Eurocopa 2024

Courtois é ausência, mas Bélgica terá volta de ‘ex-aposentado’ para a Eurocopa

Bélgica teve 25 atletas convocados para a Eurocopa; Witsel retorna à seleção após se aposentar em 2022

A melhor geração da história da Bélgica segue envelhecendo, mas ainda é muito importante para a seleção atual. Nesta terça-feira (28), o técnico Domenico Tedesco convocou 25 nomes para a disputa da Eurocopa, e entre ausências e retornos, se vê o quão essencial é aquele elenco, que começou a surgir no fim dos anos 2000, e levou a equipe nacional à terceira colocação da Copa do Mundo de 2018.

A principal ausência da equipe que disputará a competição europeia deste ano na Alemanha é Thibaut Courtois. No começo desta temporada, o goleiro do Real Madrid rompeu o ligamento do cruzado anterior do joelho durante um treinamento, e mesmo durante sua recuperação, não conseguiu ficar 100% à disposição.

Em entrevista coletiva para anunciar os nomes convocados, Tedesco disse que conversou com o camisa 1, e que ele mesmo foi muito sincero sobre suas condições físicas. Para a meta, foram chamados Koen Casteels, do Wolfsburg, Mats Sels, do Nottingham Forest, e Thomas Kaminski, do Luton Town.

– Ele foi muito claro sobre (sua condição física) e respondeu logo. Ele conhece melhor o seu corpo do que ninguém. É muito diferente jogar uma partida a cada três dias, em vez de uma por semana.

Retornos importantes para Tedesco

Dois retornos chamaram atenção. O primeiro é do de Kevin De Bruyne, que se recuperou de lesão a tempo de jogar o torneio. Mas a volta mais surpreendente foi a de Axel Witsel. Volante que nos últimos anos passou a jogar como zagueiro, ele havia se aposentado da seleção após a Copa de 2022, mas optou por voltar após conversas pessoais e por telefone com Tedesco.

– Queríamos experiência extra em nossa defesa. Debast e Faes ainda são jogadores jovens, e por isso precisamos muito do Witsel. O equilíbrio entre experiência e jovens talentos agora é excelente. Esta seleção tem uma mistura muito boa.

Para aumentar a mistura, o treinador alemão deixou fora da lista alguns nomes experientes como o zagueiro Toby Alderweireld, e os atacantes Dries Mertens e Michy Batshuayi. Maxim De Cuyper, Arthur Vermeeren e Johan Bakayoko, da nova geração, ganharam espaço e disputarão suas primeiras competiões oficiais com a camisa dos De Rode Duivels.

Quais serão os jogos da Bélgica na Eurocopa?

Antes do início do torneio continental, a Bélgica fará amistosos contra Montenegro, no dia 5 de junho, e contra a seleção de Luxemburgo, no dia 8. Ambos os jogos serão em Bruxelas, capital belga.

Favorita para passar ao mata-mata no Grupo E, a seleção de Tedesco irá estrear na Eurocopa contra a Eslováquia, em 17 de junho, Frankfurt. Depois encara a Romênia, em Colônia, no dia 22 e a Seleção Ucraniana em 26 de junho, em partida marcada para acontecer em Stuttgart.

Os convocados da Bélgica para a Eurocopa

Goleiros: Koen Casteels (Wolfsburg), Thomas Kaminski (Luton Town) e Matz Sels (Nottingham Forest)

Defensores: Axel Witsel (Atlético de Madrid), Wout Faes (Leicester), Zeno Debast (Anderlecht), Timothy Castagne (Fulham), Thomas Meunier (Trabzonspor), , Maxim De Cuyper (Club Brugge), Jan Vertonghen (Anderlecht) e Arthur Theate (Rennes);

Meio-campistas: Kevin de Bruyne (Manchester City), Amadou Onana (Everton), Yannick Carrasco (Al-Shabab), Arthur Vermeeren (Atlético de Madrid), Charles de Ketelaere (Atalanta), Astrer Vranckx (Wolfsburg), Youri Tielemans (Aston Villa), Orel Mangala (Nottingham Forest);

Atacantes: Romelu Lukaku (Roma), Jérémy Doku (Manchester City), Dodi Lukebakio (Sevilla), Johan Bakayoko (PSV Eindhoven), Leandro Trossard (Arsenal) e Lois Openda (RB Leipzig).

Foto de Vanderson Pimentel

Vanderson Pimentel

Jornalista formado em 2013, e apaixonado por futebol desde a infância. Em redações, também passou por Estadão e UOL.
Botão Voltar ao topo