Europa

Bávaro Shaqiri

A saída do meia-atacante Xherdan Shaqiri do Basel era iminente. Aos 20 anos de idade, o jogador é o novo fenômeno no futebol suíço e vem atingindo o sucesso de maneira tão rápida quanto foi sua ascensão, de garoto fugido da guerra na Iugoslávia para peça fundamental na seleção suíça. E por mais que o clube da Basileia seja o maior do futebol helvético e tenha lá o seu poderio financeiro, manter o contrato do craque até 2014 era tarefa praticamente impossível.

A dúvida que restava era quando e para onde Shaqiri seria transferido. E ela foi respondida na semana passada, com o anúncio do Bayern Munique de que terá o jogador a partir da próxima temporada, com contrato até junho de 2016. O valor da negociação não foi revelado oficialmente, mas segundo o site especializado Transfermaket, gira em torno de € 11,6 milhões (equivalente a 10,2 milhões de francos, a moeda suíça). Já a multa rescisória bate na casa dos € 30 milhões.

Que o negócio foi bom para todas as partes não há dúvida. O Bayern ganha um jogador de enorme potencial; Shaqiri recebe a oportunidade de atuar por um dos gigantes do futebol europeu e o Basel embolsa uma gorda quantia.

Porém, o que deixa a pulga atrás da orelha é a época em que a negociação foi concretizada: poucos dias antes dos confrontos entre os dois times pelas oitavas de final da Liga dos Campeões – os jogos estão marcados para 22 de fevereiro (na Suíça) e 13 de março (na Alemanha).

Mesmo que em condições normais o Basel não tenha chances de eliminar o Bayern, Shaq ficará numa situação constrangedora. Se perder um gol feito, errar um passe importante ou cometer qualquer erro crucial numa das duas partidas, sua ligação com o time bávaro certamente será lembrada imediatamente.

Do outro lado, também não pode se chamar de confortável a situação dos jogadores do Bayern. Já imaginou se um deles entra mais duro numa dividida com o jovem suíço e provoca uma contusão séria? Por mais que não tenha havido intenção no lance, o sujeito será sempre apontado como “aquele que atrasou a estreia de Shaqiri no Bayern e deu prejuízo ao clube”.
Claro que há o outro lado do argumento: as partidas são válidas pelo mais importante campeonato de clubes do planeta e o que estará em jogo vale muito mais do que a presença de Shaq em campos alemães a partir da próxima temporada. É verdade. Mas que a situação é estranha, é.

Estranha também, aliás, é a forma como a imprensa suíça se colocou a respeito do assunto. Melhor dizendo, a forma como a imprensa não se colocou.

Desde que os rumores sobre a transferência ganharam força, nenhum jornal ou site especializado em esportes na Suíça levantou o assunto. O máximo que ocorreu foi uma declaração do próprio jogador, na entrevista coletiva que concedeu depois do anúncio oficial de sua transferência. Politicamente correto, ele disse que espera classificar o Basel para as quartas de final da Liga dos Campeões e que, se puder, fará gols contra o Bayern. E ninguém o questionou se espera se sentir confortável nos jogos.

Traçando um paralelo imaginário (e guardadas as devidas proporções), é como se Corinthians e Boca Juniors fossem se encontrar pelas oitavas de final da Taça Libertadores e, semanas antes do primeiro jogo, o time argentino anunciasse a contratação de um grande ídolo do Timão. Aqui, o sangue latino faria com que jornalistas e torcedores dos dois países não deixassem o sujeito em paz. Tudo o que ele fizesse nas partidas seria altamente policiado. Lá, ao contrário, parece estar tudo bem.

Não se trata de qualquer desconfiança em relação à índole do garoto ou ao que ele renderá nos dois encontros com seu futuro clube. Mas é certo que Shaqiri está numa situação delicada, ainda que possa nem ter culpa disso.

E que se não quiser criar uma pequena mancha em sua carreira de sucesso, terá de jogar as duas partidas evocando o ditado da mulher de César: não basta ser honesto, é preciso parecer honesto.

CURTAS

ÁUSTRIA

– Na retomada do Campeonato Austríaco, duas partidas foram adiadas por causa do frio: Admira x Kapfenberg e Wacker Innsbruck x Red Bull Salzbug.

– O líder Rapid Viena só empatou com o Wiener Neustadt por 0 a 0 fora de casa, mas foi beneficiado pela vitória do arquirrival Áustria Viena, que bateu o Ried por 2 a 0 em casa.

– Rapid Viena e Áustria Viena fazem no sábado (18), o tão aguardado dérbi 300 da história. A partida será no estádio Ernst Happel, com início às 15h30 (horário de Brasília).

– O lanterna Kapfenberg contratou o romeno Florin Lovin, de 29 anos de idade. A situação do time é terrível no Campeonato Austríaco, já que está sete pontos atrás do Mattersburg, penúltimo colocado.

SUÍÇA

– Shaqiri será o terceiro suíço a vestir a camisa do Bayern. Antes dele, atuaram pelo clube bávaro Alain Sutter (1994-95) e Ciriaco Sforza (1995-96 e 2000-02).

– Alguns números da carreira de Xherdan Shaqiri: 13 gols em 80 jogos pelo Basel, 17 jogos e quatro gols pela seleção principal da Suíça (incluindo uma participação na última Copa do Mundo) e vice-campeão europeu sub-21.

– Avaliada em 10,2 milhões de francos suíços, a transferência do jogador para o Bayern chegou perto, mas não superou a maior transação da história de um clube suíço para o exterior. Ela ocorreu em 2000, quando o Lyon bancou 12,7 milhões de francos para tirar Patrick Müller do Grasshopper.

– A história da ascensão meteórica de Xherdan Shaqiri já foi contada aqui na Trivela, por André Renato. http://trivela.com.br/blog/lado-b/xherdan-shaqiri-o-craque-de-quatro-nacoes/

– A partida Lausanne x Basel não foi realizada neste sábado por conta do frio na Suíça. Nos demais jogos da rodada, destaque para a vitória do Zürich, que venceu o dérbi local contra o Grasshopper por 2 a 0 e aumentou ainda mais a crise no rival.

– O Thun anunciou na última semana a renovação dos contratos dos meio-campistas Dennis Hediger e Enrico Schirinzi. O time é o quarto colocado na Super League.

– Já o meia-atacante Dario Lezcano deixou o Thun e acertou com o Luzern, terceiro colocado do Suição.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo