Eurocopa 2024

‘Momento crucial na história do país’: Mbappé revela posição política antes de jogo da França

Craque do Real Madrid se declara contra a ascensão da extrema-direita no país enquanto se prepara para a Euro

A França estreia nesta segunda-feira (17) na Eurocopa. Em Düsseldorf, os Bleus encaram a Áustria, a partir das 16h (horário de Brasília), pela primeira rodada do Grupo D.

Capitão e principal destaque da seleção comandada por Didier Deschamps, Kylian Mbappé concedeu entrevista coletiva na véspera da partida e abordou diversos temas. Entre eles, um em especial chamou a atenção.

O atacante do Real Madrid aproveitou o espaço para fazer uma convocação à população francesa. Mas não foi um chamado para os cidadãos torcerem pela seleção na Euro, e sim um posicionamento político.

Mbappé se disse preocupado com a ascensão da extrema-direita no país e pediu para os franceses votarem em massa nas próximas eleições, que acontecerá nos dias 30 de junho e 7 de julho.

Estamos num momento crucial na história do país. Você tem que saber resolver as coisas e ver suas prioridades. Somos cidadãos acima de tudo, não devemos estar desligados do mundo. Estamos numa situação sem precedentes. Quero me dirigir a todos os franceses e, em particular, à geração jovem. Vemos que os extremos estão às portas do poder. Temos a possibilidade de mudar tudo — afirmou Mbappé.

Entenda a situação política da França

No último dia 9 de junho, o presidente francês, Emmanuel Macron, dissolveu o parlamento e antecipou eleições legislativas. O motivo de tal movimento? Avanço da extrema-direita no Parlamento Europeu.

O anúncio de Macron ocorreu logo após a derrota de seu partido nas eleições do Parlamento Europeu. A sigla de Marine Le Pen, principal líder da extrema-direita na França, saiu vitoriosa no pleito e ligou o alerta do presidente. 

Preocupado com o revés, Macron disse que a ascensão de nacionalistas representa um perigo para a Europa.

— O resultado das eleições da União Europeia não é bom resultado para o meu governo (…) Decidi devolver-vos a escolha do nosso futuro parlamentar através da votação. Estou, portanto, dissolvendo a Assembleia Nacional — informou o presidente.

Mbappé e Macron se cumprimentam em premiação da Copa da França 2023/24 (Foto: Icon Sport)

Mbappé se une a Marcus Thuram

Antes de Mbappé, Marcus Thuram, atacante da Internazionale e da seleção francesa, se posicionou.

No último sábado (15), ele afirmou que “é preciso lutar para evitar” uma vitória do partido Reagrupamento Nacional (RN), de Marine Le Pen, nas eleições legislativas antecipadas na França.

— Penso que a situação é triste e muito grave. Temos que dizer a todos para irem votar e que lutem diariamente para evitar uma vitória do RN — pontuou Thuram.

Mbappé, neste domingo (16), reforçou o discurso do companheiro de seleção e deixou claro seu apoio aos valores de “tolerância, respeito e diversidade”.

— Espero que minha voz seja transmitida o máximo possível. Precisamos nos identificar com valores de tolerância, respeito, diversidade. Cada voz conta. Espero que façamos a escolha certa e tenhamos orgulho de vestir esta camisa novamente no dia 7 de julho. Compartilhamos os mesmos valores de Marcus. Estou com ele. Estamos num país onde há liberdade de expressão. Ele deu a sua opinião e eu estou do lado dele.

De acordo com a imprensa francesa, jogadores e comissão técnica da seleção devem votar remotamente, da Alemanha, caso os Blues ainda estiverem na disputa da Euro durante o pleito.

Marcus Thuram e Mbappé (Foto: Icon Sport)

Jogos da França na Eurocopa

  • Áustria x França – 17/06 – 16h – Esprit Arena
  • Holanda x França – 21/06 – 16h – Red Bull Arena Leipzig
  • França x Polônia – 25/06 – 13h – Signal Iduna Park
Foto de Guilherme Calvano

Guilherme Calvano

Jornalista pela UNESA, nascido e criado no Rio de Janeiro. Cobriu o Flamengo no Coluna do Fla e o Chelsea no Blues of Stamford. Na Trivela, é redator e escreve sobre futebol brasileiro e internacional.
Botão Voltar ao topo