Eurocopa

7 jovens estrelas prontas para brilhar na Eurocopa 2024

Com a Euro batendo na porta, montamos uma lista de jovens talentos que parecem destinados a fazer barulho na competição

Depois da Copa do Mundo, a Eurocopa é certamente o torneio de seleções mais aguardado pelos torcedores. Histórica rica, equipes altamente capacitadas, estádios de tirar o fôlego, enfrentamentos pesados. Definitivamente, se trata de uma atração e tanta. Dito isso, faltando menos de três meses para o início da competição, a Trivela resolveu aquecer os motores. Separamos sete jovens estrelas (com 20 anos ou menos) prontas para brilhar na Alemanha.

Jude Bellingham: a superestrela inglesa que chegou chegando no Real Madrid

Falar de Jude Bellingham é chover no molhado. O que parece ilógico é que o meio-campista inglês tem apenas 20 anos. Mesmo com a pouca idade, foi protagonista do Borussia Dortmund durante três temporadas e, hoje, é o cara do Real Madrid — ao lado de Vinicius Júnior. A mentalidade vencedora e a liderança que vem demonstrando na Espanha fazem de Bellingham uma estrela. Ou melhor, uma superestrela. Eis os números do camisa 5 pelo clube merengue: 20 gols marcados e nove assistências concedidas em 31 jogos. Impacto imediato de um cara que tem tudo para ser, junto de Harry Kane, o grande líder técnico da Inglaterra na Euro.

Florian Wirtz: o alemão protagonista da grande sensação da Bundesliga

Assistir Florian Wirtz é um privilégio. O jovem de 20 anos, peça fundamental do Bayer Leverkusen, faz o futebol parecer simples. Ele lê o jogo melhor do que a maioria e possui qualidades técnicas acima da média. Visão apurada, passes precisos e controle de bola são três dos principais atributos de seu jogo. Wirtz é a estrela mais brilhante da Bundesliga e seu mentor, Xabi Alonso, tem grande parcela de ‘culpa' nisso. Afinal, aprender com o ex-volante, cuja carreira dispensa comentários, é um privilégio e tanto. Nos últimos amistosos da Seleção Alemã, o meia-atacante provou na prática que tem o poder de vencer jogos. Na Euro, jogando em casa, ele tentará reforçar isso.

Lamine Yamal: o garoto prodígio da Espanha

O jogador e marcador (de gol) mais jovem da história do Barcelona e da Seleção Espanhola celebrará seu 17º aniversário um dia antes da final da Eurocopa. Ajudar seu país a chegar na decisão com certeza seria o presente dos sonhos para Lamine Yamal. De fato, esse roteiro parecia surreal e impensável há alguns meses. Mas futebol é dinâmico e, hoje, La Furia não pode se dar ao luxo de não chamar Yamal para o torneio na Alemanha.

Rápido, habilidoso e ousado, o ponta-direita se diferencia na tomada de decisão precisa em momentos-chave, além das qualidades de liderança impressionantes para um jogador de sua idade. A energia e autoconfiança do garoto prodígio são apreciadas pelo técnico Luis de la Fuente e chegam em boa hora, já que Gavi, lesionado, não participará da competição.

Benjamin Šeško: o homem-gol esloveno

Os grandes destaques da Eslovênia neste século foram os goleiros Samir Handanovic e Jan Oblak. A verdade é que nomear um atacante esloveno que mereça elogios depois do ótimo Zlatko Zahovic (atualmente com 53 anos) pendurar as chuteiras não é uma tarefa simples. Entretanto, as coisas estão prestes a mudar. E Benjamin Šeško é a prova disso. Dono de 1,95 m, o homem-gol do RB Leipzig tem potencial para se tornar um atacante de classe mundial. Extremamente forte e potente, sabe se posicionar na grande área e ostenta instinto matador na frente do gol. Em síntese, guardada as devidas proporções, Šeško é a resposta da Europa Oriental a Erling Haaland.

Diferente da Noruega de Haaland, que não conseguiu se classificar para a Euro 2024, a Eslovênia de Šeško estará na Alemanha. E o atacante de 20 anos, autor de cinco gols nas eliminatórias, quer mostrar ao velho continente que seu país é muito mais do que um mero produtor de goleiros.

Xavi Simons: a joia holandesa que exala talento

Ele cresceu em La Masia (categorias de base do Barcelona) e seu nome é Xavi, mas este nasceu em Amsterdã. Simons é a representação perfeita do estilo futebolístico holandês-catalão. Um verdadeiro artista com a bola nos pés, que Johan Cruyff adoraria testemunhar. Mas afinal, qual é a posição de Xavi Simons? Ala? Um segundo atacante? Ou um meio-campista central? Ninguém sabe, pois o talentoso jovem de 20 anos corre por todo campo e faz as coisas acontecerem independente da faixa em que está.

Emprestado pelo Paris Saint-Germain ao RB Leipzig, o camisa 20 faz uma temporada impecável. São nove gols marcados e 13 assistências concedidas em 36 partidas até o momento. Mais do que os números, sua postura elegante e madura em campo enchem os olhos de qualquer um que entenda minimamente de bola. Xavi Simons é o presente e o futuro da Holanda, e sua participação na Euro deste ano é uma das atrações mais legais dentre todas as histórias do torneio.

Warren Zaïre-Emery: versatilidade é malo sobrenome do francês

Apontada por muitos como o elenco mais forte da Euro 2024, a França de Didier Deschamps mescla experiência e juventude. Falando em juventude, Warren Zaïre-Emery merece uma atenção especial e, por isso, está presente na lista. Com apenas 18 anos, o camisa 33 do PSG é titular absoluto de Luis Enrique na Ligue 1 e na Champions League. E não é exagero nenhum dizer que o francês já pode ser considerado um meio-campista completo, ao menos na dominância dos principais fundamentos de sua posição.

Warren Zaïre-Emery se destaca na parte técnica e física, mas principalmente tática. Forte no desarme, exímio condutor e retedor de bola, já se provou um jogador eficiente nos passes. Um distribuidor de jogadas nato. Ele faz o famoso feijão com arroz, mas com excelência. Fundamental para o bom funcionamento de sua equipe, o meio-campista se diferencia também por sua versatilidade dentro das quatro linhas, tendo o poder de preencher perfeitamente qualquer um dos três espaços no meio-campo Ainda que a forte concorrência na seleção seja uma realidade, a tendência é que Zaïre-Emery, em virtude da boa temporada que faz, esteja presente na relação de Deschamps e impacte positivamente no elenco francês.

Kenan Yıldız: a grande esperança turca

Kenan Yıldız ficou extremamente decepcionado por perder a Euro sub-17 em 2022 por conta de uma lesão. Em contrapartida, com o passar do tempo, se tornou a grande esperança da Seleção Turca principal. A decisão de trocar o Bayern de Munique pela Juventus foi acertada. Após se destacar nas categorias de base da Velha Senhora, o versátil atacante foi promovido ao elenco profissional e, apesar de não ser titular da equipe comandada por Massimiliano Allegri, já mostrou em campo que é diferente.

Nascido e criado na Baviera (Alemanha), Yıldız escolheu representar o país natal de seus pais. O atacante marcou seu primeiro gol pela Turquia justamente na vitória sobre a Alemanha, por 3 a 2, em Berlim, em novembro de 2023. Foi um amistoso, é verdade. Mas tudo indica que ele deva estar pronto para brilhar na Euro e ajudar a nação que ele escolheu amar a chegar o mais longe possível.

Foto de Guilherme Calvano

Guilherme Calvano

Apaixonado por futebol, uniu o amor pelo esporte mais popular do mundo ao jornalismo. Carioca da gema e grande entusiasta da Premier League, cobriu o Flamengo no Coluna do Fla e o Chelsea no Blues of Stamford. Na música, vai de Post Malone a Armandinho. Eclético assim como na área técnica. Afinal, Guardiola e Mourinho são suas referências.
Botão Voltar ao topo