Eurocopa

Eslováquia aproveitou a Polônia com um jogador a menos para vencer

Em um jogo que os poloneses pouco conseguiram fazer ofensivamente, viram os eslovacos aproveitarem a expulsão de Krychowiak para sair com a vitória

O duelo entre Polônia e Eslováquia não gerava lá muita expectativa em termos técnicos, já que as duas estão longe do mais alto nível do continente. Ainda assim, havia Robert Lewandowski em campo, o que, por si, já chamava a atenção. A Eslováquia aproveitou os problemas dos poloneses, incluindo uma expulsão no segundo tempo, fez o gol e saiu com a vitória por 2 a 1 em São Petersburgo, na Rússia. O jogo abriu o Grupo E da competição, que ainda tem Espanha e Suécia.

LEIA MAIS: Guia da Euro 2020

Jogada individual de Mak

Os eslovacos conseguiram abrir o placar aos 17 minutos. Robert Mak recebeu pela ponta esquerda e fez uma joga completamente individual. Totalmente cercado, ele girou, colocou entre as pernas de Bartosz Bereszynski, abriu para criar ângulo e finalizou. A bola bateu na trave, em Wojciech Szczesny e entrou: 1 a 0 para a Eslováquia. O gol foi dado como contra do goleiro polonês.

Polônia arranca empate

A Polônia voltou para o segundo tempo com tudo. Logo no primeiro minuto da segunda etapa, em uma jogada trabalhada pelo meio, Maciej Rybus recebeu dentro da área, tocou rasteiro para o meio, e Karol Linetty completou para o gol em um chute fraquinho, mas suficiente para tirar do goleiro Martin Dubravka: 1 a 1.

Expulsão na Polônia

A Polônia se complicou aos 16 minutos do segundo tempo. Krychowiak fez uma falta dura, mesmo já tendo cartão amarelo. Fez uma falta dura em Hromada, tomou o segundo cartão amarelo e foi expulso. A Polônia ficava sem o seu jogador mais recuado no meio-campo.

Golaço da Eslováquia

Foi em uma cobrança de escanteio que a Eslováquia conseguiu o seu segundo gol. Em uma cobrança aberta, a bola desviou e sobrou para Milan Skriniar. O zagueiro da Internazionale dominou e bateu rapidamente, no canto, e venceu o goleiro Szczesny: 2 a 1 para os eslovacos.

Pressão polonesa no final

Com um a menos em campo, a Polônia se esforçou. O técnico Paulo Sousa mudou o time, recompôs o sistema defensivo e colocou o time mais no ataque. Mesmo com todos os problemas, o time levou perigo no ataque.

Finalizações de Jan Bednarek, dentro da área, levou muito perigo. Depois de furar a primeira finalização de pé direito, a bola caiu no pé esquerdo e o zagueiro mandou para o gol e a bola passou muito perto.

O time passou a finalizar mais, buscou finalizar tanto quanto pôde. Karol Swiderski teve uma chance já nos acréscimos, em um bom chute de fora da área. O goleiro Martin Dubravka foi buscar e fez uma boa defesa.

Não houve como mudar o cenário. A Eslováquia saiu com a vitória, algo importante pensando em luta por classificação. Afinal, com alguns terceiros colocados classificados, os três pontos conquistados pelos eslovacos já os colocam em uma boa posição para buscar essa vaga.

Próximos jogos

A Polônia volta a campo no dia 19, sábado, contra a Espanha. Fecha a sua participação contra a Suécia, no dia 23, sábado. Já a Eslováquia enfrenta a Suécia, na sexta, dia 18, e fecha a participação contra a Espanha, no dia 23.

Ficha técnica

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo