Eurocopa

Herói em 1992, Peter Schmeichel está “muito, muito orgulhoso” da seleção dinamarquesa

Pai de Kasper destacou o desempenho extraordinário do time apenas semanas depois do ataque cardíaco de Eriksen

O principal destaque da equipe dinamarquesa que conquistou a Eurocopa de maneira inacreditável e inesperada em 1992, Peter Schmeichel, está muito orgulhoso da campanha da seleção na Euro 2020, especialmente depois do que aconteceu na primeira partida, contra a Finlândia.

Pai do goleiro Kasper Schmeichel, Peter destacou o quanto tem sido extraordinário o desempenho o desempenho dos jogadores, considerando que duas semanas atrás eles assistiram ao companheiro Christian Eriksen ter um ataque cardíaco durante a estreia contra a Finlândia.

A Dinamarca retornou ao gramado para disputar aquela partida, sob pressão do calendário da Uefa, e perdeu por 1 a 0. Recuperou-se para garantir vaga nas oitavas de final e chegou às semifinais após vencer País de Gales e Tchéquia no mata-mata.

“Eles continuam me impressionando e continuam produzindo algo extraordinário. Meu Deus, que desempenho desse time”, afirmou, durante transmissão da beIN Sports. “Se você pensar no que aconteceu duas semanas atrás, no jogo contra a Finlândia, um outro jogador teve um ataque cardíaco, e eles viram isso, se machucaram com isso, conseguir chegar às semifinais agora, e jogando tão bem… estou muito, muito orgulhoso”.

“É muito emocionante e muito… não quero dizer inesperado porque sempre soube que este time era muito, muito bom, mas você ainda tem que produzir, tem que ir lá e ganhar, e tenho que dizer que a Tchéquia foi magnífica, mas a defesa da Dinamarca, liderada por Kajer, nos últimos 20 minutos foi muito bem. Estou muito orgulhoso de ser dinamarquês neste momento, estou tão feliz e estamos nas semifinais”.

Kjaer, capitão do time, afirmou que o objetivo era sempre chegar a Wembley, palco das duas semifinais e da grande decisão. Ele foi atingido, mas não quer dizer que os dinamarqueses estão satisfeitos. “Eu estaria mentindo se dissesse que estamos. Que Christian esteja bem significa que podemos continuar em frente. Ele sabe que estamos jogando por ele”, disse.

O volante Thomas Delaney, autor do primeiro gol contra a Tchéquia, contou que a equipe recebeu uma mensagem de Eriksen em que ele também afirma estar orgulhoso dos companheiros. “Ele sempre foi uma parte tão importante do nosso time e nosso melhor jogador há anos. Jogamos com ele no coração e ele merece estar aqui. Sempre sofremos um pouco com isso, mas deixá-lo orgulhoso me deixa, e todos os outros, muito feliz”, completou.

A Dinamarca enfrentará a Inglaterra em Wembley na próxima quarta-feira, às 16h.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo