La Liga

Cenário perfeito: Atletico de Madrid poupa titulares e, mesmo assim, vence Girona

Equipe colchonera toma susto no início da partida, mas conta com Griezmann inspirado para comandar a virada no Civitas Metropolitano

Poupando atletas de olho no duelo de volta das quartas de final da Champions League, o Atletico de Madrid recebeu o Girona pela 31ª rodada de La Liga neste sábado (13). O time de Diego Simeone sofreu um gol logo no início, mas se recuperou a venceu por 3 a 1.

Com o triunfo, o Atlético de Madrid segue em quarto lugar, mas agora tem 61 pontos, quatro a menos que o próprio Girona, que ocupa a terceira colocação. A equipe da capital tem, agora, cinco pontos a mais que o quinto colocado Athletic Bilbao, que ainda joga na rodada.

Embalado, os colchoneros agora se preparam para enfrentar o Borussia Dortmund na próxima terça-feira (16). Na ida, os espanhóis venceram por 2 a 1 e precisam apenas de um empate para estarem na semifinal da competição continental. O Girona, que viveu primeiro turno dos sonhos em La Liga, chega ao quinto revés consecutivo no torneio.

Atleti toma susto no começo, mas se recupera

Aos três minutos, após linda jogada, o brasileiro Savinho encontrou o compatriota Yan Couto, que bateu cruzado. O ucraniano Dovbyk, com todo o seu oportunismo, só teve o trabalho de completar para as redes e abrir o placar para os visitantes.

Mesmo com seis titulares poupados de olho no confronto diante do Borussia Dortmund pela Champions League, o Atletico de Madrid foi ao ataque sabendo da importância do duelo. Depois de duas chances não aproveitadas por Riquelme e De Paul, os donos da casa chegaram ao empate.

Após disputa área, a bola tocou no braço de Miguel Gutiérrez e o árbitro assinalou penalidade máxima para o time colchonero. Griezmann cobrou com segurança, no canto da meta e empatou a partida. Com a igualdade no placar, o Atleti foi para cima do Girona na reta final da primeira etapa.

Antes das equipes irem ao vestiário, o técnico Diego Simeone ainda promoveu uma substituição ofensiva. Ele sacou Saúl Ñíguez, que sentiu uma dor na perna, e promoveu a entrada de Alvaro Morata, que começou no banco pensando no duelo continental contra o Borussia Dortmund.

Mesmo após o empate, quem continuou se destacando foi Savinho. Aos 45 minutos, ele costurou a marcação e, já dentro da área, foi derrubado por Reinildo. O árbitro mandou seguir e, inexplicavelmente, o VAR não solicitou a revisão do lance, o que gerou muita reclamação dos visitantes.

Antes do apito final, porém, a substituição de Simeone faria a diferença. Morata acreditou, buscou uma bola em cima da linha de fundo e conseguiu um lindo cruzamento. A bola foi na cabeça do argentino Angel Correa, que apenas testou para virar a partida. Com o primeiro tempo encerrado, sobrou muita reclamação do técnico Michel e sua comissão técnica pelo pênalti não marcado logo antes da virada colchonera.

Brilha, de novo, a estrela de Griezmann

Para um time que queria poupar esforços pensando na Champions League, o início do segundo tempo foi ideal para a equipe de Simeone. Logo aos dois minutos, após cruzamento de Rodrigo De Paul, Sólis afastou mal e a bola sobrou limpa para Griezmann, que fuzilou Gazzaniga e ampliou a vantagem colchonera no Civitas Metropolitano.

A sorte parecia ter virado contra os visitantes definitivamente. No que era praticamente um replay da jogada do gol do Girona, Savinho fez boa jogada, acionou Herrera, que cruzou para Dovbyk. O ucraniano, tal qual no lance do início do duelo, só escorou. A bola, no entanto, beliscou a trave e foi para fora. Chance incrível desperdiçada para botar fogo na partida.

Aos 25 minutos, após saída errada de Gazzaniga, Molina recebeu totalmente livre na área. Com o gol livre, o argentino soltou o pé e, para a surpresa de todo o estádio, isolou. Na sequência, Morata ainda desperdiçou outra chance clara de gol. Ainda assim, os donos da casa seguiam no comando do duelo, correndo poucos riscos.

Com o passar do tempo, o Girona foi perdendo o ímpeto e restou ao Atleti apenas dosar o ritmo da partida e aguardar o apito final.

Foto de Lucas Tomazelli

Lucas Tomazelli

Apaixonado por futebol desde as primeiras memórias de infância, Lucas é formado em jornalismo pela USP. Antes de integrar a equipe da Trivela, atuou na Jovem Pan Online, Grupo Bandeirantes de Comunicação e Yahoo Notícias Brasil.
Botão Voltar ao topo