EuropaLiga das Nações

Em ritmo de amistoso, Bósnia interrompe série de 11 vitórias da Itália na estreia da Liga das Nações

A Liga das Nações começou, a Itália estreou, mas dá para dizer que não trouxe o futebol. Ao menos não aquele de antes da pandemia, que fez o time ter uma campanha excelente nas Eliminatórias da Eurocopa com 10 vitórias seguidas – e 11 jogos no total, considerando um amistoso com os Estados Unidos, antes disso. Nesta sexta-feira, o empate por 1 a 1 com a Bósnia foi bastante frustrante.

[foo_related_posts]

Em um jogo que a Bósnia fez tudo para travar o jogo e a Itália não mostrou muita criatividade, o resultado de empate ficou de bom tamanho. Ninguém apresentou muito para sair com três pontos. O jogo teve cara e ritmo de amistoso, ainda que seja uma competição oficial.

Os italianos saíram perdendo e, mesmo assim, não forçaram tanto o jogo. Em termos competitivos, o jogo de fato não valia grande coisa, porque foi só o primeiro em grupos que passaram a ter quatro seleções – e, portanto, seis jogos no total. A Itália divide o Grupo A com Países Baixos e Polônia, além da Bósnia. Só o primeiro colocado se classifica à fase final.

O técnico Roberto Mancini fez várias mudanças no time, rodando o elenco e testando jogadores. Na defesa, Francesco Acerbi foi titular ao lado de Leonardo Bonucci e no meio-campo Stefano Sensi também começou o jogo. No ataque, Andrea Belotti foi o titular, deixando o artilheiro da Serie A, Ciro Immobile, no banco. A Bósnia teve o desfalque de Miralem Pjanic, ainda se recuperando da COVID-19, além de Besim Serbecic e Rade Krunic.

O primeiro tempo foi bastante travado. A Bósnia fazia uma marcação forte, com o time bastante recuado. A Itália sofreu para criar lances de ataque. Lorenzo Insigne e Federico Chiesa foram os que chegaram mais perto de marcar, mas as chances não eram claras. O primeiro tempo acabou mesmo sem gols.

No começo do segundo tempo, a Bósnia conseguiu abrir o placar com o seu principal jogador. Depois de cobrança de escanteio, a bola ficou pipocando na área e Edin Dzeko apareceu para empurrar para o fundo da rede: 1 a 0, aos 11 minutos. No último jogo entre os dois times, pelas Eliminatórias da Eurocopa, o atacante da Roma também abriu o placar, mas naquela vez a Itália arrancou a virada.

Desta vez, porém, veio só o empate. Depois de uma boa jogada pela esquerda com Insigne, que cruzou para trás, Stefano Sensi chutou e a bola desviou no meio do caminho, matando o goleiro Ibrahim Sehic: 1 a 1 em Florença.

A Itália até tentou pressionar, mas não mostrou força. Mesmo após as entradas de Nicolò Zaniollo (aos 26 minutos), Ciro Immobile (aos 28) e Moise Kean (aos 41), os italianos não conseguiram arrancar o gol da virada. Tanto a Itália quanto a Bósnia tiveram chances, com Hodzic cabeceando e Donnarumma defendendo, enquanto Sehic precisou trabalhar para impedir o gol de Florenzi, em um bom passe de Zaniolo.

No fim, o empate por 1 a 1 soou como um amistoso depois de tanto tempo sem que os times entrassem em campo. Os dois times voltam a campo no próximo dia 7, segunda-feira, pela segunda rodada da Liga das Nações. A Itália enfrenta a Holanda, enquanto a Bósnia joga contra a Polônia.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo