Europa

O Malmö ratifica a supremacia na Suécia e adiciona sua segunda estrela, com o 20° título nacional

O Malmö bordou a segunda estrela em sua camisa. Nesta segunda-feira, os celestes conquistaram o Campeonato Sueco pela vigésima vez – prova de uma hegemonia recuperada nesta década, e que se alimenta com as participações constantes do time nas copas europeias. Desde 2013, o clube do sul do país faturou quatro títulos em cinco disputados. E desta vez a taça foi consumada com três rodadas de antecedência, graças à vitória por 3 a 1 sobre o Norrköping – coroada por um belo gol de Anders Christiansen nos minutos finais.

Este não é exatamente o ano mais auspicioso ao Malmö, por isso o título vem em boa hora. Sobrando na Allsvenskan, o time liderou desde a segunda rodada. O problema aconteceu mesmo na Liga dos Campeões, na qual os celestes não passaram da primeira fase preliminar, eliminados pelos macedônios do Vardar. Apesar da hecatombe, o técnico Magnus Pehrsson foi mantido. Semanas depois, dá a volta por cima com a conquista desta segunda, na qual os gigantes locais não encontraram concorrência.

Entre os principais destaques do elenco está o veterano Markus Rosenberg, capitão e um dos artilheiros da campanha, com sete gols. Já o protagonista no jogo decisivo foi mesmo o meio-campista Anders Christiansen. O sueco já tinha dado duas assistências, antes de fechar a conta com um chutaço de fora da área. Garantiu a festa fora de casa, com a torcida visitante invadindo o campo e os jogadores comemorando bastante. Além de manterem a hegemonia, os celestes também se garantem na Liga dos Campeões 2018/19.

Potência nacional a partir dos anos 1940, o Malmö viveu diferentes períodos dourados. Ressaltam-se as sequências de títulos dos anos 1970, quando chegaram também à final da Copa dos Campeões, derrotados pelo Nottingham Forest em 1979; e a do final dos anos 1980, sob as ordens de Roy Hodgson. A partir de então, o clube atravessou a maior seca de sua história, recuperando a taça em 2004, após 16 anos de jejum. Já o título de 2010 inaugurou aquela que já se iguala como a década mais vitoriosa dos celestes, podendo render ainda mais. Segundo maior campeão sueco, o Göteborg estacionou em 18 troféus desde 2007.

Resta saber quando surgirá um concorrente digno ao Malmö. Desde que iniciou a atual sequência de títulos, em 2013, o clube só foi desafiado justamente no ano em que perdeu a taça – 2015, com uma campanha sofrível que rendeu o quinto lugar. No mais, em uma liga na qual alguns clubes tradicionais sofreram com problemas financeiros recentes, as seguidas aparições na fase de grupos da Champions impulsionaram os celestes. Terão mais uma oportunidade para sustentar a supremacia em 2018.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo