Europa

Após uma vida inteira ligada ao Porto, Sérgio Oliveira é vendido ao Galatasaray

O meia passou os últimos 20 anos quase ininterruptamente associado aos Dragões, apesar de vários empréstimos

Sérgio Oliveira chegou ao Porto quando tinha 10 anos em 2002 e passou por tudo: galgou as categorias de base, estreou no time principal como o jogador mais jovem a vestir a camisa dos Dragões, fez 173 partidas pelo time principal, conquistou títulos portugueses e brilhou em campos europeus. Mas essa associação de uma vida inteira, com exceção de dois anos em que esteve no Paços de Ferreira antes de ser recontratado, chegou ao fim neste sábado, com o anúncio de sua venda ao Galatasaray.

Apesar de tudo isso, a relação de Oliveira com o clube sempre pareceu meio estranha, com muitos empréstimos. Mesmo depois de ter sua primeira sequência de verdade, com 27 jogos na temporada 2017/18, foi cedido ao Paok. Peça importante na ótima campanha da Champions League em 2020/21, que terminou nas quartas de final, passou os últimos seis meses da temporada na Roma.

Ainda com 30 anos, Oliveira fez 14 jogos na Serie A sob o comando de José Mourinho e contribuiu para o título da Conference League, com um gol nas oitavas de final contra o Vitesse e com 73 minutos em campo na final diante do Feyenoord, após a lesão de Henrikh Mkhitaryan. O tricampeão português foi vendido por apenas € 3 milhões e ganhará uma salário de € 2,75 milhões por ano até o fim do seu contrato em 2026, segundo o comunicado do Porto anunciando o negócio.

“O Porto foi o clube onde tudo começou. Onde cresci enquanto indivíduo e jogador, onde deixei meu coração e a minha alma em todos os minutos que pisei o relvado. Tive o privilégio e o prazer de partilhar o meu tempo neste clube com o melhor presidente e staff do Mundo, de trabalhar com excelentes mangares, jogar com incríveis e talentosos colegas de equipe e partilhar momentos incríveis com os melhores fãs do mundo”, afirmou Oliveira em uma mensagem pelo Instagram.

“A todos vocês, a toda a família Porto, onde quer que estejam, OBRIGADO por todos estes anos fantásticos sempre juntos. Vou levá-los para sempre no meu coração e nunca os esquecerei. Este clube é uma instituição única que para sempre respeitarei e que estará sempre comigo onde que que esteja. Obrigado! SOMOS PORTO”, completou .

O português que fez 13 jogos pela seleção e esteve na Euro 2020 foi apresentado durante um amistoso com o Sturm Graz neste sábado e tentará ajudar o Galatasaray a se reerguer, após o 13º lugar do Campeonato Turco na última temporada, a pior campanha do clube em todos os tempos.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo