Europa

Morador de rua vira “herói” de torcedores suecos na Euro Sub-21 e ganha bela recompensa

O Campeonato Europeu Sub-21 começou neste final de semana, mas já deixou uma enorme imagem em sua primeira rodada. Um gesto de solidariedade tremendo, que representa muito bem o espírito das competições internacionais – que quase sempre se escancara na Copa do Mundo, mas também pode se repetir em menor escala. A Suécia estreou no torneio enfrentando a Inglaterra na cidade polonesa de Kielce. E os torcedores escandinavos fizeram o dia de um morador de rua, herói dos visitantes.

Tudo começou na noite anterior à partida. Os suecos se encontraram com torcedores poloneses na praça da cidade, e os anfitriões começaram a provocar e a intimidar. Entretanto, o morador de rua interveio e evitou a confusão, defendendo os visitantes. No dia seguinte, o homem acabou recompensado pelos escandinavos. Deram a ele um par de tênis, uma camisa da seleção sueca e também um ingresso para que fosse com eles ao estádio, assistir ao empate por 0 a 0 com os ingleses. Emocionado, o salvador não conteve as lágrimas.

“Ele ficou na praça o dia todo e se sentou conosco. Resolveu a confusão e tudo. Ele é um herói”, afirmou Marcus Ewelind, um dos suecos auxiliados pelo morador de rua. Joel Torpadie, outro visitante escandinavo, reforçou o gesto: “Vimos que ele andava só de meias, isso não é certo. O presente nos custou algum dinheiro, mas o que importa é a alegria dele. Vale por tudo”.

Atuais campeões europeus sub-21, os suecos estão empolgados com o torneio e viajaram em massa à Polônia. Centenas de torcedores acompanharam a seleção escandinava em Kielce, fazendo muita festa nas ruas da cidade. A equipe volta a campo nesta segunda, enfrentando justamente a anfitriã Polônia em Lublin. Um triunfo dos visitantes deve eliminar os donos da casa, que perderam para a Eslováquia na abertura da competição.

polska

alegria

swed

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo