Europa

Grupo E: Roma tem dura missão de desbancar Bayern e Manchester City

Bayern de Munique
Bayern de Munique
Manchester City
Manchester City
Roma
Roma
CSKA Moscou
CSKA Moscou
O cenário esperado

O Bayern de Munique é o grande favorito do grupo e um dos favoritos ao título, então é esperado que mesmo em um grupo difícil, seja o primeiro colocado. Os comandados de Pep Guardiola estão em constante mutação, o que pode ser um cenário perigoso para enfrentar o Manchester City, o outro favorito a se classificar no grupo. Na temporada passada, os ingleses avançaram às oitavas de final no mesmo grupo dos alemães e por pouco não roubaram a primeira posição. Os confrontos entre os dois devem ser decisivos. A Roma é um bom time, deve complicar e tirar alguns pontos dos favoritos, mas a tendência é que fique com a vaga na Liga Europa, em terceiro lugar. O CSKA Moscou, mesmo sendo o campeão russo, será o time que ninguém pode perder pontos. Por força do elenco e do time, deve ficar em último.

O cenário possível

Um dos favoritos pode acabar tirando muitos pontos do outro, como o Bayern de Munique vencendo o Manchester City duas vezes, por exemplo, ou mesmo o City vencer em casa e empatar fora com o Bayern. Isso abriria espaço para uma disputa da Roma com um deles e, contando com boas atuações do seu ataque e de jogadores como Totti, a Roma pode complicar e acabar tomando uma das vagas no mata-mata. Precisará de grandes atuações e de alguma sorte, é verdade, mas é um cenário possível.

Jogador-chave
Yayá Touré, do Manchester City (AP Photo/Scott Heppell)
Yayá Touré, do Manchester City (AP Photo/Scott Heppell)

Yayá Touré

É o jogador que costuma dar ritmo ao jogo do Manchester City. É um jogador completo: marca, arma as jogadas e também chega para finalizar. Não por acaso, marcou 20 gols no Campeonato Inglês, mesmo não sendo um jogador ofensivo. É versátil, pode mudar o jogo atuando também mais à frente, como um meia. Por sua característica, é um jogador fundamental para que o Manchester City tenha sucesso contra adversários fortes como o Bayern de Munique, que tem por característica dominar o meio-campo. Com ele, o time pode chegar ao sucesso e ir mais longe do que na temporada passada, quando parou nas oitavas de final.

Fique de olho
Jogadores da Roma comemoram em frente à torcida no estádio Olímpico (AP Photo/Alessandra Tarantino)
Jogadores da Roma comemoram em frente à torcida no estádio Olímpico (AP Photo/Alessandra Tarantino)

Roma forte em casa

Em 25 jogos disputados no Estádio Olímpico na última temporada, a Roma venceu 20, empatou quatro e perdeu só uma vez. É claro que os adversários agora serão muito mais duros, dois dos times mais fortes da Europa visitarão a capital italiana. Mesmo assim, é de se respeitar o histórico recente da Roma em casa e a força que o time consegue ter jogando em seus domínios. Sob o comando do técnico Rudi Garcia, o time joga um futebol ofensivo, de futebol veloz e de qualidade técnica. Mesmo seus volantes são muito técnicos, Nainggolan, De Rossi e Strootman. Com Totti, mesmo veterano, sendo um jogador importante, o time deve ser novamente perigoso. E ainda tem Iturbe, maior contratação da temporada, que tem habilidade e um chute muito forte.

O brasileiro
Mario Fernandes, do CSKA Moscou
Mario Fernandes, do CSKA Moscou

Mario Fernandes

Cogitado para defender a Seleção Brasileira quando Felipão assumiu o cargo, o lateral direito, ex-Grêmio, é um jogador consistente na posição e é forte na marcação. Com 23 anos, é um jogador que pode crescer muito na carreira, embora tenha no seu histórico alguns episódios que deixam dúvidas sobre o quanto leva a sério a sua carreira, como negar a convocação para a seleção em 2011, quando o técnico era Mano Menezes. Tem potencial para ser um destaque em uma posição carente. Vale ficar de olho no que ele pode fazer.

A contratação
Lewandowski foi o principal reforço do Bayern
Lewandowski foi o principal reforço do Bayern

Robert Lewandowski pelo Bayern de Munique

Um dos melhores atacantes do mundo chegou de graça ao Bayern de Munique, como se o time já não tivesse boas opções. Ele eleva o nível do time, que já era ótimo, e já mostrou no Borussia Dortmund que é um jogador inteligente, se movimenta, sabe abrir espaços e, claro, finalizar muito bem de diversas posições. Em um time que costuma criar tantas chances de gol, Lewandowski tem tudo para marcar ainda mais gols e ser ainda mais decisivo. Afinal, que centroavante não gostaria de jogar ao lado de jogadores como Robben, Ribéry, Götze e Müller? Se Guardiola não costumava usar um centroavante nato no Barcelona, no Bayern terá um dos melhores especialistas da posição do futebol europeu.

Veja outros grupos do guia da Champions League

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo