Eurocopa

Guia da Euro 2020: Rússia

Após chegar às quartas de final da Copa do Mundo em casa, a Rússia quer confirmar sua força com uma boa campanha na Eurocopa

Este texto faz parte do Guia da Euro 2020.

Como foi o ciclo desde a Copa de 2018

Na edição de inauguração da Liga das Nações, em 2018/19, a Rússia teve Suécia e Turquia em sua chave na Liga B e terminou com a mesma pontuação que os suecos, mas viu os concorrentes levarem a vaga na primeira divisão da próxima edição graças ao saldo de gols.

Para se classificar à Eurocopa deste ano, a Rússia fez uma boa campanha, com oito vitórias e duas derrotas em dez jogos, ficando atrás apenas da Bélgica, 100%, em seu grupo das eliminatórias. Foram 33 gols marcados e oito sofridos ao longo da competição.

Artigos relacionados

A promoção na Liga das Nações não veio também em 2020/21. Os russos ficaram à frente de Sérvia e Turquia no Grupo 3, mas viram a Hungria liderar a chave com três pontos a mais. No início de eliminatórias da Copa do Mundo de 2022, em março deste ano, a seleção russa bateu Malta e Eslovênia, mas caiu diante da Eslováquia. Nos amistosos de preparação para a Euro neste começo de junho, empate com a Polônia em 1 a 1 e vitória sobre a Bulgária por 1 a 0.

Como joga

A Rússia de Stanislav Cherchesov costuma alternar sua formação entre um 4-2-3-1 e um 3-5-2 ou 5-3-2, a depender da fase de jogo. Na direita, Mário Fernandes é um lateral/ala que sobe e desce constantemente, enquanto na esquerda o veterano Yuri Zhirkov costuma jogar mais avançado, apoiado por um dos zagueiros que se desloca para cobrir o seu setor.

Aleksandr Golovin é a válvula criativa da seleção russa, contando com uma dupla de meias mais defensivos para fazer o trabalho sujo enquanto ele tem liberdade para flutuar entre as linhas adversárias. Por fim, talvez o elemento mais importante do jogo ofensivo russo, Artem Dzyuba é a grande referência do ataque, em diversos sentidos. Robusto, brigador e com faro de gols, ele é figura central das animações ofensivas. É forte pelo alto, possibilitando bolas longas, faz o pivô para as aproximações de Golovin e Aleksei Miranchuk e ainda costuma estar sempre bem colocado na área para finalizar cruzamentos das pontas.

O craque

Artem Dzyuba

Artem Dyzuba, da seleção russa (Dmitry Feoktistov/TASS/Imago/OneFootball)

Atacante grandalhão, brigador e goleador, Artem Dzyuba chega em alta para a disputa da Eurocopa. Em março deste ano, durante as primeiras rodadas das eliminatórias da Copa do Mundo de 2022, liderou a vitória da Rússia por 2 a 1 sobre a Eslovênia com dois gols e se colocou a apenas um de igualar o maior artilheiro da seleção russa, Aleksandr Kerzakhov. Pelo Zenit, manteve o papel habitual de protagonista e foi o artilheiro da Premier League russa vencida pelo clube, com 21 tentos, além de brilhar na goleada por 6 a 1 sobre o segundo colocado Lokomotiv Moscou, que definiu o título, com dois gols e uma assistência. Embora não seja dos mais brilhantes com a bola, é uma referência no grupo e tem uma aptidão para gols que poderá causar problemas aos adversários.

Bom coadjuvante

Aleksandr Golovin

Golovin, da Rússia (Foto: divulgação)

O meio-campista Aleksandr Golovin apresentou seu cartão de visitas ao mundo ao abrir a Copa do Mundo de 2018 com uma atuação de destaque na goleada por 5 a 0 sobre a Arábia Saudita, marcando um gol e dando duas assistências. Sua boa campanha naquele Mundial lhe rendeu uma transferência para o Monaco em 2018. Depois de uma primeira temporada prejudicada por lesões e outra em que viu sua evolução desacelerada por uma equipe sem direção, o russo vem de uma boa temporada 2020/21, em que, após se recuperar de lesão, virou um dos principais nomes do time comandado por Niko Kovac que fez grande Ligue 1, esteve na briga pelo título até a reta final e conseguiu garantir uma vaga na Champions League da próxima temporada.

A promessa

Maksim Mukhin

Maksim Mukhin, da Rússia (Foto: Vladimir Pesnya/Sputnik/Imago/One Football)

Maksim Mukhin teve uma explosão acelerada no futebol russo nesta temporada. O meia defensivo, que completou 19 anos em novembro de 2020, sequer era titular do Lokomotiv Moscou até dezembro, mas conquistou seu espaço graças a um problema de lesões no clube. Três meses mais tarde, em março, já foi chamado pelo técnico Stanislav Cherchesov e estreou pela seleção russa quando somava apenas sete partidas pelo Lokomotiv. Com apenas dois jogos e 37 minutos em campo pela Rússia, é difícil imaginá-lo ganhando um espaço de destaque ao longo do torneio, mas a experiência contará muito para seu desenvolvimento, sobretudo com a confiança que o selecionador demonstra em seu futebol.

O veterano

Yuri Zhirkov

Yuri Zhirkov, da Rússia (Foto: Dmitry Golubovich/Imago/One Football)

O interminável Yuri Zhirkov completará 38 anos em agosto, mas segue como figura importante da seleção russa. A nível de clube, perdeu o espaço que uma vez teve, atuando em apenas um quarto dos minutos possíveis na temporada 2020/21 do Zenit. Entretanto, segue tendo a confiança do técnico Stanislav Cherchesov, sendo titular em nove dos últimos 11 jogos da seleção russa, incluindo partidas amistosas, confrontos da Liga das Nações e duelos pelas eliminatórias da Copa do Mundo de 2022.

Técnico

Stanislav Cherchesov

Stanislav Chechesov, da Rússia (Foto: Matthias Hangst/Getty Images)

Como jogador, Stanislav Cherchesov teve uma longa carreira de 20 anos, oito deles defendendo a seleção russa. Como técnico, tem um perfil linha dura, mas que ajuda a unir o grupo e tirar o melhor de seus jogadores. Assumiu o comando da seleção após o fracasso na Euro 2016, em que a equipe terminou no último lugar de sua chave, e desde então reergueu o time, conduzindo-o a uma campanha quadrifinalista na Copa do Mundo de 2018 e garantindo uma classificação sem percalços à Eurocopa deste ano. Embora seja querido, não é incontestável, com seus críticos apontando a qualidade de jogo de seu time, que por vezes deixa a desejar, e sua insistência em veteranos.

Retrospecto na Eurocopa

Como União Soviética, é uma das grandes potências da Eurocopa, com um título e três vices nas suas primeiras cinco participações. Como Rússia, sempre participa, mas raras vezes vai além disso. Exceto em 2008, quando alcançou as semifinais.

Participações: 11 participações (1960, 1964, 1968, 1972 e 1988 [como União Soviética]; 1992, 1996, 2004, 2008, 2012 e 2016 [como Rússia])
Melhor campanha: campeã (1960)

O elenco

Pos JOGADOR IDADE JOGOS GOLS ClubE
1 G Anton Shunin 34 anos 12 0 Russia Dínamo Moscou
2 D Mário Fernandes 30 anos 29 5 Russia CSKA Moscou
3 D Igor Diveyev 21 anos 4 0 Russia CSKA Moscou
4 D Vyacheslav Karavayev 26 anos 13 2 Russia Zenit
5 D Andrei Semyonov 32 anos 26 0 Russia Akhmat Grozny
6 M Denis Cheryshev 30 anos 30 12 Spain Valencia
7 M Magomed Ozdoyev 28 anos 32 4 Russia Zenit
8 M Dmitri Barinov 24 anos 5 0 Russia Lokomotiv Moscou
9 A Aleksandr Sobolev 24 anos 6 3 Russia Spartak Moscou
10 A Anton Zabolotny 29 anos 13 1 Russia Sochi
11 M Roman Zobnin 27 anos 35 0 Russia Spartak Moscou
12 G Yury Dyupin 33 anos 0 0 Russia Rubin Kazan
13 D Fyodor Kudryashov 34 anos 44 1 Turkey Antalyaspor
14 D Georgi Dzhikiya 27 anos 33 1 Russia Spartak Moscou
15 A Aleksei Miranchuk 25 anos 33 5 Italy Atalanta
16 G Matvei Safonov 22 anos 1 0 Russia Krasnodar
17 M Aleksandr Golovin 25 anos 38 5 France Monaco
18 M Yuri Zhirkov 37 anos 104 2 Russia Zenit
19 M Rifat Zhemaletdinov 24 anos 4 0 Russia Lokomotiv Moscou
20 A Aleksei Ionov 23 anos 35 4 Russia Krasnodar
21 M Daniil Fomin 24 anos 4 0 Russia Dínamo Moscou
22 A Artem Dzyuba (capitão) 32 anos 52 29 Russia Zenit
23 M Daler Kuzyayev 28 anos 34 2 Russia Zenit
24 M Andrei Mostovoy 23 anos 8 0 Russia Zenit
25 A Denis Makarov 23 anos 0 0 Russia Rubin Kazan
26 A Maksim Mukhin 19 anos 2 0 Russia Lokomotiv Moscou

Mostrar mais

Leo Escudeiro

Apaixonado pela estética em torno do futebol tanto quanto pelo esporte em si. Formado em jornalismo pela Cásper Líbero, com pós-graduação em futebol pela Universidade Trivela (alerta de piada, não temos curso). Respeita o passado do esporte, mas quer é saber do futuro (“interesse eterno pelo futebol moderno!”).

Artigos relacionados

Veja também
Fechar
Botão Voltar ao topo

Bloqueador de anúncios? Aí é falta desleal =/

A Trivela é um site independente, que precisa das receitas dos anúncios. Desligue o seu bloqueador para podermos continuar oferecendo conteúdo de qualidade de graça e mantendo nossas receitas. Considere também nos apoiar pelo link "Apoie" no menu superior. Muito obrigado!