Brasil

Seleção olímpica convoca Daniel Alves e Pedro para Tóquio 2020, e deve criar conflito com clubes

Lateral do São Paulo, de 38 anos, está na lista de André Jardine; Flamengo tinha alertado que não liberaria Pedro, que foi incluído na lista

O técnico da seleção olímpica, André Jardine, anunciou os 18 jogadores convocados para a Olimpíada de Tóquio 2020. O lateral direito Daniel Alves, que tinha sido chamado para as Eliminatórias da Copa e foi cortado por lesão, foi incluído na lista. Assim como o atacante Pedro, do Flamengo, clube que já tinha comunicado que não liberaria seus jogadores. Como não é uma competição oficial da Fifa, os clubes não são obrigados a ceder seus atletas.

Pedro foi o grande destaque dos amistosos que fecharam a preparação para Tóquio-2020. Apesar da derrota para Cabo Verde, o atacante do Flamengo brilhou na vitória sobre o time olímpico da Sérvia. Outros nomes, como Malcom e Guilherme Arana, também se destacaram e estão na lista. Outros, como Gerson, que deixará o Flamengo rumo ao Olympique de Marseille, foi chamado. Paulinho, do Bayer Leverkusen, não esteve nos últimos jogos, mas fez parte da preparação e, recuperado de lesão no seu clube, está na lista final.

Os três jogadores acima da idade são, além de Daniel Alves, o goleiro Santos, do Athletico Paranaense, de 31 anos, e o zagueiro Diego Carlos, do Sevilla, de 28 anos. São oito jogadores convocados que atuam no Brasil. E o grande problema é que esses jogadores irão desfalcar seus times em momentos importantes da temporada. Especialmente os clubes que estão na disputa da Libertadores.

As oitavas de final da Libertadores acontecem entre os dias 14 e 22 de julho. Os jogadores que atuam no Brasil precisam se apresentar no dia 8 de julho. A disputa dos Jogos Olímpicos de Tóquio começa em 22 de julho e vai até 7 de agosto. As quartas de final do torneio continental serão disputadas a partir de 10 de agosto até o dia 19, o que significa que chegariam em cima da hora para estarem em campo também nesta fase. Certamente prejudicam a participação desses jogadores, no mínimo, pelo cansaço, caso o Brasil vá até a semifinais e jogue a final ou a disputa do bronze.

Os convocados desfalcam também os times que disputam a Sul-Americana, casos de Grêmio, com dois jogadores; Athletico Paranaense, com um; e Red Bull Bragantino, com um. Além dos jogos de Libertadores e Sul-Americana, os atletas perdem até cinco rodadas do Campeonato Brasileiro e também os jogos das oitavas de final da Copa do Brasil, nos dias 28 de julho e 4 de agosto.

Na Olimpíada de Tóquio, o Brasil inicia a disputa em Yokohama, contra a Alemanha, em 22 de julho. No mesmo estádio, faz também a segunda rodada, contra a Costa do Marfim, no dia 25. Termina sua participação na primeira fase no dia 28 de julho, contra a Arábia Saudita, em Saitama. Se for o primeiro colocado do Grupo D, ainda joga no dia 31, em Saitama, pelas quartas de final. Avançando, joga no dia 3 de agosto em Kashima pelas semifinais. A final será no dia 7 de agosto, novamente em Yokohama. A disputa do terceiro lugar é um dia antes, 6 de agosto, em Saitama.

Os clubes europeus também não têm obrigação de liberar seus jogadores, mas há negociações da CBF em curso há mais tempo. O PSG não liberou Marquinhos e Neymar, que estão na Copa América, para a disputa do torneio olímpico em Tóquio. Por isso, a CBF não os incluiu na lista. Mas colocou jogadores de São Paulo, Flamengo, Palmeiras, Atlético Mineiro e Fluminense, envolvidos nas oitavas de final da Libertadores, o que deve causar uma disputa com os clubes. Como não há obrigatoriedade na cessão, é bastante possível que vejamos mais capítulos dessa história.

Veja a lista de convocados:

Goleiros: Santos (Athletico Paranaense) e Brenno (Grêmio);

Zagueiros: Nino (Fluminense), Gabriel Magalhães (Arsenal) e Diego Carlos (Sevilla).

Laterais: Guilherme Arana (Atlético Mineiro), Gabriel Menino (Palmeiras) e Daniel Alves (São Paulo).

Meias: Bruno Guimarães (Lyon), Gerson (Olympique de Marselha), Claudinho (Red Bull Bragantino), Douglas Luiz (Aston Villa) e Matheus Henrique (Grêmio).

Atacantes: Antony (Ajax), Matheus Cunha (Hertha Berlim), Malcom (Zenit), Pedro (Flamengo) e Paulinho (Bayer Leverkusen).

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo