Europa

Clássico nº 299: o dérbi da fumaça

Um dérbi de Viena é sempre um dérbi de Viena. Não importa se os times estão mal no campeonato, se o futebol austríaco não vive um grande momento ou se a violência de clássicos anteriores contribui para afastar os torcedores do estádio e, teoricamente, diminuir as emoções do jogo.

Desde 30 de setembro de 1934, foram 299 encontros entre Áustria Viena e Rapid Viena. Todos com uma história a se contar. O mais recente deles, neste domingo, terminou empatado por 1 a 1 e, mais uma vez, reservou momentos importantes. Ficará conhecido como “o dérbi da fumaça”.

Foi o 66º empate entre as equipes. O Rapid venceu 124 jogos, enquanto o Áustria foi superior em 109. Os violetas e a Religião Verde, aliás, não empatavam uma partida entre si desde 30 de agosto de 2009 (foram nove jogos de lá para cá, sempre com um vencedor). Desta vez, na Generali Arena, casa do Áustria Viena, o empate ficou de bom tamanho e refletiu a igualdade das duas equipes dentro de campo.

Os donos da casa repetiram a escalação que vem sendo utilizada nos últimos jogos, já que o técnico Karl Daxbacher claramente aposta no conjunto como forma de busca a ponta na Bundesliga. Do outro lado, Peter Schottel utilizou a 12ª formação diferente em 12 jogos na competição, com destaque para a presença inesperada do volante Thomas Prager, o que fez com que Steffen Hofmann pudesse ser adiantado, trabalhando na armação das jogadas.

Sob os olhares do novo técnico da seleção austríaca, Marcel Koller, Tomas Jun abriu o marcador para os violetas aos 37 minutos do primeiro tempo. Ainda na primeira etapa, aos 45’, Guido Burgstaller empatou para o Rapid.

O Áustria Viena segue na vice-liderança do campeonato, agora quatro pontos atrás do surpreendente líder Admira (25 a 21). Já o Rapid caiu uma posição e agora é o quinto, com 17.

A 299ª história

 

Mas, como um dérbi é sempre um dérbi, as histórias envolvendo um jogo entre Áustria e Rapid quase nunca ficam restritas somente ao que acontece dentro do gramado. E foi assim mais uma vez neste domingo.

A boa notícia foi que dessa vez não houve tumulto, invasão de campo pela torcida ou coisas do gênero, que andaram assombrando o maior clássico austríaco nos últimos tempos. Mas uma atitude, ainda que festiva, da torcida violeta, está dando o que falar no país.

O aviso do que estava por ocorrer veio numa espécie de código, uma hora antes do jogo: uma faixa estendida nas arquibancadas pela torcida do Áustria Viena anunciava estar ali “o clube mais quente do mundo”.

O enigma só foi revelado quando o segundo tempo estava para começar. Os fãs do Áustria abriram um letreiro onde se podia ler “Pyro action” e iniciaram um verdadeiro show pirotécnico nas arquibancadas. Um belo espetáculo, sem dúvida. Não fosse o fato de fogos de artifício e sinalizadores estarem proibidos no dérbi e de a fumaça ter tomado conta de todo o campo, obrigando o árbitro a paralisar a partida.

Quando isso ocorreu, quem estava na Generali Arena certamente se lembrou dos episódios recentes envolvendo as torcidas rivais e temeu pelo pior. Afinal, não era possível enxergar absolutamente nada. Só para se ter uma ideia, os jogadores das duas equipes foram para o vestiário, mas o goleiro Helge Payer, do Rapid, demorou dois minutos para perceber que a bola não estava rolando e também sair de campo.

Minutos depois, quando a névoa se dissipou e as pessoas puderam retirar os lenços que protegiam narizes e olhos, veio o alívio: as duas torcidas continuavam em seus respectivos lugares. E a bola rolou para o segundo tempo.

Como a atitude dos torcedores não gerou problemas mais sérios, é bem provável que o Áustria Viena seja apenas multado pelo ocorrido.

De qualquer forma, mais uma história está escrita. E que venha o dérbi 300.

CURTAS

ÁUSTRIA

– Jogando em casa, o Admira suou para ganhar do Wacker Innsbruck por 3 a 2 e abrir vantagem na ponta da Bundesliga. O Almirantado perdia por 2 a 1 até os 43’ do segundo tempo, quando Dibon Christopher empatou. Dois minutos depois, Jezek Patrik marcou o gol da virada.

– Os  demais jogos da rodada 12ª rodada da Bundesliga foram os seguintes: Ried 2 x 0 Mattersburg, Wiener Neustadt 2 x 0 Kapfenberger e Sturm Graz 2 x 1 Red Bull Salzburg.

– Na Erste Liga, o St. Andrä derrotou o Hartberg por 3 a 0 e voltou a encostar no líder Altach, que apenas empatou com o Lustenau por 2 a 2. Ambos têm 31 pontos ganhos.

SUÍÇA

– O domingo foi de clássico também no Campeonato Suíço. Jogando fora de casa, o Basel ganhou do Zürich por 1 a 0 e se recuperou da derrota para o Benfica no meio da semana pela Liga dos Campeões.

– A equipe da Basileia ocupa a terceira colocação da Super League, com 22 pontos, um a menos que o vice-líder Sion e dois atrás do líder Luzern. O Zürich é apenas o oitavo, com 10 pontos.

– Os demais jogos da rodada foram: Lausanne 1 x 0 Thun, Luzern 1 x 2 Neuchâtel Xamax, Servette 0 x 2 Sion e Young Boys 0 x 1 Grasshopper.

– Na Challenge League, a ponta segue com o St. Gallen, que fez 4 a 1 sobre o Biel-Bienne e tem quatro pontos de vantagem sobre o vice-líder Bellinzona.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo