La Liga

Parece Brasil, mas não é – Laporta polemiza sobre pênalti em Raphinha: “Se tivesse acontecido em Madrid…”

Joan Laporta, presidente do Barcelona falou sobre polêmicas de arbitragem em evento comemorativo de aniversário do clube

Não é só no Brasil que os dirigentes sobem o tom para reclamar dos erros de arbitragem. Joan Laporta, presidente do Barcelona, aproveitou um evento relacionado ao 125º aniversário do clube para reclamar sobre os eventuais erros de arbitragem do último compromisso do time catalão na La Liga, quando não passou de um empate diante do Rayo Vallecano pelo placar de 1 x 1.

Para Laporta, nenhum veículo de imprensa deu a devida atenção em relação aos pênaltis não marcados pelo árbitro Jose Luis Munuera Montero sobre o brasileiro Raphinha e também sobre o atacante polonês Lewandowski. Indignado, o presidente do Barcelona alfinetou seu maior rival, o Real Madrid, afirmando que se os lances citados tivessem acontecido pelos lados do Santiago Bernabéu, fatalmente seriam muito mais discutidos, com textos e mais textos criticando a arbitragem.

“Ao longo desta semana só se falou em bobagens quando deveríamos estar falando do jogo do Rayo e do pênalti contra o Raphinha ou daquilo que também fizeram ao Lewandowski. Se isso tivesse acontecido em Madrid, falaríamos por toda a semana”, indagou Laporta.

Presidente do Barcelona projeta jogos em casa na sequência da temporada

Laporta afirmou que não quer se fazer de vítima pelos erros de arbitragem, mas também disse que no cenário europeu, o Barcelona enfrenta os melhores e que em jogos mais complicados, um detalhe é capaz de definir a vitória, já que os jogos tendem a ser muito equilibrados. Para o presidente catalão, erros como o do último jogo diante do Rayo Vallecano atrapalham o planejamento de todos dentro do clube.

Por conta do empate na última rodada da La Liga, o Barcelona caiu uma posição na tabela de classificação da competição, sendo superado pelo Atlético de Madrid e agora ocupando a 4ª posição com 31 pontos. Sobre os dois próximos confrontos que terá pela frente, Laporta também afirmou que a vitória neste meio de semana pela Champions League deve aumentar e muito a moral do jovem time do Barça para buscar a vitória nos confrontos diretos contra o próprio Atlético e diante do Girona.

“Para vencer temos de ser muito melhores que os nossos rivais e eles dificultam-nos as coisas. Agora conseguimos a vitória sobre o Porto e temos uma moral de ferro para vencer o Atlético e o Girona”, afirmou Laporta.

Laporta parabeniza Xavi e jogadores pela classificação na Champions League

Joan Laporta não se limitou somente a reclamar de arbitragem. O mandatário do Barcelona aproveitou a oportunidade para parabenizar seus jogadores e o técnico Xavi pela classificação da equipe catalã para as oitavas de final da Champions League nesta terça-feira, quando o time catalão venceu o Porto de virada, pelo placar de 2 x 1, foi aos 12 pontos no Grupo H e agora pode ser somente alcançado pelo próprio time português, ou pelo Shakhtar Donetsk, que se enfrentam na 6ª e última rodada da fase de grupos.

Em seu último compromisso na primeira fase da Champions League, o Barcelona encara o lanterna do grupo, o Royal Antwerp, que nesta terça perdeu fora de casa para os ucranianos do Shakhtar e pode fechar a fase de grupos da competição continental com seis derrotas em seis jogos. Sobre a classificação para as oitavas de final, Laporta afirmou que se divertiu, no bom sentido, com a emoção do jogo diante do Porto, já que o time saiu atrás do marcador e comemorou os gols marcados pelos dois “Joãos”, o Cancelo, que empatou o jogo e o Félix, autor do gol da virada.

Vivemos em constante sofrimento. É um sofrimento divertido. Fiquei feliz pelo Xavi, ele merece. Ele teve que superar situações muito difíceis, com jogadores lesionados. Me deu muita alegria ver os gols dos “Joãos”, com Pedri correndo como Gavi e com o retorno de Frenkie. Recuperamos a confiança no jogo e por isso vencemos”, disse o presidente do Barcelona.

 

 

Foto de Lucas de Souza

Lucas de Souza

Existe um ditado que diz que o bom filho a casa retorna não é? Pois bem, sou Lucas de Souza, redator e repórter do Futebol na Veia, de volta ao site após quatro anos, e agora redator do Trivela, um dos maiores portais de futebol do Brasil. Sou jornalista, especializado em Marketing digital e narrador do Portal Futebol Interior e também da RP2Marketing.
Botão Voltar ao topo