Champions League

Após ‘loucura’, Reus nem cogita novo vice da Champions League para o Dortmund

Ídolo histórico do Borussia Dortmund, Marco Reus quer fechar com chave de ouro sua trajetória no clube

Tido por muitos como um dos jogadores mais importantes da história do Borussia Dortmund, Marco Reus anunciou recentemente que deixará o clube da sua vida ao término da temporada. A última dança do ídolo no time aurinegro tem data marcada e carrega um contexto para lá de especial. Afinal, jogar a decisão da Champions League é motivo de sobra para alegria e empolgação.

Borussia Dortmund e Marco Reus estão de volta ao jogo mais importante do futebol europeu. Em 2013, o camisa 11 foi um dos principais responsáveis pela caminhada vitoriosa do clube aurinegro até a final da Champions League. A equipe, naquela ocasião, terminou com o vice-campeonato continental, ao ser superada pelo Bayern de Munique. Onze anos se passaram, e agora o Dortmund tem a chance de se redimir no mesmo palco da dolorosa derrota para os bávaros: Wembley.

Na última terça-feira (7), Reus entrou no 2º tempo da vitória do Borussia por 1 a 0 sobre o Paris Saint-Germain, que classificou os aurinegros para finalíssima da Champions. Após o apito final, o atacante não escondeu a felicidade com o momento de seu clube. Em entrevista à imprensa europeia, Reus enalteceu o feito do time alemão, relembrou o amargo vice-campeonato de 2013 e mostrou confiança no título.

— Que semana para mim! Hoje tivemos que sofrer muito. Mas conseguimos. Amanhã ninguém se perguntará como, apenas o nome do Borussia Dortmund permanecerá e isso é a única coisa que conta. Ninguém esperava que voltássemos a Wembley depois do sorteio dos grupos (…) Wembley. Onde tudo começou, em 2013. Depois de mais de 10 anos, de volta à final com o Borussia Dortmund. Temos que vencer (a Champions League) agora. Caso contrário seria uma merda! Loucura. Loucura — disse Reus.

Dortmund passou sufoco na semifinal? Quem se importa?

Apesar da vitória nos dois duelos, não foi uma tarefa fácil eliminar o PSG. Na partida de volta, realizada no Parque dos Príncipes, o clube parisiense estabeleceu um novo recorde na história da Champions League: primeiro time a acertar quatro vezes a trave num mesmo jogo de mata-mata do torneio. Zaïre-Emery, Nuno Mendes, Mbappé e Vitinha foram os responsáveis por isso. Mas Reus não tá nem aí. O atacante do Dortmund minimizou tais estatísticas e reforçou que sua equipe conseguiu o mais importante: a classificação.

— Quem se importa? Como vencemos o jogo, ninguém vai falar sobre isso amanhã. É indescritível. Depois de mais de 10 anos, estou novamente na final com o Borussia. Ousmane (Dembélé) e Achraf (Hakimi) trouxeram um ritmo tremendo e sofremos demais.

Números e títulos de Reus no Borussia Dortmund

Como citado acima, Marco Reus encerrará, ao final da temporada, uma passagem de 12 anos pelo Borussia Dortmund. O atacante foi revelado nas categorias de base do clube aurinegro, mas se destacou e ganhou notoriedade no Borussia Mönchengladbach. Em 2012, retornou ao time de coração e, desde então, disputou 426 jogos, marcou 169 gols e concedeu 130 assistências.

Além dos bons números individuais, Reus conquistou cinco títulos com a camisa do Dortmund: duas Copas da Alemanha e três Supercopas da Alemanha. A taça da Bundesliga sempre foi um sonho para o camisa 11, mas o time aurinegro não consegue erguê-la desde a temporada 2011/12. Na época, o craque ainda defendia o Mönchengladbach.

Foto de Guilherme Calvano

Guilherme Calvano

Apaixonado por futebol, uniu o amor pelo esporte mais popular do mundo ao jornalismo. Carioca da gema e grande entusiasta da Premier League, cobriu o Flamengo no Coluna do Fla e o Chelsea no Blues of Stamford. Na música, vai de Post Malone a Armandinho. Eclético assim como na área técnica. Afinal, Guardiola e Mourinho são suas referências.
Botão Voltar ao topo