Eurocopa 2024

Mbappé se une a seleção de ‘mascarados’; é tanta gente que deu para montar um time

Mbappé apareceu de máscara pela primeira vez desde a lesão sofrida no primeiro jogo da Eurocopa. No entanto, regulamento da Uefa proíbe modelo usado pelo atacante.

A primeira rodada da Eurocopa de 2024 vai obrigar Mbappé entrar para uma lista seleta no futebol mundial: a dos mascarados.

Com a fratura no nariz sofrida pelo atacante na magra vitória por 1 a 0 da França contra a Áustria, na última segunda-feira (17), Mbappé só poderá voltar a campo na competição usando a proteção no rosto.

O francês, no entanto, não foi o primeiro jogador de futebol que precisou recorrer ao uso do acessório para se proteger após uma lesão. Ao longo da história, alguns nomes famosos precisaram usar máscara por diversos motivos.

Alguns deles, como é o caso do ex-goleiro do Chelsea, Petr Cech, chegaram até a adotar o apetrecho em seu outfit padrão de jogo.

Em casos mais recentes, como na última Copa do Mundo, em 2022 no Qatar, quatro jogadores precisaram entrar em campo usando máscaras durante a competição internacional.

Son Heung-min, atacante da Coreia do Sul e do Tottenham; Josko Gvardiol, zagueiro do Manchester City e da Croácia; Ellyes Skhiri, volante da Tunísia e do Frankfurt; e Thomas Meunier, lateral da Bélgica e do Trabzonspor, da Turquia.

Mbappé não pode usar máscara na Euro 2024

O mais novo integrante do time dos mascarados já tem um problema para resolver – além da própria lesão. Apesar do uso de máscaras por jogadores durante as partidas não ser proibida, a máscara que Mbappé apareceu usando nos treinos da seleção francesa nesta quinta-feira fogem o regulamento da Uefa.

No artigo 42 das competições europeias define que equipamentos médicos usados em jogos, a exemplos das máscaras, precisam ser “de cor única e livre de identificação da equipe e do fabricante”.

Relembre os jogadores que já usaram máscaras de proteção

Mbappé, França – Eurocopa 2024

Mais novo membro do time dos mascarados, Mbappé sofreu uma fratura no nariz no jogo de estreia da França da Eurocopa de 2024, em uma disputa de cabeça com o zagueiro austríaco Kevin Danso.

O jogador e a Federação Francesa de Futebol já descartaram, pelo menor por hora, qualquer procedimento cirúrgico. O jogador está sendo acompanhado pelo departamento médico francês e deve voltar a campo – já mascarado – no terceiro jogo da França, contra a Polônia.

Heung-Min Son, Tottenham – Champions 2022

O atacante sul-coreano precisou usar máscara depois da pancada no rosto em uma disputa de bola com o zagueiro Mbemba, do Olympique de Marselha na vitória por 2 a 1 do Tottenham contra os franceses, na última rodada da primeira fase da Champions League.

A lesão deixou o atacante e os fãs preocupados, já que restavam poucos dias para o início da Copa do Mundo do Qatar. Após a lesão, Son passou por um procedimento cirúrgico e ainda deu tempo de estar apto para a estreia da sua seleção, apenas 23 dias após o lance.

Son lesionou o nariz pouco menos de um mês antes da Copa do Mundo de 2022. Foto: Icon Sport

Ellyes Skhiri, Colônia – Liga Conferência 2022

Embora também tenha sofrido uma lesão em ano de Copa do Mundo, a do meio campista Ellyes Skhiri foi um pouco mais distante da competição internacional. O jogador lesionou o osso malar durante uma partida quando ainda jogava pelo Colônia, da Alemanha.

O osso malar também é conhecido como o osso da bochecha. Na Copa do Mundo, Skhiri precisou usar a máscara apenas por precaução.

Josko Gvardiol – RB Leipzig – Bundesliga 2022

Assim como Son, o zagueiro Josko Gvardiol sofreu uma lesão no rosto poucos dias antes da Copa do Mundo de 2022. Enquanto ainda atuava pelo RB Leipzig, da Alemanha, Gvardiol se chocou com o próprio companheiro de time na vitória por 3 a 1 contra o Freiburg.

Após exames, o defensor foi liberado pelos médicos e convocado para a seleção da Croácia, que terminou a competição com a terceira colocação após vencer o Marrocos. Gvardiol, inclusive, foi o autor de um dos dois gols históricos.

Gvardiol enfrentou o Brasil nas quartas de final da Copa do Mundo de 2022 usando uma máscara. Foto: Icon Sport

Thomas Meunier, Borussia Dortmund – Bundesliga 2022

Thomas Meunier foi o lateral titular da seleção da Bélgica na Copa do Mundo de 2022, mas por pouco não teve a sua participação na competição internacional vetada.

O jogador se machucou durante a vitória por 2 x 0 do Borussia Dortmund contra o Hannover, pouco mais de dois meses antes da Copa do Mundo. No dia seguinte a lesão, ele passou por um procedimento cirúrgico e precisou usar a máscara.

  • Antonio Rüdiger, Chelsea – Champions 2021

Da lista, Rüdiger é o único que precisou usar uma máscara em duas oportunidades diferentes. A primeira, depois da grave lesão quando ainda atuava pelo Chelsea, em 2021. Na semifinal da Champions League daquele ano contra o Real Madrid, seu atual clube, o alemão se chocou contra o lateral Álvaro Odriozola.

