Brasileirão Série B

Carille vê atuação consistente do Santos, mas lamenta pouco controle de bola

Na visão do treinador, o Peixe poderia ter sofrido menos diante da Ponte Preta, em Campinas

A vitória do Santos sobre a Ponte Preta, por 2 a 1, na noite desta quarta-feira (15), no Moisés Lucarelli, pela 5ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, agradou parcialmente o técnico Fábio Carille. Em entrevista coletiva depois da partida, o treinador alvinegro afirmou que viu os seus comandados fazerem um jogo consistente no primeiro tempo, mas lamentou o pouco controle de bola na segunda etapa.

O Peixe venceu a Macaca sendo letal e encaminhando os três pontos com gols de Gil e Giuliano, nos 45 minutos iniciais. A queixa do treinador é reflexo daquilo que a sua equipe fez após o intervalo, quando viu os donos da casa diminuírem o placar e serem muito pouco agressivos defensivamente.

O que Carille achou do Santos em Campinas?

Na prática, Carille nem pensou tanto em ver o Santos sufocando a Ponte Preta no segundo tempo. Porém, o técnico deixou claro que esperava ver o Peixe gastando mais tempo com a bola nos pés.

— Fizemos um jogo consistente nesta noite. A gente poderia ter controlado mais a bola no segundo tempo. Fizemos isso bem nos minutos finais, e temos qualidade para fazer isso. Mas em algumas oportunidades tivemos tomadas de decisões equivocadas que permitiu ao adversário ficar muito tempo com a bola nos pés. Precisamos melhorar isso — explicou Carille.

Assim como já havia feito em Manaus, o treinador fez questão de lembrar que todos os jogos precisam ser encarados como verdadeiras finais, e usou a derrota do Sport, até então líder da Série B, para o Ituano, em Itu, por 1 a 0.

— O campeonato é muito difícil. O Sport estava invicto e perdeu hoje para o Ituano que tinha apenas uma vitória no ano. Temos que estar atentos a tudo e encarar todos os jogos como uma verdadeira decisão — acrescentou.

Santos sofreu excessivamente em Campinas?

Ainda durante as suas análises, Carille admitiu que os seus comandados sofreram mais do que deviam diante da Ponte Preta.

— Sabíamos de tudo que poderia acontecer no jogo. A Ponte Preta é sempre um time muito aguerrido aqui dentro. Viemos preparados, sofremos defensivamente, e acho que temos que sofrer menos. Mas é justo comemorarmos bastante a vitória desta noite — falou o comandante alvinegro.

Mudanças para o confronto contra o Brusque?

Apesar da vitória, Carille está ciente de que dificilmente irá contar com o atacante Guilherme contra o Brusque, domingo (19), às 11 horas (horário de Brasília), na Vila Belmiro. O jogador sentiu dores no músculo posterior da coxa esquerda, ainda no primeiro tempo, e passará por exame de imagem nesta quinta-feira (16), no CT Rei Pelé.

Além disso, as cobranças sobre o baixo rendimento de Morelos aumentam a cada rodada. Por isso, existe a possibilidade de o treinador aproveitar os treinamentos dos próximos dias para pensar em novas peças para o sistema ofensivo.

Foto de Bruno Lima

Bruno Lima

Bruno Lima nasceu em Santos (SP) e se formou em Jornalismo na Universidade Católica de Santos (UniSantos) em 2010. Antes de escrever para Trivela, passou por A Tribuna.
Botão Voltar ao topo