Champions League

Barcelona supera Porto graças aos contestados ex-Benfica e se classifica na Champions League

João Félix e Cancelo brilharam no Barcelona e garantiram a vitória sobre o Porto na Champions League, lembrando os tempos de Benfica

Nesta terça-feira (28), o Barcelona venceu o Porto por 2 x 1, no Estádio Olímpico Lluís Companys, pela 5ª rodada do Grupo H da Champions League. Com o resultado, o Barça garantiu sua vaga nas oitavas de final do torneio, enquanto os Dragões vão ter que brigar por sua classificação contra o Shakhtar Donetsk.

E a equipe de Xavi contou com o brilho de dois contestados para avançar na Champions: João Félix e Cancelo. A dupla, revelada pelo Benfica, lembrou dos tempos de Águias para superar os rivais portugueses. O atacante e o lateral participaram ativamente dos dois gols dos catalães.

Félix e Cancelo vinham sido criticados no Barcelona, mas, contra o Porto, responderam os cornetas da melhor forma possível: com a bola nos pés. Agora, o Barça só depende de si para garantir o primeiro lugar do grupo, quando enfrenta o já eliminado Royal Antwerp. Já os Dragões não podem perder para os ucranianos para ficar com a segunda vaga para a próxima fase da Champions League.

Como foi Barcelona x Porto na Champions League

O duelo pela primeira posição do Grupo H da Champions League começou movimentadíssimo. Aos cinco minutos do 1º tempo, João Cancelo chutou rasteiro de fora da área, mas a bola foi para fora sem perigo. O Barcelona marcou o Porto em cima, mas os portugueses não se intimidaram e tentaram manter a possa em seu campo de ataque.

Aos sete minutos, Raphinha chutou forte de fora da área, sendo parado por Diogo Costa. O Barça voltou a apresentar perigo 10 minutos depois, quando João Félix recebeu uma bola desviada quase dentro da pequena área após boa jogada pela direita, onde Pedri saiu em disparada e cruzou para a área. O português finalizou, mas os Dragões conseguiram desviar e a bola bateu na rede pelo lado de fora.

Já aos 21 minutos, foi a vez do Porto assustar os catalães. Taremi recebeu um lindo passe de Pepe e bateu de primeira dentro da área, mas a bola foi travada pela defesa e saiu pela linha de fundo. Os portugueses abriram o marcador aos 25 minutos, mas a jogada foi invalidada.

O atacante iraniano recebeu uma bola desviada de cabeça por Evanilson quase na pequena área e só teve o trabalho de empurrar para as redes. Entretanto, o brasileiro estava impedido na hora do cruzamento. O domínio dos Dragões continuou, tanto que Galeno finalizou forte rasteiro perto da meia-lua e obrigou Iñaki Peña a fazer boa defesa.

Só que aos 29 minutos, o Porto conseguiu furar a defesa do Barcelona. Galeno saiu bem em contra-ataque pelo lado direito. Bola sobrou para Taremi na entrada da área, mas o chute parou na defesa catalã. O camisa 13 dos Dragões chutou da meia-lua e viu o goleiro do Barça defender. A sobra caiu nos pés de Pepe, livre de marcação, dentro da área. O brasileiro mandou um petardo e balançou as redes.

A resposta da equipe de Xavi veio logo em seguida. Aos 31 minutos da primeira etapa, Cancelo recebeu lançamento no lado esquerdo e saiu com ela dominada. O português deixou João Mário no chão e bateu colocado com força na entrada da área. Diogo Costa não conseguiu impedir o belo gol do Barcelona. O lateral não balançava as redes pelos catalães desde meados de setembro.

Aos 34 minutos, Raphinha saiu em velocidade pelo lado direito e, já dentro da área, cruzou rasteiro para trás. A bola chegou até João Félix, mas o atacante bateu muito embaixo da bola e a mandou pelo alto. Aos 41 minutos, o goleiro do Porto entregou a bola nos pés do Barça. Após bate-rebate, Raphinha recebeu livre dentro da grande área, mas o brasileiro demorou para definir a jogada e chutou rasteiro para fora.

No minuto seguinte, Varela deu o troco após bola dividida na entrada da área. Ele limpou e bateu colocado, obrigando o arqueiro do Barcelona a fazer uma defesa elástica. O 1 x 1 ficou barato para ambas equipes, que criaram várias oportunidades de gol.

Vira-vira, virou no 2º tempo

O Barça começou o 2º tempo com tudo. Logo aos 15 segundos, João Félix recebeu bola desviada de cabeça na intermediária e mandou um foguete. A bola explodiu no travessão e foi para fora. Dois minutos depois, o português voltou a criar perigo após passe de Cancelo dentro da grande área. O atacante finalizou forte por baixo, mas não encontrou o gol.

Isso mudou aos 11 minutos da etapa final. Mais uma vez pelo lado esquerdo de ataque, Félix e João Cancelo fizeram uma bela tabela. O lateral encontrou o atacante através de um cruzamento rasteiro. Dessa vez, o camisa 14 do Barcelona só teve o trabalho de chutar de primeira para balançar as redes. O gol significou um fim de tabu, já que ele não marcava desde o dia 19 de setembro pelos catalães.

Aos 25 minutos, os Dragões finalizaram pela primeira vez no 2º tempo. Evanilson recebeu lançamento pelo alto do meio-campo e chutou forte de fora da área. Contudo, o impedimento foi marcado na origem da jogada. Com o domínio do time de Xavi, o jogo diminuiu o ritmo.

Somente aos 34 minutos da etapa final que o Barcelona conseguiu um contra-ataque com Raphinha. A bola sobrou para Ferran Torres, que bateu colocado no alto de fora da área, mas a bola passou tirando tinta da trave. Oito minutos depois, o atacante brasileiro arriscou um voleio perto da pequena área após receber lançamento de Gundogan, mas foi parado por Diogo Costa.

Foto de Matheus Cristianini

Matheus Cristianini

Formado em Comunicação Social - Jornalismo pela Unesp, é apaixonado por esportes, acima de tudo o futebol. Por mais redundante que seja, ama escrever sobre o que é apaixonado, ficando de olho em tudo o que acontece dentro e fora de campo. Após passar por Antenados no Futebol, Bolavip Brasil, Minha Torcida e Esportelândia, se juntou à equipe da Trivela com muita vontade de continuar crescendo.
Botão Voltar ao topo