Champions League

Bayern de Munique fica no zero com o Copenhagen, mas empate é marcado por nova polêmica na Champions

O Bayern de Munique pouco criou contra o Copenhagen na Allianz Arena, embolando de vez o Grupo A da Champions League

Nesta quarta-feira (29), o Bayern de Munique ficou apenas no empate com o Copenhagen por 0 x 0, na Allianz Arena, pela 5ª rodada do Grupo A da Champions League. Com o resultado, a já classificada equipe alemã se manteve na liderança com 13 pontos, enquanto os dinamarqueses assumiram a 2ª posição com cinco pontos.

Marcado por sua força ofensiva, ainda mais com o impacto da chegada de Harry Kane, o Bayern esteve irreconhecível jogando em casa, já que não conseguiu furar a defesa do Copenhagen. A equipe dinamarquesa, por sua vez, conquistou um empate crucial na luta pela classificação às oitavas de final do torneio.

Copenhagen e Galatasaray estão empatados em pontuação no Grupo A, mas os turcos têm um saldo de gols inferior. Na última rodada da Champions, as equipes fazem um duelo decisivo por uma vaga na próxima fase na Dinamarca. O Bayern de Munique, por sua vez, visitará o desesperado Manchester United, que precisa vencer os alemães na Inglaterra e torcer por um empate no outro jogo para chegar às oitavas da Champions League.

Como foi Bayern de Munique x Copenhagen na Champions League

Jogando em casa, o Bayern de Munique tentou assumir o controle da partida, enquanto o Copenhagen começou a partida marcando bem fechado. Enfrentando linhas defensivas muito próximas, os alemães tiveram dificuldades para finalizar no 1º tempo, fazendo os dinamarqueses gostarem mais do jogo.

Somente aos 13 minutos a equipe de Thomas Tuchel chegou efetivamente no ataque. No lado direito, Coman cruzou em direção à entrada da área. A bola foi cabeceada em direção ao outro lado e encontrou Mathys Tel livre, quase na pequena área, mas o atacante francês acabou chutando para fora.

O Copenhagen seguiu com sua boa marcação, tanto que o Bayern só voltou a finalizar novamente aos 22 minutos. Raphael Guerreiro aproveitou um rebote de um escanteio perto da meia-lua, mas o chute foi para fora sem apresentar perigo para Kamil Grabara.

A grande chance de gol da primeira etapa veio do time dinamarquês quatro minutos depois. Rasmus Falk Jensen recebeu linha enfiada de bola dentro da área. Ele limpou e passou para Roony Bardghji, que tentou tirar Manuel Neuer da jogada. Entretanto, a finalização a meia altura acabou tirando tinta da trave.

Os alemães tentaram responder aos 29 minutos. Konrad Laimer cruzou pela direita para Tel, que deu um passe de cabeça para Thomas Muller, quase dentro da pequena área. O camisa 25 do Bayern de Munique cabeceou em direção ao gol do Copenhagen, mas viu o goleiro fazer uma defesaça para escanteio.

E foi isso até a ida para o intervalo. A equipe de Tuchel parou na defesa dinamarquesa, que soube anular o adversário.

Lentidão alemã facilita vida dos dinamarqueses no 2º tempo

No 2º tempo, o Bayern de Munique voltou numa marcha mais lenta, o que facilitou a vida do Copenhagen. Tanto que a primeira oportunidade de gol na etapa final saiu dos pés do time dinamarquês. Diogo Gonçalves arriscou boa finalização de fora da área, mas a bola passou pertinho da trave alemã.

Aos 11 minutos, Elias Achouri trabalhou uma jogada pelo lado esquerdo de ataque, cortando para o meio. Ele chutou na entrada da área e viu Neuer mandar a bola para escanteio. No lance seguinte, foi a vez da equipe de Thomas Tuchel responder. Harry Kane, até então sumido, recebeu perto da área e mandou um foguete para o gol. Grabara defendeu.

Outro lance de perigo no gol do Copenhagen aconteceu aos 26 minutos. Sané cobrou uma linda falta da intermediária, mas o Bayern parou no goleiro polonês mais uma vez. Oito minutos depois, Upamecano cabeceou na segunda trave após um escanteio, mas a finalização foi para fora.

Aos 41 minutos do 2º tempo, Neuer realizou dois milagres para salvar os alemães. Em cobrança de escanteio dos dinamarqueses, o goleiro do Bayern de Munique defendeu um forte cabeceio vindo da pequena área. No rebote, o ídolo da equipe impediu o gol no rebote à queima-roupa.

Nova polêmica de arbitragem

Nos acréscimos finais da 5ª rodada da Champions League, uma nova polêmica de arbitragem aconteceu. A árbitra Stephanie Frappart assinalou pênalti após bola tocar no braço do defensor do Copenhagen, em lance muito parecido com o que aconteceu na última terça-feira (28) entre PSG x Newcastle.

Só que no duelo entre franceses e ingleses, a bola bateu antes no peito do defensor dos Magpies. Mesmo assim, o VAR sugeriu que o árbitro checasse o lance, voltando atrás para marcar a penalidade máxima. Em meio a esse cenário, a arbitragem de vídeo sugeriu que a francesa verificasse a jogada que originou o pênalti para o Bayern.

Apesar da bola ter tocado primeiro no braço do jogador da equipe dinamarquesa, para depois esbarrar em seu peito, Frappart decidiu anular o pênalti dos alemães, gerando muita reclamação na Allianz Arena. Fato é que essa polêmica ainda deve render debates ao redor da Europa.

Foto de Matheus Cristianini

Matheus Cristianini

Formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Unesp, é apaixonado por esportes, acima de tudo o futebol. Por mais redundante que seja, ama escrever sobre o que é apaixonado, ficando de olho em tudo o que acontece dentro e fora de campo. Após passar por Antenados no Futebol, Bolavip Brasil, Minha Torcida e Esportelândia, se juntou à equipe da Trivela com muita vontade de continuar crescendo.
Botão Voltar ao topo