Concacaf

Expulsão de Sergiño Dest foi chamada de ‘erro estúpido’ pelo técnico e criticada por companheiros

Expulsão de Sergiño Dest por chutar a bola longe e depois bater boca com o árbitro e colocou em risco o seu time, que perdeu o jogo

Os Estados Unidos se classificaram para a Copa América depois de vencer o duelo com Trinidad e Tobago, pelas quartas de final da Liga das Nações da Concacaf. Os americanos venceram o primeiro jogo por 3 a 0 e perderam o segundo por 2 a 1, avançando no placar agregado. Apesar da classificação à semifinal do torneio e conseguir a vaga na Copa América, a derrota para Trinidad e Tobago gerou repercussão. A expulsão de Sergiño Dest, de forma infantil, foi criticada pelo técnico da seleção americana, além de ter sido criticado internamento pelo elenco.

A Copa América 2024 será realizada nos Estados Unidos, mas o país-sede não tinha vaga garantida. Somente os semifinalistas da Liga das Nações da Concacaf, além dos vencedores de uma repescagem. A classificação dos americanos aconteceu, mas foi colocado em risco pela expulsão de Dest, que foi bastante criticado externa e internamente. O jogador, que pertence ao Barcelona e está emprestado ao PSV, colocou o jogo em risco quando o time tinha uma situação tranquila.

A vitória no jogo de ida por 3 a 0 já tinha deixado os Estados Unidos com uma mão na vaga. As coisas ficaram ainda mais fáceis quando Antonee Robinson marcou pelos americanos, aos 25 minutos. Com isso, Trinidad e Tobago precisava fazer cinco gols para avançar. A classificação estava próxima, mas as coisas poderiam ter se complicado mais do que se complicaram.

Aos 39 minutos, Sergiño Dest ficou nervoso por uma decisão do árbitro e chutou a bola para longe, o que o fez tomar um cartão amarelo. Só que ele não parou por aí, continuou reclamando mais ainda, o que deixou até mesmo seus companheiros, como Giovanni Reyna. Ele continuou a bater boca com o árbitro de forma acintosa, o que rendeu outro cartão amarelo segundos depois do primeiro e, consequentemente, a sua expulsão.

Enquanto saía de campo, Dest precisou ser retirado pelo capitão americano, Tim Ream, e precisou arrastado pelo goleiro Matt Turner, porque ele queria voltar ao banco de reservas. Depois do jogo, em entrevista, Antonee Robinson criticou o companheiro e disse que foi “um momento de falta de profissionalismo”.

Com um jogador a menos, os Estados Unidos sofreram a virada no jogo, perdendo por 2 a 1. Apesar da derrota na partida, os americanos venceram no placar agregado por 4 a 2 e avançaram. A classificação não eximiu Dest das críticas.

Jogador precisou ser contido e pediu desculpas depois

O jogador foi a público se desculpar, usando sua conta nas redes sociais. “Quero pedir desculpas aos meus companheiros, à comissão técnica e torcedores de toda nossa nação pelo meu comportamento, foi inaceitável, egoísta e imaturo. Eu deixei o meu time na mão! É algo que tenho que aprender e não irá acontecer novamente”, escreveu o jogador no seu Instagram.

 
 
 
 
 
View this post on Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

A post shared by Sergiño Dest (@sgd_2)

Foi a segunda expulsão de Sergiño Dest neste ano de 2023, o que o torna o primeiro jogador a ser expulso duas vezes em um mesmo ano pela seleção dos Estados Unidos desde 1990. Ele ficará suspenso das semifinais da Liga das Nações, que serão disputadas em março.

“É preocupante porque isso não é o que queremos representar. Isso não é quem somos como grupo. Temos orgulho nós mesmos em ficarmos mentalmente disciplinados, batalhando em todos os tipos de condições, sejam boas decisões ou más decisões. Nós deveríamos continuar e responder de forma apropriada e essa não foi a resposta certa de Sergiño”, disse o técnico Gregg Berhalter, que retornou recentemente ao comando dos americanos.

“Ele pediu desculpas ao grupo. Ele disse que não irá acontecer novamente. Como time, jogadores, comissão técnica, precisamos o responsabilizar porque é indesculpável. Realmente é. Fomos muito firmes em nossas palavras após o jogo. Ele colocou os companheiros em perigo, fez com que vários companheiros tivessem muito trabalho extra com aquele clima e isso é indesculpável”, explicou Berhalter.

Diante de tantas críticas, Berhalter foi perguntado se o jogador poderia receber uma punição adicional, além da suspensão que ele terá que cumprir pela expulsão. “Ele é um jogador jovem. Ele é uma parte fantástica deste time. Ele irá aprender, irá crescer. Ele cometeu um erro estúpido. Ele sabe disso. Ele pediu desculpas ao time e seguimos adiante”.

As semifinais da Liga das Nações da Concacaf acontecem no dia 21 de março, em jogos únicos. A final também será na data Fifa de março, ainda sem dia definido. Os jogos serão todos no At&T Stadium, em Arlington, no Texas.

A Copa América 2024 será disputada de 20 de junho a 14 de julho de 2024. Ainda não se sabe quais serão todas as sedes, embora Atlanta, com o Mercedes-Benz Stadium, e Miami, com o Hard Rock Stadium, já estejam confirmadas.

Foto de Felipe Lobo

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!). Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009, onde ficou até 2023.
Botão Voltar ao topo