Liga Europa

Bayer Leverkusen atropela Molde na Liga Europa e Xabi Alonso segue em temporada dos sonhos

O Bayer Leverkusen fez o que quis contra o Molde na Liga Europa, mostrando porque é considerado uma das melhores equipes desta temporada

Nesta quinta-feira (14), o Bayer Leverkusen goleou o Molde por 5 x 1, na BayArena, pela 6ª rodada do Grupo H da Europa League. Já classificados, os Werkself terminaram a primeira fase da competição com 100% de aproveitamento, sendo 19 gols marcados e apenas três sofridos.

Por outro lado, os Blå-Hvit terminaram na 3ª posição com sete pontos, ficando com a vaga para a Conference League. Quem foi para os playoffs da Liga Europa foi o Qarabag, 2º colocado do Grupo H. Agora, os azerbaijaneses enfrentam um time que ficou em 3º lugar na Champions League.

Em mais uma bela apresentação da equipe de Xabi Alonso, os alemães provaram porque são um dos times que apresentam melhor futebol no continente. Longe de serem favoritos, os suecos pouco puderam fazer diante do domínio dos mandantes.

Como foi Bayer Leverkusen x Molde pela Europa League

Um dos melhores times do continente, o Bayer Leverkusen não deu brechas para o Molde. Logo aos três minutos do 1º tempo, Andrich arriscou uma finalização de fora da área, mas o goleiro conseguiu encaixar a bola com facilidade. Entretanto, a equipe de Xabi Alonso não demorou muito para abrir o placar.

Aos seis minutos, o time de Erling Moe errou na saída de bola perto do meio-campo. Os Werkself aproveitaram e avançaram com velocidade. A bola sobrou para Schick, que cortou para a perna esquerda na meia-lua e chutou cruzado por baixo, sem chances para Peteresen.

Seis minutos depois, o Bayer Leverkusen fez uma rápida transição ofensiva e finalizou de fora da área, mas a bola passou por cima do gol. Já aos 18 minutos, os alemães voltaram a incomodar os Bla-Hvit. Após boa jogada individual, Tella cruzou para a área. Mesmo marcado, Hlozek tentou o arremate, mas por cima da trave.

Dois minutos depois, Tella, já dentro da grande área, ameaçou cruzar perto da linha de fundo, mas, mesmo sem ângulo, finalizou ao gol, obrigando o goleiro a jogar para escanteio. Para o temor do Molde, foi assim a equipe de Xabi voltou a balançar as redes suecas.

No lance seguinte, os Werkself cobraram um escanteio curto, sendo que a bola voltou para Hofman, que cruzou em direção a grande área. Ele encontrou Tapsoba, que cabeceou para o fundo do gol. Para piorar, os Bla-Hvit fizeram um gol contra poucos minutos depois.

Aos 25 minutos, os alemães fizeram uma bela troca de passes e, após rodar a bola,
Tella cruzou rasteiro pela direita. A defesa sueca tentou afastar, mas acabou chutando em cima de Ellingsen, rebatendo, sem querer, para o fundo da própria rede.

Com a partida sobre controle – além da larga vantagem no marcador – o Bayer Leverkusen diminuiu um pouco o ritmo, mas manteve a posse de bola, que foi de 69% na etapa inicial. O Molde, por sua vez, pouco conseguiu fazer.

Um lance de perigo só aconteceu novamente aos 43 minutos, quando Tella disparou em velocidade pela direita, cortou para o meio e chutou. Quase em cima da linha, a defesa sueca impediu outro gol. No rebote, Schick ainda mandou na trave, antes da bola ser chutada para fora do gol.

Ainda tinha tempo para caber mais

Com o bom futebol apresentado antes da ida para o intervalo, o Bayer Leverkusen retornou do vestiário em marcha mais lenta, sem necessidade de forçar demais o Molde. Até porque os alemães também são líderes da Bundesliga, e querem desbancar o Bayern de Munique.

O primeiro lance de perigo do 2º tempo ocorreu aos 14 minutos, justamente quando os Werkself anotaram o quarto gol. Em jogada construída desde o goleiro Lomb, a equipe de Xabi Alonso acelerou até chegar em Mbamba, que, do meio-campo, enfiou a bola para Hlozek. Ele entrou na área e, mesmo caindo, finalizou por cima, estufando as redes.

E os Bla-Hvit sofreram o quinto gol 10 minutos depois. Em cobrança de escanteio curto do Bayer Leverkusen para Tella, a bola foi rolada para Hlozek, que finalizou da intermediária. A bola desviu no meio do caminho em Mbamba, deslocando completamente o goleiro dos suecos para morrer no fundo do gol.

Já aos 29 minutos da etapa final, o Molde conseguiu descontar. Ellingsen fez belo lançamento do meio-campo para Kitolano, que dominou, entrou na área e, desequilibrado, chutou para balançar as redes.

Foto de Matheus Cristianini

Matheus CristianiniRedator

Jornalista formado pela Unesp, com passagens por Antenados no Futebol, Bolavip Brasil, Minha Torcida e Esportelândia. Na Trivela, é redator de futebol nacional e internacional.
Botão Voltar ao topo