Espanha

Real Madrid teve golaço de Modric e defesa de Courtois no final para conquistar a Supercopa contra o Athletic

Com quatro brasileiros no time titular, Real Madrid venceu o Athletic Bilbao por 2 a 0 e ficou com a taça da Supercopa da Espanha

O Real Madrid é o campeão da Supercopa da Espanha desta temporada, 2021/22, com jogos disputados em Riade, na Arábia Saudita. Os merengues venceram a final do torneio contra o Athletic Bilbao, depois de vencerem o Barcelona por 3 a 2 na semifinal, e ficaram com a taça. A conquista neste domingo foi sacramentada com um belo gol de Luka Modric, além de uma defesa no final do jogo de Thibaut Courtois, em um pênalti. Karim Benzema, outro destaque do time, também foi bem e marcou um dos gols.

VEJA TAMBÉM:
Betis vence clássico com o Sevilla em jogo retomado após torcida atirar objeto em campo
Nico Williams, irmão de Iñaki, sacramentou a virada do Athletic Bilbao sobre o Atlético de Madrid
Barcelona equilibrou o jogo, mas Real Madrid foi mais time para vencer El Clasico na semifinal da Supercopa

O time de Carlo Ancelotti foi escalado com quatro jogadores brasileiros entre os titulares: Éder Militão na defesa, Casemiro no meio-campo e Vinícius Júnior e Rodrygo no ataque. Entre todos eles, o melhor em campo desta vez foi Casemiro, sempre fazendo o seu papel no setor de marcação do meio com eficiência e dando segurança ao time. Éder Militão acabou expulso no final do jogo, em um pênalti que o árbitro considerou ter impedido um gol. Vinícius Júnior foi razoável e Rodrygo participou do primeiro gol.

O gol, aliás, saiu aos 38 minutos do primeiro tempo. Rodrygo fez uma grande jogada pela direita, passou pela marcação e rolou para o meio, onde estava Luka Modric. O camisa 10 pegou de primeira, colocado, de fora da área. Acertou o ângulo e saiu para o abraço: um golaço do meia croata para fazer 1 a 0.

O segundo gol saiu bem no começo do segundo tempo, logo a cinco minutos. Benzema tentou o chute, a bola foi bloqueada com o braço e o árbitro marcou o pênalti depois de consultar o VAR. O próprio Benzema cobrou com firmeza e marcou 2 a 0.

Com o placar mais folgado, pareceu que seria um jogo mais tranquilo. Só que as coisas poderiam ter se complicado muito aos 42 minutos do segundo tempo. Foi quando Éder Militão bloqueou um chute e o Athletic reclamou de ter sido com o braço. O VAR mostrou exatamente isso e o árbitro foi até rigoroso: expulsou o zagueiro brasileiro. Raúl García, que tinha entrado no começo do segundo tempo, cobrou firme no meio, mas Courtois, enorme, deixou o pé e conseguiu defender. Nada de gol e isso tirou a força do Atheltic para continuar buscando algo no jogo.

O Real Madrid conquista a Supercopa pela 12ª vez em sua história e volta a levantar uma taça. Modric foi eleito o melhor em campo, mostrando mais uma vez a sua boa capacidade técnica. Ao Athletic, restou a frustração por não ter conseguido fazer um bom jogo nem coletivamente, nem individualmente.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo