Brasil

Em primeira turbulência no Vasco, Alexandre Mattos desmente problemas com comissão de Ramón Diaz

Após a eliminação do Vasco no Campeonato Carioca, o diretor de futebol Alexandre Mattos comentou a informação de que teria um problema de relacionamento com Ramón Diaz

O Vasco vive a sua primeira “turbulência” da temporada. Depois da eliminação no Campeonato Carioca para o Nova Iguaçu, no último domingo, o Cruz-Maltino deixou o torcedor desconfiado com a sequência do clube em 2024. E, para piorar, a informação de que haveria um “desencontro” entre o diretor de futebol Alexandre Mattos e a comissão técnica de Ramón Diaz chamou ainda mais a atenção neste momento de pequena crise. No entanto, Mattos fez questão de desmentir que teria problemas com comissão.

Nesta terça-feira (19), Alexandre Mattos se pronunciou pela primeira vez desde a eliminação do Vasco no Campeonato Carioca. E ele aproveitou para desmentir a informação, dada pelo canal “Atenção, Vascaínos”, de que teria um problema de relacionamento com a comissão técnica de Ramón e Emiliano Diaz. Em um comentário em uma rede social, Mattos chamou a informação de “teoria da conspiração”.

— Sempre que se tem uma derrota dura como essa (a qual tenho também responsabilidade), começam as teorias da conspiração de que ‘o grupo tá dividido em grupinhos', ‘o ambiente é ruim', ‘o diretor não fala com o treinador', ‘os salários estão atrasados' e por aí vai para tentar criar mais factoides mirabolantes – afirmou Alexandre Mattos.

As discordâncias entre Alexandre Mattos e Ramón Diaz teriam começado durante a janela de transferências. Principalmente em relação a nomes que o Vasco contratou ou deixou de contratar. Desde o começo da temporada, o técnico argentino foi direto em algumas coletivas de imprensa, pedindo publicamente a contratação de jogadores. No último domingo, após a eliminação para o Nova Iguaçu, o treinador voltou a dizer que o time precisa de um volante.

Em entrevista coletiva no começo de fevereiro, Alexandre Mattos fez questão de afirmar que a “palavra final” sobre as contratações não é dele, e sim da 777 Partners, dona da SAF do Vasco. Ainda assim, o Cruz-Maltino investiu mais de R$ 100 milhões na última janela de transferências.

Alexandre Mattos elogia Ramón e Emiliano

Depois de desmentir a informação de que teria problemas com a dupla Ramón e Emiliano, Alexandre Mattos elogiou o trabalho dos dois “técnicos” do Vasco. O dirigente ainda falou que o dia a dia com os dois é “fácil”.

— A verdade é que, se estou hoje no Vasco, passa muito pelo apoio total do Emiliano e Ramón ao meu nome. Sou extremante grato e honrado de poder trabalhar com profissionais desse nível top, super vitoriosos e que são seres humanos exemplares e de fácil convívio no dia a dia. Nossa relação é boa desde quando nos falamos pela primeira vez e sempre debatemos ideias em prol de um Vasco melhor a cada dia. Aliás, o que eles dedicam para isso é impressionante, fazem o melhor diariamente para que o Vasco consiga vitórias e alegrias ao torcedor – disse Mattos, antes de completar.

— Certeza absoluta que, quanto mais tempo de trabalho essa comissão, os excelentes profissionais que estão no CT e no escritório da SAF e a constância de gestão de responsabilidade financeira tiverem no clube, mais rápido o Vasco chegará ao tão sonhado momento de um ciclo de conquistas e autossustentabilidade (que significa solidez financeira, receitas maiores, maiores investimentos em estrutura e atletas, na categoria de base…), que é o objetivo principal do projeto da SAF e da 777.

Mattos pede desculpas por eliminação do Vasco

No seu “pronunciamento” via rede social, Mattos, que está no Vasco desde o fim de 2023, aproveitou para comentar a eliminação do Vasco no Campeonato Carioca. No último domingo, o Cruz-Maltino foi derrotado pelo Nova Iguaçu e ficou fora da final do Estadual. O dirigente pediu desculpas e projetou um “futuro vitorioso”, ressaltando que isso ainda pode demorar para acontecer.

— Peço desculpas por essa doída eliminação, todos internamente estão sentindo muito a dor da derrota. Sei que são anos de angústias, sofrimento e etc que geram impaciência e ansiedade, mas o caminho é irreversível e está sendo pavimentado (ainda precisa de um tempo) para um futuro vitorioso que com CERTEZA CHEGARÁ — finalizou Mattos.

Foto de Gabriel Rodrigues

Gabriel Rodrigues

Gabriel Rodrigues é jornalista formado pela UFF e soma passagens como repórter e editor de Lance!, Esporte News Mundo e Jogada10.
Botão Voltar ao topo