Liga Europa

João Pedro marca de novo, Brighton vence o AEK por 1 a 0 e se classifica na Liga Europa

Brighton joga mal fora de casa, mas faz o mínimo para avançar e eliminar gregos da Liga Europa

O Brighton jogou para o gasto, perdeu inúmeras oportunidades, também cedeu vários espaços, mesmo com um a mais, porém, venceu o AEK por 1 x 0, fora de casa e se garantiu na 2ª fase da Liga Europa, em jogo realizado na OPAP Arena, em Atenas. O único gol da partida foi marcado pelo brasileiro João Pedro, de pênalti, na marca dos 11 minutos da etapa complementar. Após sofrer muita pressão no primeiro tempo, o time inglês foi eficiente nos 45 minutos finais e fez o suficiente para se classificar e de quebra eliminar os gregos.

Com o resultado, o Brighton alcançou os dez pontos na tabela e não pode mais ser alcançado pelo AEK, que estacionou nos quatro pontos e também não pode mais chegar no Olympique de Marseille, que está na 2ª colocação do Grupo B com oito pontos ganhos. Na próxima rodada, o AEK enfrenta o já eliminado Ajax, na Holanda e ainda pode buscar uma vaga na próxima Conference League, enquanto o time inglês, disputa diante dos franceses a liderança da chave.

AEK tenta, mas não marca em 1º tempo agitado

A primeira etapa na Grécia teve o Brighton dominando as ações em seu começo, Ferguson teve a primeira boa chance em favor do time inglês. Após mais de um minuto tocando a pelota, o meia teve a chance do de marcar após receber pelo lado esquerdo da área e chutar cruzado para boa defesa do goleiro Stankovic. Aos seis minutos, mais uma boa chance em favor do Brighton, Domagoj Vida, zagueiro croata do AEK, por pouco não marca um gol contra bizarro. Após tentativa de recuo mal feita pelo defensor, Stankovic precisou se esticar todo para evitar o gol contra e mandou a bola para escanteio.

Melhor no jogo nos primeiros minutos, o Brighton criou mais uma boa chance com Adingra, que recebeu a bola pelo lado direito da área e chutou por cima da meta de Stankovic. Na primeira boa chegada do AEK, aos 16 minutos, Pineda aproveitou jogada de linha de fundo de Amrabat, e tocou de cabeça, mas sem muita força, facilitando o trabalho do goleiro Verbruggen.

Animado com a primeira chance, o time grego seguiu em cima e teve mais uma chance com Pineda aos 17, que recebeu a bola pela meia esquerda e chutou com perigo, obrigando o goleiro Verbruggen a fazer a defesa em dois tempos. Zuber teve a chance de abrir o marcador em favor do AEK após receber um presente do volante Gross. O atacante suíço carregou sozinho e mandou uma bomba de fora da área, bem defendida pelo goleiro Verbruggen.

Na sequência, após cobrança de escanteio, o mesmo Zuber subiu livre para cabecear e fazer a bola passar à direita da meta do goleiro do time inglês. Pineda conseguiu mais uma boa escapada em favor do AEK, o meia carregou pela meia esquerda e chutou com perigo à direita da meta de Verbruggen. Já aos 43, o AEK teve a chance de marcar o primeiro com Zuber mais uma vez, o atacante recebeu bom passe de Gacinovic, limpou como quis a marcação e mandou a bola na trave.  O time grego pressionou demais ao final do primeiro tempo, mas a falta de capricho e mais cuidado no último terço, impediu que o AEK conseguisse abrir o marcador.

João Pedro marca de pênalti e Brighton elimina o AEK da Liga Europa

Precisando atacar para evitar uma eliminação precoce na Liga Europa, o AEK foi ao ataque e Verbruggen teve muito trabalho logo aos cinco minutos da etapa complementar. Após passe para trás de Mantalos, Gacinovic chutou de primeira, para mais uma boa intervenção do goleiro do Brighton. Tentando sair da pressão imposta pelos gregos, o Brighton conseguiu uma escapada pela esquerda. João Pedro se livrou da marcação aos nove minutos e foi derrubado na área, após revisão do VAR, a arbitragem do senhor Sandro Scharer anotou penalidade máxima, cobrada com maestria pelo brasileiro, abrindo o marcador para o time inglês.

Nervoso em campo, o time do AEK se complicou ainda mais na partida quando Gacimovic cometeu falta dura, recebeu o segundo cartão amarelo e acabou expulso de campo aos 20 minutos. Sem ter o que fazer a não ser atacar para buscar o empate, o time grego parava em um forte e organizado sistema defensivo do Brighton, que esperava o melhor momento para contra-atacar e definir o jogo.

Aos 25 minutos, no primeiro contra-ataque puxado com eficiência, Ferguson saiu na cara de Stankovic, tentou o drible, mas foi bloqueado pelo goleiro, no lance seguinte, Adingra recebeu do lado direito da área e chutou sem ângulo, balançando a rede, mas pelo lado de fora. O jogo ficou lá e cá e o AEK teve uma chance clara de empatar o jogo com Pineda, que saiu livre na diagonal pela esquerda, chutou cruzado, mas para fora do gol. A partir deste momento, o time grego perdeu a força, ofereceu espaço aos ingleses, que só não aumentaram o marcador por falta de eficiência de seu ataque.

Mesmo assim, o Brighton conquistou a vitória e encaminhou a sua classificação para a próxima fase da Liga Europa, enquanto os gregos lamentaram a campanha ruim e terão o confronto diante do Ajax fora de casa, apenas para cumprir tabela.

Foto de Lucas de Souza

Lucas de Souza

Existe um ditado que diz que o bom filho a casa retorna não é? Pois bem, sou Lucas de Souza, redator e repórter do Futebol na Veia, de volta ao site após quatro anos, e agora redator do Trivela, um dos maiores portais de futebol do Brasil. Sou jornalista, especializado em Marketing digital e narrador do Portal Futebol Interior e também da RP2Marketing.
Botão Voltar ao topo