Europa

Jogadores bósnios se recusam a participar de amistoso

Dezenove jogadores da seleção bósnia se recusaram a entrar em campo neste domingo, no amistoso contra o Azerbaijão. Os atletas protestaram contra a demissão do treinador Meho Kodro.

Vários jogadores preferiram participar de um jogo beneficente, organizado por Kodro, marcado para o mesmo dia. O treinador foi demitido pela federação no começo de maio, após ficar cerca de quatro meses no cargo. Ele havia se recusado a treinar a Bósnia em um amistoso contra o Irã, pois alegou não ter sido avisado a tempo da partida.

“Nós temos de jogar a partida, ou corremos o risco de ser punidos pela Fifa e eliminar nossos times das competições européias”, afirmou Denijal Peric, atual treinador da equipe. Ele afirmou que deixará o cargo após o amistoso de domingo.

Na cidade de Zenica, local a partida, há vários cartazes solicitando ao público para que não assista ao jogo. Na capital Sarajevo, também há faixas chamando os torcedores para acompanharem o jogo beneficente e apoiarem Kodro.

Na semana passada, a polícia de Sarajevo deteve cerca de 30 pessoas durante um protesto contra a demissão de Kodro. Houve atos de vandalismo, nos quais dois policiais e um cachorro usado pela corporação ficaram feridos.
 

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo