Brasileirão Série B

Apoiado por Neymar, Serginho é apresentado no Santos e aguarda conversa com Carille

Contratado por empréstimo do Maringá, Serginho, de 33 anos, diz que não sentirá pressão por vestir a camisa do Santos

Contratado por empréstimo até o final da temporada com aval do técnico Fábio Carille, o atacante Serginho foi apresentado no início da tarde desta terça-feira (30) como novo meio-campista do Santos. Apresentado pelo ex-jogador Lima, o Curinga da Vila, que foi treinador do atleta nas categorias de base do Peixe, o reforço alvinegro afirmou que estar chegando à Vila Belmiro do Maringá, um clube da Série D do Campeonato Brasileiro, não será um problema.

Na visão de Serginho, o Maringá é um clube em projeção com capacidade de brigar de igual para igual com qualquer clube da Série B do Brasileirão, por exemplo.

— O Maringá é um time inferior, mas com bastante projeção, que compete bastante. Se estivesse numa série C ou B estaria competindo lá em cima. Nos referimos a ele como inferior, porque é um time novo, que está começando. Tem muito para conquistar nessas divisões inferiores e brigar de igual para igual — disse o meio-campista, que terá a oportunidade de defender o Santos pela segunda vez na carreira – a primeira foi em 2010, quando foi promovido ao lado do amigo Neymar.

SErginho beijando o símbolo
Serginho entende que a passagem pelo Maringá lhe ajudará a brilhar no Santos (Foto: Bruno Lima/Trivela)

— Já vesti essa camisa, sei como é. Eu fui criado em grandes jogos na base, consegui estrear como profissional. Sei do tamanho da importância, dos jogos que terão. Tenho só a agradecer. Vestir esse manto é maravilhoso. Espero desfrutar ao máximo e, se Deus quiser, conquistar os objetivos — acrescentou Serginho.

Serginho já conversou com Carille?

Super elogiado pelo técnico Carille, que classificou as últimas temporadas do Serginho como “maravilhosos”, o jogador revelou que, mesmo já treinando no CT Rei Pelé, ainda não teve a oportunidade de conversar com o técnico.

— Ele não me ligou, ainda não tivemos contato, mas ele estava acompanhando. Não conversamos ainda. Vamos conversando aos poucos nos treinos. Mas vai chegar o momento certo. Me recebeu muito bem, está me ajudando muito. Agradeço a toda recepção. Da comissão técnica e jogadores. Espero agradar ao que ele está buscando e ter um bom aproveitamento no campeonato — comentou o atleta.

Quais foram as outras respostas de Serginho?

Recebeu apoio de Neymar?

— Nos falamos. Ele deu muito apoio. Ele disse: está voltando para casa, vai ser feliz. A gente veio para cá junto, crescemos juntos. Espero fazer o melhor e dar alegrias a ele e ao Santos.

Serginho ao lado de Lima
Serginho foi apresentado pelo ex-jogador Lima, que foi o seu treinador na base do Peixe (Foto: Bruno Lima/Trivela)

Como foi a experiência no exterior?

— Aprendi muito lá fora sobre a intensidade. O futebol está muito intenso e a Série B pede isso. Intensidade e jogo rápido. Nosso time vem fazendo isso. Foi fácil de me encaixar nos treinos, no estilo de jogo. Espero que possa dar certo, entrosar o mais rápido possível para poder aproveitar e continuar com as vitórias.

Tem espaço para o Serginho no meio-campo?

— Concorrência é sadia. Terão bastantes jogos até o fim do ano. Espero que possamos desempenhar ao máximo. Quando um não estiver bem, o outro pode ajudar. Sou um cara de aproximação, que gosta de finalizar. Tenho a bola parada também. Espero ajudar da melhor forma. Não temos nenhuma vaidade de brigar por posição. É uma briga sadia.

Foto de Bruno Lima

Bruno Lima

Bruno Lima nasceu em Santos (SP) e se formou em Jornalismo na Universidade Católica de Santos (UniSantos) em 2010. Antes de escrever para Trivela, passou por A Tribuna.
Botão Voltar ao topo