Eurocopa

Suécia fez um jogo horrível com a Eslováquia, mas venceu com gol de pênalti e encaminhou a classificação

Em partida com poucas chances, Suécia fez um primeiro tempo insosso, melhorou no segundo e conseguiu a vitória com um gol de pênalti

Suécia e Eslováquia fizeram um jogo dos mais fracos desta Euro 2020. O confronto na Grazprom Arena, em São Petersburgo, teve dois times que criaram muito pouco. Com um time um pouco melhor, os suecos fizeram um segundo tempo ligeiramente melhor, conseguiram um gol de pênalti e venceram os eslovacos por 1 a 0. Com isso, a equipe escandinava encaminha a sua classificação, com quatro pontos. Isso porque classificam quatro dos seis terceiros colocados e quatro pontos é o bastante para praticamente garantir a classificação assim, ainda com uma boa chance de ser o segundo colocado com um empate na rodada final, contra a Polônia.

Primeiro tempo esquecível

Como esperado, o jogo foi de pouca criatividade e muita batalha. Nem suecos, nem eslovacos são conhecidos por suas imensas capacidades ofensivas, muito menos por sua criatividade. Havia uma diferença de atitude nas duas equipes, porém. A Suécia parecia cozinhar o jogo desde o primeiro minuto, enquanto os eslovacos, mesmo sendo um time tecnicamente pior, tentava chegar ao ataque. Faltava um pouco de qualidade e até de organização para isso.

Os dois times maltrataram a bola na primeira etapa. Foram cinco chutes no total: a Suécia chutou duas vezes, acertou uma no alvo; os eslovacos chutaram três vezes, sem nenhum chute certo. A Suécia teve um comportamento irritante no jogo, com um futebol fraco, sem velocidade e sem qualquer ambição ao atacar. Restou à Eslováquia ficar com a bola.

No final do primeiro tempo, aos 42 minutos, a Eslováquia pressionou a saída de bola, conseguiu recuperar. Marek Hamsik recebeu na entrada da área e bateu de primeira para o gol, mas errou por muito. Mesmo assim, foi o que mais se aproxima de uma chance de gol no primeiro tempo.

Suécia volta com atitude mais ofensiva no segundo tempo

O jogo foi tão ruim no primeiro tempo que a dúvida era se o jogo conseguiria piorar mais ainda no segundo tempo. Os dois técnicos decidiram voltar com os mesmos times, sem qualquer substituição.

O jogo melhorou. A Eslováquia chegou e obrigou uma defesa de Robin Olson, O lance acabou anulado por impedimento. Pouco depois, foi a vez da Suécia chegar, em um cruzamento para a área, aos 15 minutos, que o lateral Ludwig Augustinsson chegou tocando de cabeça. O goleiro Martin Dubravka fez uma boa defesa.

O técnico Jan Andersson mudou o time da Suécia. Viktor Claesson e Robin Quaison entraram nos lugares de Kristoffer Olsson e Marcus Berg. Uma tentativa de tornar o time mais ofensivo, trazendo o ponta Sebastian Larsson para o meio, dando mais criatividade ao setor.

O atacante Alexander Isak começou a apareceu no jogo. Em um cruzamento para a área, o camisa 11 subiu, tocou, mas a bola saiu por cima, por perto. Passados alguns minutos, fez outra boa jogada, desta vez recebendo a bola marcado, saindo dos marcadores, abrindo espaços e chutando de fora da área. O goleiro Martin Dubravka fez uma grande defesa e impediu o gol.

Com 30 minutos do segundo tempo, Quaison foi derrubado pelo goleiro Dubravka e o árbitro Daniel Siebert, da Alemanha, marcou o pênalti. O meia Emil Forsberg cobrou com firmeza, no canto, e marcou: Suécia 1 a 0. Foi o primeiro gol de um jogador da Suécia desde a Euro de 2012, porque em 2016 o time saiu de campo com um gol marcado em três jogos, e foi um gol contra.

Com 36 minutos, Isak fez uma ótima jogada, mas foi extremamente fominha. Ele tinha a opção de Quaison sozinho do lado, poderia ter rolado, mas preferiu a jogada individual e foi travado. A bola sobrou para Claesson, que chutou e a bola desviou para escanteio.

Nos minutos finais, a Eslováquia foi com tudo, levando até o goleiro para a área e tentando finalizar de qualquer jeito, como desse. O árbitro deu cinco minutos de acréscimos que deixaram o jogo um pouco mais sofrido. No fim, vitória da Suécia, que comemorou muito em campo. Com um gol em dois jogos, e nenhum gol sofrido, os suecos estão perto de se classificar.

Próximos jogos

A Suécia fecha a fase de grupos no próximo dia 23, quarta-feira, contra a Polônia, novamente em São Petersburgo, às 13h, no horário de Brasília. Já a Eslováquia enfrenta a Espanha, no mesmo dia e hora, no estádio La Cartuja, em Sevilha.

Ficha técnica

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo