Eurocopa

Kane: “Sabemos o que a final significa aos torcedores ingleses e esperamos fazê-los orgulhosos novamente”

Na véspera da final, Kane falou sobre o clima na Inglaterra e o foco para encarar a Itália

Numa seleção inglesa muito jovem, Harry Kane é uma liderança fundamental. Nem dá para chamar o centroavante de veterano, mas é um dos mais experimentados do time de Gareth Southgate e também um dos mais brilhantes com seu clube. Agora, tenta conduzir os companheiros rumo a um feito maior com os Three Lions. E o capitão mostrou-se centrado antes da final da Eurocopa, confiando no potencial de seu grupo, mas também reconhecendo a força dos adversários.

“Temos derrubado barreiras ao longo do caminho, mas começamos esse torneio com o objetivo de vencer e teremos essa oportunidade. Ver a torcida e a recepção que tivemos nos mostra o quão grande é essa ocasião. Obviamente, na Rússia estávamos numa bolha e vimos os vídeos, mas não sentimos de perto. Sabemos o que isso significa aos torcedores ao redor da Inglaterra e esperamos fazê-los orgulhosos novamente”, comentou Kane, na véspera da final.

“Foi uma longa e dura jornada, com muitos e altos e baixos no caminho. Mas jogar e liderar os rapazes nessa nossa primeira final, a primeira final europeia e a primeira em 55 anos, vai ser muito especial. A empolgação está aí, estou certo de que teremos alguns nervos, mas estamos sedentos por isso. Você tem que aproveitar esses momentos da história e esperamos dar um passo adiante para conquistarmos a competição”, complementou.

Kane avaliou que a experiência dos jogadores da Inglaterra em seus clubes pode pesar a favor. Ainda que a situação na Eurocopa seja inédita para qualquer geração surgida depois de 1966, o atacante acredita que a tarimba adquirida na Champions League e na Premier League são diferenciais ao atual grupo.

“É um jogo sem favoritos de verdade. Logicamente, a Itália tem uma história melhor que nós em termos de ganhar competições, ganhar finais, mas acho que nosso time tem muita experiência com os clubes, jogamos as maiores partidas, as maiores finais ao redor da Europa. É realmente um jogo duro, do nosso ponto de vista acreditamos totalmente no que estamos fazendo e em como estamos nos preparando, mas vai ser difícil. Eles têm ótimos jogadores, com grande experiência. Em qualquer final, você tem que estar inteiro em todos os aspectos, então sabemos que será o caso e esperamos que isso se volte a nosso favor”, apontou.

Kane também garantiu que o perfil da seleção, cobrada no país por sua personalidade, não tende a ser problema numa final de Euro: “Não acho que falte ao time ser mais duro, essa é a personalidade dos jogadores, são humildes. Temos uma determinação de verdade para vencer. Sinto que no futebol moderno não há tantos jogos mentais como antes. Temos um foco real e uma visão de onde queremos estar, sem isso não chegaríamos à final”.

Por fim, o centroavante comentou o duelo que travará com a zaga da Itália, uma das melhores da competição: “Logicamente que Bonucci e Chiellini são dois defensores incríveis, que têm grande experiência na carreira. Joguei contra eles antes, como atacante quero jogar contra os melhores defensores do mundo e esses dois estão lá no alto. Acreditamos muito em nossa equipe e na força do elenco. Há muitas coisas que podem acontecer na final e queremos ter certeza de que estamos do lado certo”.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo