibilidade

Num jogo aberto em Ibrox, o Rangers aproveitou o momento de superioridade e ampliou sua hegemonia contra o Celtic

O duopólio de Celtic e Rangers no Campeonato Escocês torna qualquer clássico já decisivo para a competição. Desta maneira, os Gers deram seu primeiro passo em busca do bicampeonato, na primeira Old Firm de 2021/22. Dentro de Ibrox, os atuais campeões nacionais fizeram valer seu mando de campo e venceram por 1 a 0, ampliando sua hegemonia no dérbi de Glasgow. O início da temporada já trouxe alguns percalços à equipe de Steven Gerrard, mas os Teddy Bears provaram como ainda seguem à frente dos rivais em busca da conquista nacional.

Rangers e Celtic tinham vivido uma semana importante pelas copas europeias. As duas equipes entraram em campo pela Liga Europa e, depois das eliminações decepcionantes na Champions League, ao menos conquistaram a vaga na fase de grupos do torneio secundário. Porém, ambos os escoceses tiveram dificuldades. O Rangers só empatou com o Alashkert, na visita à Armênia, se valendo da magra vitória na ida. Já o Celtic perdeu para o AZ por 2 a 1, mas passou por ter feito 2 a 0 em Glasgow.

A Old Firm deste domingo já serviria à recuperação do vencedor. O Rangers perdeu para o Dundee United na segunda rodada do Campeonato Escocês, enquanto o Celtic começou a campanha derrotado pelo Hearts. O vencedor tentaria diminuir a distância em relação a Hibernian, Hearts e Aberdeen, que seguem invictos na competição. No fim das contas, pesou a boa sequência recente dos Gers no clássico, mesmo que o elenco enfrente um surto de COVID-19 – inclusive impedindo que Gerrard estivesse presente à beira do campo.

Esta foi a primeira Old Firm com público desde o início da pandemia, o que explicava o clima mais fervoroso nas arquibancadas – apesar da ausência dos alviverdes no setor visitante. Em campo, o Celtic dominou a posse de bola no primeiro tempo, mas o Rangers já conseguiu ser mais perigoso, num clássico de franca trocação. Ryan Kent esteve próximo de abrir o placar, mas carimbou a trave. A vitória acabaria se definindo na segunda etapa, quando os Teddy Bears se tornaram ainda mais agressivos no ataque.

O gol foi marcado numa sequência de escanteios para o Rangers, que pressionou bastante na volta do intervalo. Aos 21 minutos, Borna Barisic cruzou a bola no segundo pau e Filip Helander acertou uma cabeçada fulminante, sem dar chances ao goleiro Joe Hart. A partir de então, o Celtic viraria o tabuleiro e partiria para o abafa em busca do empate. As melhores chegadas seriam de Kyogo Furuhashi, destaque da equipe neste início de temporada. No entanto, o goleiro Robby McCrorie fez duas boas defesas contra o japonês e evitou a reação.

O Rangers não sabe o que é perder o clássico desde dezembro de 2019. Desde então, são seis vitórias e um empate, incluindo um triunfo pela Copa da Escócia. Em compensação, esta foi apenas a primeira vitória diante da torcida azul em Ibrox no período, já que as demais ocorreram com portões fechados – além da primeira, com público, mas em Parkhead. O próximo dérbi acontecerá em 2 de janeiro, certamente com um cenário mais claro sobre as condições de ambos os rivais em busca do título. Após quatro rodadas, o Rangers persegue Hibernian e Hearts pela liderança, enquanto o Celtic ocupa uma modesta sexta colocação.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo