Brasileirão Série B

Impactado com as dificuldades da Série B, Santos quer dirigente que quase rebaixou o Vasco

Em entrevista coletiva nesta sexta-feira (21), o presidente Marcelo Teixeira confirmou as negociações

Com o intuito de reorganizar os bastidores de diferentes departamentos, o Santos negocia a contratação de Paulo Bracks para trabalhar como CEO alvinegro.

Em entrevista coletiva na manhã desta sexta-feira (21), o presidente do Peixe, Marcelo Teixeira, confirmou o interesse no profissional e a realização de uma reunião para ajustar detalhes.

Na visão de Teixeira, o conhecimento de Bracks na Série B do Campeonato Brasileiro pode ser importante para recolocar o Santos na elite do futebol nacional.

O seu último trabalho foi à frente do Vasco, quando não teve o contrato renovado, no final do ano passado.

— Na parte organizacional do clube, neste primeiro semestre, decidimos que as contratações seriam para completar a parte administrativa, financeira, esportiva. Ele virá a Santos não relacionado ao futebol. Ele vem com experiência de Série B. Importante ter um profissional como esse que já fez bons trabalhos com o América-MG, Vasco e Inter.

— Queremos entender se o Paulo Bracks tem um perfil para definir um CEO. Um diretor-executivo para ele coordenar as demais gerências. Hoje o Santos não possui. A estratégia era para avaliarmos isso. Hoje, queremos um profissional que faça a avaliação dos profissionais do clube e prosseguirmos o trabalho da parte gerencial — explicou Teixeira.

Em tese, Bracks, caso seja realmente contratado, viria para assumir um cargo acima daquele que é ocupado por Alexandre Gallo, que exerce a função de executivo de futebol.

Santos reformulará o departamento de scout

Ainda durante a entrevista coletiva, o presidente revelou que está promovendo uma reformulação no departamento de scout. De acordo com Teixeira, atualmente o setor conta apenas com um profissional.

E isso, na visão do dirigente, não pode se manter. Por isso, o clube busca a chagada de analistas de mercado e desempenho de ponta do futebol brasileiro.

— Esta reconstrução passa por contratações de profissionais. Ao longo do período tínhamos, na temporada passada, profissionais que estão em outros clubes. Perdemos os profissionais por diferenças salariais pequenas e o Santos está remontando setores. Estamos com a contratação de três profissionais, dois de mercado e um de desempenho. Há necessidade de melhorarmos – disse.

— Existem clubes com seis avaliadores de mercado. Nós temos um. Temos quatro avaliadores de desempenho. Queremos recompor esses setores. São dois dos principais avaliadores de mercado do futebol brasileiro. O Santos passa pela reconstrução. Foram 18 contratações. Não é o scout que faz esse tipo de critério. Temos que agir e fazer com que os profissionais desenvolvam suas tarefas para que consigamos, nesta janela, buscar alternativas — completou o mandatário.

Elenco do Santos também terá mudanças

Em turbulência na Série B após um ótimo início, Marcelo Teixeira quer aproveitar a próxima janela de transferências para reforçar e negociar alguns atletas e assim ter um elenco mais equilibrado para a reta final da Série B.

— Queremos reforçar o grupo. Fazer as negociações necessárias. Algumas passam por contratos herdados mais longos, com valores altos. Poderíamos romper o contrato e estar brigando na Justiça nas quais o Santos, nesta gestão, está diminuindo de acordo com o balanço apresentando. O intuito é continuar com o programa na busca do objetivo. A janela aberta foi de exceção. Temos limites no mercado. Agora é uma janela importante e o Santos quer aproveitar as oportunidades — completou o dirigente.

Foto de Bruno Lima

Bruno Lima

Jornalista pela UniSantos com passagem pelo Jornal A Tribuna de Santos. Já trabalhou na cobertura de jogos da Libertadores e das Eliminatórias Sul-Americanas no Brasil e no Exterior. Na Trivela, é setorista do Santos.
Botão Voltar ao topo