Europa

Arrasador, o Rangers celebrou o Boxing Day com 56 pontos em 60 possíveis e parece pronto a impedir o decacampeonato do Celtic

O Boxing Day chegou e o Rangers se mostra cada vez mais firme em sua arrancada pelo título no Campeonato Escocês. Os Teddy Bears abriram a rodada festiva na liga e adicionaram mais uma vitória à sua contagem, ao derrotarem o Hibernian por 1 a 0 dentro do Estádio Ibrox. Ianis Hagi anotou o gol no triunfo, que amplia os números absurdos da equipe de Steven Gerrard. Os Gers conquistaram 56 pontos em 60 possíveis, com míseros cinco gols sofridos em 20 rodadas. O Celtic aparece 19 pontos atrás na tabela, antes de entrar em campo no Boxing Day, embora os quatro jogos a menos dos alviverdes tendam a reduzir um bocado essa diferença.

O Rangers emendou neste sábado seu 12° triunfo consecutivo pelo Campeonato Escocês, o que não acontecia desde 2008. A vitória por 1 a 0 foi garantida aos 33 minutos do primeiro tempo. Os Teddy Bears tentaram forçar a troca de passes e encontraram uma brecha pela esquerda. Kemar Roofe realizou o cruzamento rasteiro e Ianis Hagi se infiltrou dentro da área para completar de primeira. O suficiente para manter a série insaciável dos Gers no topo da tabela da liga.

Com 18 vitórias e dois empates em 20 rodadas, o Rangers parece capaz de desafiar o recorde de pontos do Campeonato Escocês. A marca foi estabelecida recentemente, quando o Celtic era treinado por Brendan Rodgers. Os alviverdes chegaram aos 106 pontos em 114 possíveis para levar o troféu em 2016/17. Na altura do Boxing Day, os Bhoys tinham 58 pontos – dois a mais que os Gers atualmente. Em compensação, a equipe de Steve Gerrard tomou menos gols e balançou as redes mais vezes que os alviverdes naquele momento.

A capacidade defensiva deste Rangers, aliás, é inacreditável. Se os cinco gols sofridos pelo Atlético de Madrid em 13 rodadas de La Liga já soam fantásticos, os Teddy Bears foram vazados o mesmo tanto de vezes com sete partidas a mais. Em 16 dos 20 compromissos, os Gers saíram com a meta invicta no Campeonato Escocês. E quebrar esse recorde histórico também é possível. O Dundee sofreu apenas 12 tentos em 1902/03, embora tenha disputado somente 22 jogos durante aquela campanha. A melhor média é do Celtic de 1913/14, com 14 gols tomados em 38 aparições. O time de Steven Gerrard já atravessou mais da metade do caminho com uma média inferior. Serão 33 rodadas da temporada regular, mais cinco pelo hexagonal final.

Individualmente, o lateral James Tavernier pode ser considerado uma das chaves ao sucesso, com grande participação ofensiva por sua qualidade nas bolas paradas e nos cruzamentos. Porém, o protagonismo se difunde bastante. O goleiro Allan McGregor, o lateral Borna Barisic e o zagueiro Connor Goldson são outras figuras relevantes atrás. Já na frente, Alfredo Morelos nem é tão preponderante. Nomes como Kemar Roofe, Ryan Kent, Joe Aribo, Scott Arfield e o próprio Ianis Hagi contribuem mais à produção ofensiva. São 54 gols anotados em 20 partidas, uma média alta. Tavernier teve participação direta, balançando as redes ou dando assistência, a 19 destes.

Um momento essencial ao Rangers nesta campanha acontecerá logo depois do Ano Novo, com o confronto direto diante do Celtic em 2 de janeiro. A Old Firm se repetirá pela segunda vez na temporada. Os Gers terão o direito de atuar em Ibrox e venceram o primeiro duelo em Parkhead, com o placar de 2 a 0. Um novo triunfo ratificaria ainda mais a distância entre os rivais na tabela e provaria como os Teddy Bears estão prontos a romper a hegemonia. O Celtic até conquistou na última semana a Copa da Escócia, mas vê o técnico Neil Lennon muito pressionado, sobretudo pelo fiasco na Liga Europa. Enquanto isso, o Rangers fez uma excelente fase de grupos no torneio continental e transforma seu crescimento recente em regularidade no Campeonato Escocês.

Cada vez mais, parece possível impedir os alviverdes de faturarem o décimo título seguido na liga – o que seria um recorde absoluto na Escócia. Na virada da década de 1960 para a de 1970, quando o maior Celtic da história levou nove taças consecutivas, o Rangers foi capaz de destruir o sonho dos dois dígitos. O inverso aconteceu nos anos 1990, quando os Gers dominaram o futebol local com um timaço e os Bhoys botaram fim à dinastia exatamente antes do décimo troféu. Agora, o time de Steven Gerrard parece pronto a voltar ao topo e manter intocável a faixa de decacampeão. E muito mais por seus méritos do que por deméritos dos rivais.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo