Brasileirão Série B

América-MG ignora a existência de fair play e vence o Santos pela Série B

Duelo ficou marcado pelo polêmico primeiro gol do jogo, em que Renato Marques se aproveitou de lesão de João Paulo

O Santos conheceu a sua segunda derrota na Série B do Campeonato Brasileiro. Na noite desta sexta-feira (24), o Peixe foi batido pelo América-MG, por 2 a 1, no Independência, em Belo Horizonte. A vitória da equipe mineira, que segue invicta na competição, ficou marcada pela falta de Fair Play do atacante Renato Marques, que abriu o placar do confronto, ainda no primeiro tempo, num lance em que o goleiro João Paulo ficou impossibilitado de disputar por conta de uma lesão muscular. Os outros gols da noite foram marcados por Juninho e Willian Bigode.

Com o resultado, o Santos estaciona nos 15 pontos, mas permanece na liderança da tabela. Porém, agora acompanhado do próprio Coelho, que leva desvantagem em relação ao Alvinegro no número de vitória (5×4).

As duas equipes podem ser ultrapassadas pelo Goiás, que visita o Avaí, segunda-feira (27), às 21h30 (horário de Brasília).

Na próxima rodada, dia 3 de junho, às 20 horas (horário de Brasília) os comandados do técnico Fábio Carille recebem o Botafogo-SP, no estádio do Café, em Londrina. Já o América encara o Paysandu, dia 4, às 21h30 (horário de Brasília), no Pará.

Rincón no time titular do Santos?

Sem poder contar com João Schmidt, que permaneceu no CT Rei Pelé tratando de uma entorse no tornozelo direito sofrida na goleada por 4 a 0 sobre o Brusque, Carille iniciou o duelo diante do América-MG com o experiente Tomás Rincón no meio-campo ao lado de Diego Pituca e Giuliano.

No mais, o treinador manteve as mesmas peças que começaram o jogo contra a equipe catarinense, na Vila Belmiro, no último domingo (19).

Como foi o 1º tempo entre América-MG x Santos?

Com uma ideia de jogo propositiva, o América-MG começou a partida tentando se impor ofensivamente. Mas, experiente, o Santos não aceitou apenas se defender e isso deixou os minutos iniciais bem equilibrado.

Esse cenário manteve o placar em igualdade até os 14 minutos, quando um lance polêmico permitiu ao Coelho abrir o placar.

Após receber um passe dentro da para iniciar a jogada, o goleiro João Paulo sentiu uma lesão muscular e soltou a bola nos pés do atacante Renato Marques. Sem conseguir se manter em pé, o santista caiu no gramado e deixou o gol aberto. Diante da lesão, criou-se a expectativa de que o jogador do América-MG, em respeito ao Fair Play, colocasse a bola para fora de jogo. Mas não. Ele aproveitou a oportunidade e mandou para o fundo das redes.

Irritados, os jogadores do Santos foram tirar satisfações com Renato Marques, mas não havia mais o que fazer. O América-MG estava em vantagem no placar. Por conta da lesão, João Paulo precisou ser substituído por Gabriel Brazão, que pôde fazer a sua estreia no Peixe.

Com o reinício da partida, o Peixe colocou a cabeça no lugar e foi em busca do empate. E ele veio aos 30 minutos com Willian, que recebeu uma linda assistência de Giuliano e, com um chute cruzado de dentro da área, tratou de deixar tudo igual novamente.

Capitão do América-MG pede desculpas por falta de Fair Play

Ao fim da primeira etapa, Juninho, capitão e meio-campista do América-MG, reconheceu que a decisão de Renato Marques, de não respeitar o Fair Play ao ver João Paulo machucado, foi errada e pediu desculpas aos jogadores do Santos e, principalmente, ao goleiro alvinegro, que teve suspeita de lesão tendínea no tornozelo esquerdo e passará por exames neste sábado (25), no retorno da delegação ao Rei Pelé.

— Acho que erramos quando se fala de fair play. Alguns dias falei sobre a tragédia de Porto Alegre e cobrei para sermos seres humanos melhores. E falhamos. Nós falhamos. Foi isso. Acabou que fizemos o gol dessa forma. Espero que não seja na grave com o João Paulo. Peço desculpas a todos. Nossa vida não pode ser movida pelo que o outro lado tome atitude. Temos que tomar a nossa atitude. Isso interferiu no modo de jogar. Mexeu com a nossa cabeça. Precisamos do resultado. É um jogo muito difícil — falou Juninho no intervalo.

Como foi o 2º tempo entre América-MG x Santos?

Na volta para o segundo tempo, o Santos se mostrou com uma postura ofensiva mais agressiva. Apesar disso, o Peixe não soube aproveitar o bom momento no jogo. Pior: aos 21 minutos, com imensa facilidade entre o sistema defensivo alvinegro, o América-MG se colocou em vantagem novamente.

Juninho recebeu um ótimo passe de Benitez e, depois dominar e ajeitar a bola, finalizou para o fundo do gol.

Com a necessidade buscar mais uma vez o empate, Carille recorreu ao banco de reservas. Antes dos 30 minutos, Serginho e Patrick entraram nos lugares de Otero e Weslley Patati.

Já com o duelo caminhando para a reta final, o treinador santista mandou Hayner e Nonato pata a partida nas vagas de JP Chermont e Tomás Rincón.

Apesar das tentativas, o Santos não conseguiu furar a defesa do Coelho e deixou a capital mineira com a derrota.

Foto de Bruno Lima

Bruno Lima

Bruno Lima nasceu em Santos (SP) e se formou em Jornalismo na Universidade Católica de Santos (UniSantos) em 2010. Antes de escrever para Trivela, passou por A Tribuna.
Botão Voltar ao topo