A pancada fraturou a mandíbula do zagueiro, que precisou passar por uma cirurgia. Embora a recuperação tenha sido rápida, com o jogador voltando aos gramados 10 dias depois, ele precisou usar uma máscara por três meses.

Já no Real Madrid, Rüdiger precisou usar após levar 20 pontos no rosto. O jogador saiu de campo sangrando após o fazer o gol que empatou o jogo e garantiu a classificação do Real Madrid na Champions, contra o  Shakhtar Donetsk, em 2022.

Rüdiger
O zagueiro Rüdiger já precisou usar máscaras duas vezes na carreira. A primeira, no Chelsea em 2021; a segunda, no Real Madrid, em 2022. Foto: Icon Sport

Renato Augusto, Corinthians – Brasileirão 2013

Em julho de 2013, o Corinthians foi à Salvador enfrentar o Bahia pelo Brasileirão daquele ano. No jogo, que terminou com uma vitória por 2 x 0 para o time paulista, Renato Augusto precisou deixar o campo mais cedo após se chocar com o atacante Souza.

Dias depois, passou por uma cirurgia que tinha como previsão de retorno cerca de três semanas. Porém, menos de duas semanas depois da cirurgia, motivado pela final da Recopa contra o São Paulo, recorreu ao uso da máscara de acrílico.

Carles Puyol, Barcelona – La Liga 2012

Em agosto de 2012 o histórico zagueiro do Barcelona, Carles Puyol, se chocou com o atacante Lamah, do Osasuna, na vitória por 2 x 1 do time da Catalunha. O choque chegou uma fratura no lado direito do rosto do defensor.

Pouco mais de 15 dias depois o jogador apareceu em um dos treinos do Barcelona usando uma máscara, acessório que passou a usar nos jogos.

Victor Osimhen, Napoli – Campeonato Italiano 2019

Um dos casos mais graves entre os jogadores é o do atacante nigeriano Victor Osimhen. Em um jogo do Campeonato Italiano contra a Inter de Milão, em novembro de 2019, Osimhen sofreu um afundamento facial.

O jogador precisou passar por uma cirurgia delicada. Em entrevista, o médico do atleta chegou a explicar a cirurgia e a gravidade da lesão, que classificou como “danos devastadores”. Hoje, cinco anos após a lesão, o jogador não precisa mais usar a proteção, mas mantém por se sentir mais seguro.

Há cinco anos, Osimhen sofreu uma lesão grave no rosto e, desde então, usa máscaras nos jogos do Napoli. Foto: Icon Sport

Cesc Fàbregas, Chelsea – Premier League 2015

Em 4 abril de 2015 o Chelsea entrou em campo para a vitória por 2 x 1 contra o Stoke City, pela Premier League de 2015. No jogo, o meia espanhol Cesc Fàbregas fraturou o nariz. Para não perder jogos importantes pelo Chelsea, que à época brigava pelo título, ele optou por não passar por cirurgia.

Após a conquista da Premier League, já em Maio, o jogador decidiu fazer o procedimento cirúrgico e corrigir os danos causados pela lesão. Após a cirurgia, ainda precisou continuar usando a máscara nos compromissos com a seleção da Espanha.

Petr Cech, Chelsea – Premier League 2006

Em 14 de outubro de 2006 aconteceu o lance que mudou a carreira e a vida de Petr Cech. Em sua terceira temporada pelo Chelsea, o goleiro sofreu uma lesão que colocou em risco a sua vida e obrigou a usar durante os jogos um capacete que virou a sua marca registrada.

Com menos de 1 minuto de jogo, o joelho do meia Stephen Hunt atingiu a cabeça do goleiro, que fraturou o crânio. O tcheco precisou ser levado às pressas para um hospital. Quando transferido para um neurocirurgião especialista, foi constato dois pedaços soltos no crânio do atleta que poderiam ter lhe custado a vida.

A lesão custou a Cech três meses de recuperação, e ele só voltou a campo em janeiro de 2007.

Petr Cech
Goleiro histórico do Chelsea e Arsenal, Petr Cech usa um capacete desde a lesão que quase lhe custou a vida, em 2006 Foto: Icon Sport

Qual o material das máscaras usadas pelos jogadores?

Para funcionar e não incomodar os jogadores durantes as partidas, as máscaras precisam ser produzidas com um material leve, porém resistente. O acessório é composto por fibra de carbono e um material emborrachado e feito por um molde individual para o rosto de cada jogador, com impressão em 3D.

Qual 11 ideal dos mascarados?

Na história recente do futebol há tantos jogadores que precisaram recorrer ao uso de máscaras de proteção é que foi possível montar um time só dos mascarados. E foi isso que a Trivela fez.

Certamente vocês vão sentir falta de alguns nomes como Lewandowski, Diego Costa, Harry Kane, Aubameyang e tantos outros – mas estes ficam para uma próxima vez.

A Trivela montou a lista dos 11 jogadores ‘mascarados' nos últimos anos. Foto: Icon Sport
Foto de Márcio Júnior

Márcio JúniorRedator de esportes

Baiano formado pela Faculdade Regional da Bahia. Cobriu de carnaval a Copa do Mundo na TVE Bahia, onde venceu o prêmio de reportagem do mês. Passou pela ALBA, Rádio Educadora, Superesportes e Quinto Quarto antes de se tornar repórter na Trivela.
Botão Voltar ao topo