Concacaf

Em semifinais domésticas, Pumas UNAM e Seattle Sounders saem em vantagem pela decisão da Concachampions

Pumas derrotaram o Cruz Azul, mas deram bobeira no fim, enquanto os Sounders provaram a superioridade contra o New York City

A decisão da Concachampions de 2022 terá o embate entre um clube do México e outro dos Estados Unidos. Falta definir quais serão essas equipes, com semifinais nacionais na competição continental. Nesta semana, aconteceram as partidas de ida. O Pumas UNAM tenta quebrar um longo jejum na competição e venceu o duelo contra o Cruz Azul por 2 a 1. Já o Seattle Sounders vem em grande campanha e também fez sua parte com os 3 a 1 no New York City.

O Pumas UNAM conquistou três títulos da Concachampions, mas não é campeão desde 1989, ainda com um vice em 2005. Já o Cruz Azul possui mais peso recente no torneio e faturou sua sexta taça em 2014. Dentro do Estádio Olímpico Universitário, os felinos ganharam por 2 a 1, mas a impressão era de que o resultado poderia ser melhor. O primeiro tempo foi dominado pelo time da casa, que marcou seus dois gols antes do intervalo. O artilheiro Juan Dinneno estava inspirado e assinalou os dois tentos, primeiro num lance de insistência e depois numa cabeçada soberana. Os Cementeros responderam na segunda etapa, com Christian Tabó descontando já aos 38. Os azules ainda quase empataram nos acréscimos.

Na outra chave, Seattle Sounders e New York City brigam pela final inédita. Os celestes são os atuais campeões da MLS, mas a campanha do Rave Green chama mais atenção após a classificação sobre o Santos Laguna. Dentro do Lumen Field, a equipe de Seattle foi superior e construiu uma boa vantagem por 3 a 1. Os Sounders abriram o placar aos 16 minutos, numa linda troca de passes que envolveu a defesa adversária, até a conclusão de Albert Rusnák. O empate saiu aos 27, com o brasileiro Thiago Andrade, levado da base do Bahia. Numa bola cruzada, o jovem de 21 anos arrematou na pequena área. Mas a comemoração do NYCFC não durou, já que os anfitriões retomaram a dianteira aos 34, graças a uma pancada de Jordan Morris. O placar acabou concluído aos 23 do segundo tempo, em pênalti convertido por Nicolás Lodeiro.

Vale lembrar que o gol qualificado ainda é considerado como critério de desempate na Concachampions. Com isso, os tentos de Cruz Azul e New York City ainda podem ser vitais no confronto. As partidas de volta acontecem na próxima semana. Já a decisão também será em dois duelos, realizados entre o fim de abril e o começo de maio. A expectativa fica para saber se finalmente a dinastia mexicana se encerrará.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo