Europa

Málaga x Dortmund: Separando os homens dos meninos

Duas imagens distintas de times de futebol se enfrentarão nesta quarta-feira pela Liga dos Campeões. Valendo vaga nas semifinais da competição, Málaga e Borussia Dortmund chegam com propostas, elencos e ambições diferentes. A primeira parte dos 180 minutos traz vários contrastes.

Evidente que a partida de amanhã em La Rosaleda não é a mais importante da história do Dortmund. Campeões continentais em 1996/97, os aurinegros agora se deparam com um desafio longe de ser convencional. O Málaga, estreante na competição, alcançou a fase de quartas de final de uma forma heroica em cima do Porto, meses após ser abandonado pelo seu principal investidor.

Sem dinheiro e forçados a lutar apenas com a sua determinação, os Boquerones chegam como azarões para enfrentar o Dortmund, nítido favorito e com a juventude como principal arma. Nesta quarta-feira, o duelo trará alguns cartazes interessantes: o da experiência contra a molecagem, o da boa fase apesar da pobreza contra o auge e a ostentação, e por fim a consolidação contra o coringa.

No plano tático e de desempenho, Dortmund leva vantagem

Já fugindo do campo das metáforas, o Dortmund apresenta suas armas: Götze e Reus fazem uma dupla perigosa e que se encaixaria em qualquer formação por aí. Nunca se sabe qual dos dois chutará ao gol, ou se eles optarão por um drible, um passe em profundidade para Lewandowski.

Toda trabalhada na ofensividade, a equipe escalada por Jürgen Klopp mostrou em diversos momentos nesta Liga dos Campeões que é um concorrente versátil e traiçoeiro. A ambição pela nova conquista da taça europeia é o que move Götze e seus colegas, formando um dos esquadrões mais entrosados da competição.

É difícil pelo lado do Málaga não destacar Isco como o maior talento. O espanhol aprendeu muito com a companhia de Joaquín e até a temporada passada, com Cazorla. Bom passador e dono de uma excelente visão de jogo, o meia foi responsável pelo início da vitória diante do Porto, em La Rosaleda. Um chutaço por cobertura colocou os Boquerones na frente do placar, que foi resolvido com gol de Santa Cruz no segundo tempo.

Não há como não salientar a importância tática e organizacional de Joaquin no esquema de Manuel Pellegrini. O ex-jogador de Bétis e Valencia tem um papel de chamar a marcação no meio campo e de aparecer pelas laterais para dar aquele drible providencial, um passe cruzado. Outro exemplo desta função foi o olé em Defour, seguido de falta e expulsão ao belga do Porto, durante o duelo nas oitavas. Se do lado aurinegro destacamos a vivacidade e o talento incontestável, é essencial que se ressalte a garra e a união dos blanquiazules.

Cautela x Agressividade

Por fim, o último dos cartazes do duelo deve ser mesmo o da cautela espanhola contra a agressividade dos pupilos de Klopp.

Caso o Málaga avance, não será a primeira vez que Pellegrini conduz uma equipe até as semifinais da Liga dos Campeões. Em 2006, levou o Villarreal até o limite, onde perdeu para o Arsenal, vice-campeão daquela edição. Cancha europeia o treinador chileno certamente tem e vai levar isso para o duelo diante do Dortmund.

O panorama em La Rosaleda deve ser mesmo uma postura defensiva do Málaga, que não vai conseguir lidar com o perigo gerado pelo seu adversário. Visivelmente inferior tecnicamente, o time de Pellegrini virá compacto e buscando erros do outro lado.

Como visitantes, os alemães têm a obrigação de buscar a vantagem no marcador. Todos os ventos sopram a favor dos aurinegros, que só ficam fora da próxima fase se cochilarem em campo. Não é preciso ir muito além nas comparações para chegar à conclusão de que o Dortmund é um candidato muito mais sério ao título do que o Málaga.

Nesta quarta, os homens serão separados dos meninos. E aí veremos que o futebol nem sempre se resume ao que está no papel, e sim até onde cada um dos combatentes está disposto a ir.

Mostrar mais

Felipe Portes

Felipe Portes é zagueiro ocasional, cruyffista irremediável e desenhista em Instagram.com/draw.portes

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo