Champions League

Não fomos surpreendidos novamente

Não foi um grande jogo. Nem foi uma grande atuação do Barcelona. Nem precisou. O time fez um primeiro tempo apenas médio, mas que teve um lance decisivo de Messi. Foi o lance do gol do Barcelona, que abriu o placar em um jogo que tinha os catalães com quase 80% de posse de bola, mas nada de chances de gol. Só que na primeira, gol e 1 a 0.

O jogo até ameaçou ficar emocionante com o empate de Bayer Leverkusen logo no início. Impressão. O Barcelona continuou seu amplo domínio, fez valer sua maior qualidade e acabou fazendo 3 a 1. Sem sustos. A classificação está garantida, a não ser que os alemães consigam um milagre.

O Lyon venceu o APOEL. Muitos apostavam nisso. Só que não foi assim tão fácil. O placar de 1 a 0 é a melhor vitória por um gol de diferença em confrontos mata-mata, já que mantém a defesa intacta e qualquer gol na casa do adversário o obriga a uma vitória por ao menos dois gols de diferença.

Tudo isso é verdade. Só que o APOEL não deve ter achado ruim. Deu um chute a gol apenas nos pouco mais de 90 minutos disputados. O Lyon deu 18. Na prática, isso não significa nada. No campo motivacional, é um estímulo para o time cipriota fazer um grande jogo na volta e, por que não, eliminar os franceses com uma vitória por 2 a 0, ou ao menos um 1 a 0 que leve a partida para a prorrogação. Pelo jogo de hoje, não é impossível. Aliás, ao contrário: é bem possível.

E vocês, o que acharam dos jogos? Há espaço para surpresas?

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo