Brasileirão Série B

Rápido e envolvente, Santos atropela o Brusque e se isola na liderança da Série B

O duelo foi disputado na manhã deste domingo (19), na Vila Belmiro, pela 6ª rodada da competição

O Santos é o novo líder isolado da Série B do Campeonato Brasileiro. Com uma atuação envolvente, o Peixe não tomou conhecimento do Brusque e venceu o confronto na manhã deste domingo (19), na Vila Belmiro, por 4 a 0. Com o resultado, o Alvinegro chegou aos 15 pontos e deixou Goiás e Sport para trás, com 14 e 12 pontos, na segunda e terceira posições da tabela, respectivamente.

Os gols da vitória santista foram marcados por Weslley Patati, Giuliano e Willian, ainda no primeiro tempo, enquanto Morelos balançou as redes na reta final do segundo tempo. Agora o Peixe volta a campo na próxima sexta-feira (24), às 21h30 (horário de Brasília), para encarar o América-MG, no estádio Independência, pela 7ª rodada.

Além da liderança isolada, a partida teve caráter de solidariedade. O Santos obteve R$ 736 mil com a venda de ingressos e toda a renda será revertida para as vítimas das enchentes do Rio Grande do Sul. De acordo com o último boletim divulgado pela Defesa Civil gaúcha, 155 pessoas morreram e 94 permanecem desaparecidas.

Mudanças no ataque do Santos?

Sem poder contar com Guilherme, que teve detectada uma lesão muscular na coxa esquerda, e insatisfeito com o desempenho de Morelos, o técnico Fábio Carille iniciou o duelo contra o Brusque com mudanças no ataque. No lugar de Guilherme, Weslley Patati venceu a concorrência de Patrick e apareceu no time titular, enquanto Willian desbancou o colombiano nos treinamentos e recebeu a missão de ser a referência na linha ofensiva do Peixe.

Como foi o 1º tempo entre Santos x Brusque?

Tecnicamente superior, o Santos não teve dificuldades para impor a sua superioridade e tomar conta das ações do confronto. Demonstrando mobilidade com Otero e Weslley Patati pelos lados, o Peixe não chegou a impor uma pressão aos catarinenses, mas se manteve no campo de ataque até abrir o placar aos 21 minutos.

O primeiro gol do jogo saiu por meio de um cruzamento na área feito por Patati, que ninguém desviou e morreu no fundo das redes do Brusque. Foi o primeiro gol do Menino da Vila na equipe profissional.

Com a vantagem, o Santos, que já jogava com leveza, ficou ainda mais à vontade em campo. E, aos 33 minutos, após linda troca de passes entre Giuliano, Patati e JP Chermont, o Peixe chegou ao segundo gol da manhã com Giuliano, que havia iniciado a jogada na intermediária.

Os comandados de Carille ainda aproveitaram os minutos finais da primeira etapa para encaminhar a vitória. Antes do intervalo, o Santos marcou o seu terceiro gol com Willian, sozinho na área, após assistência de Diego Pituca.

Como foi o 2º tempo entre Santos x Brusque?

Com a vitória encaminhada e vendo o seu time se manter no campo de ataque, Carille aproveitou o 2º tempo para descansar algumas peças e dar minutagem para outras. A primeira mudança que o treinador fez na equipe foi pouco depois dos 15 minutos, quando promoveu a entrada de Cazares para a saída, sob aplausos da torcida, de Giuliano.

Perto dos 30 minutos, Carille colocou mais três novos jogadores no jogo. Entraram Patrick, Serginho e Morelos nos lugares de Otero, Patati e Willian.

Mesmo com as trocas, o Santos já estava mais disposto em não sofrer defensivamente do que manter o ímpeto da primeira etapa. E conseguiu, pois o goleiro João Paulo foi apenas um espectador da partida de dentro do gramado, uma vez que não precisou fazer qualquer defesa.

A inspirada manhã alvinegra ainda reservou tempo para a construção do quarto gol do jogo, que começou com um lançamento perfeito de João Schmidt, contou com ótimo domínio e passe de JP Chermont, e finalização certeira de Morelos.

Um dos grandes destaques da goleada do Santos com duas assistências, o jovem lateral-direito saiu logo após o gol ovacionado pelos mais de 10 mil torcedores que compareceram à Vila Belmiro para incentivar a equipe. No seu lugar, Carille mandou Rodrigo Ferreira para disputar os minutos finais do confronto.

Foto de Bruno Lima

Bruno Lima

Jornalista pela UniSantos com passagem pelo Jornal A Tribuna de Santos. Já trabalhou na cobertura de jogos da Libertadores e das Eliminatórias Sul-Americanas no Brasil e no Exterior. Na Trivela, é setorista do Santos.
Botão Voltar ao topo