Europa

Gedoz poderia estar no Brasileirão, mas brilhou logo na estreia pelo Belgão

Felipe Gedoz poderia ser uma boa contratação ao futebol brasileiro. O talentoso meia, descoberto no futebol do interior gaúcho pelo Defensor, foi uma das grandes revelações da Copa Libertadores de 2014. O nome do jovem de 21 anos chegou a ser cogitado em alguns clubes da Série A, com rumores mais fortes no Internacional. Porém, sem que ninguém entrasse em acordo com os uruguaios, o filho ilustre da cidade de Muçum foi parar no Club Brugge, comprado por € 1,5 milhão. Para causar impacto imediato no Campeonato Belga.

A estreia de Gedoz pela nova equipe aconteceu neste domingo, na visita ao Genk pela sétima rodada. E, em um jogo relativamente difícil para a tabela do Belgão, o garoto conseguiu se sobressair. Escalado como titular na armação do time por Michel Preud’Homme (sim, o lendário goleiro belga é o técnico), o gaúcho anotou o gol que definiu o empate por 1 a 1. O tento foi irregular, é verdade, com Gedoz impedido ao aproveitar rebote de bola na trave. De qualquer forma, o meia teve classe ao concluir de voleio para as redes.

Dono de 13 títulos nacionais, o Club Brugge possui muita tradição, embora não vença a liga desde 2004/05 e tenha sido o terceiro na última temporada. Ainda assim, Gedoz tem ótima oportunidade para fazer seu nome no futebol europeu. Pode evoluir em um país do escalão intermediário e terá a chance de aparecer na próxima Liga Europa – está no Grupo B, ao lado de Torino, Kobenhavn e HJK. Uma vitrine que poderia ser maior, caso Gedoz viesse parar em algum time do Brasileirão.

Agradecimentos à dica do amigo impedimentista Daniel Cassol

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo