Espanha

Paciência virou desculpa: Xavi esquece Vitor Roque no Barcelona mesmo com brasileiro pedindo passagem

Vitor Roque não tem sequência no Barcelona, e teimosia de Xavi começa a prejudicar início do centroavante no futebol europeu

Pouco mais de dois meses na Europa, Vitor Roque ainda não conseguiu ter uma sequência no Barcelona. Contratado junto ao Athletico-PR por € 30 milhões (cerca de R$ 161,1 milhões) fixos, mais € 31 milhões em variáveis (em torno de R$ 166,5 milhões), o centroavante sofre com a falta de oportunidades no Barça. E a culpa disso é de Xavi Hernández, é claro.

Após finalmente estrear pelo Barcelona, Vitor Roque não demorou para marcar seus primeiros dois gols na Espanha. Contudo, quando os torcedores (e o próprio brasileiro) esperavam por chances entre os titulares, o técnico continuou deixando o atacante no banco de reservas. Para se ter uma ideia, ele disputou apenas 13 minutos das últimas três partidas dos Blaugranas.

Nesse curto período recente dentro de campo, Vitor Roque entrou na partida contra o Getafe, cuja goleada contra o Getafe por 4 x 0, em casa, por LaLiga, já estava garantida. O centroavante não foi acionado por Xavi no empate por 1 x 1 com o Napoli, fora de casa, na Champions League, e na última rodada do campeonato local, na partida sem gols contra o Athletic Bilbao, no país basco.

Curiosamente, Robert Lewandowski não balançou as redes nos últimos dois jogos dos Culés. Mesmo assim, o técnico não apostou no brasileiro para tentar algo diferente. E a teimosia de Xavi Hernández já começa a prejudicar o início de Vitor Roque no futebol europeu. Obviamente o jovem atacante não chegaria como titular ao Barcelona, porém, ao menos, teria rodagem – tendo em vista o tamanho do investimento.

O que explica a falta de oportunidades a Vitor Roque no Barcelona?

Vale lembrar que, quando Vitor Roque desembarcou na Catalunha, ele vinha de uma lesão no Furacão. A princípio, essa foi a justificativa de Xavi para não usar o centroavante, dando-o tempo para se recuperar fisicamente e ganhar entrosamento com o elenco. Depois, o treinador pediu “paciência” à imprensa e à torcida do Barça em relação ao brasileiro, para não depositar muita pressão em seus ombros.

No dia 31 de janeiro, Vitor Roque entrou no 2º tempo do jogo contra o Osasuna e garantiu a vitória do Barcelona em LaLiga, marcando o único gol da partida. Na rodada seguinte, o atacante saiu de novo do banco de reservas para balançar as redes no triunfo por 3 x 1 sobre o Alavés. No mesmo confronto, o brasileiro de 19 anos foi expulso de forma polêmica pelo árbitro.

Mesmo em clara crescente, Vitor Roque perdeu prestígio com Xavi. Até aqui, o centroavante foi titular apenas uma vez nos Blaugranas. Dos 720 minutos em que poderia ajudar o Barcelona dentro de campo, o brasileiro atuou apenas 164 deles. No restante, ele ficou esquentando o banco ao lado do técnico. Perguntado sobre isso, o espanhol voltou a da:

“Ele (Vitor Roque) vem de uma situação de lesão, de adaptação, de entrar no ritmo da competição e do jogo. Lewandowski costuma jogar como nove, então dificilmente tem conseguido jogar na sua posição. Adaptou-se bem à posição dos laterais indo para dentro e aproveitando os espaços, entrou como reserva e fez a diferença para nós. É uma questão de tempo, e ele pode nos dar muitas coisas. Na verdade ele já está dando”.

Xavi Hernández está com os dias contados nos Culés, já que vai deixar o cargo no final da temporada. Até lá, resta saber se o treinador vai apostar mais no talento de Vitor Roque, que já deu indícios de que pede passagem. Se não, o centroavante brasileiro terá que esperar um novo comandante em 2024/25 para provar que tem potencial para ajudar o Barcelona começando o quanto antes.

Foto de Matheus Cristianini

Matheus Cristianini

Formado em Jornalismo pela Unesp, é apaixonado por esportes, acima de tudo futebol. Ama escrever sobre o que acontece dentro e fora de campo. Após passar por Antenados no Futebol, Bolavip Brasil, Minha Torcida e Esportelândia, se juntou à equipe da Trivela com muita vontade de continuar crescendo.
Botão Voltar ao topo