BrasilCopa do Brasil

Dívidas, ‘bicho’ e compras: como o São Paulo usará premiação da Copa do Brasil

São Paulo recebe R$ 88,7 milhões em premiações pelo título inédito da Copa do Brasil e "salva o ano"

O São Paulo eternizou 2023 em sua história com o título inédito da Copa do Brasil, em uma campanha que rendeu ao clube o total de R$ 88,7 milhões em premiações – além da chance de desbancar os rivais Corinthians e Palmeiras e o Flamengo no caminho até a taça. O Tricolor mal comemorou essa conquista tão emblemática e já sabe que destino dar aos valores milionários recebidos da CBF na competição.

Primeiro, é preciso entender como foram pagos esses R$ 88,7 milhões. O clube recebeu R$ 18,7 milhões ao longo das etapas anteriores da competição – desde a terceira fase até a semifinal. Esse valor foi usado pelo São Paulo ao longo da temporada.

O prêmio para o campeão é de R$ 70 milhões, dos quais R$ 30 milhões são pagos apenas por chegar à final – esse valor é a premiação do vice-campeão. Ou seja: O São Paulo levou R$ 30 milhões após superar o Corinthians na semi e mais R$ 40 milhões com o título.

Como o São Paulo usará a premiação:

  • pagamento de valores atrasados ao elenco;
  • “bicho” pelo título com valor pouco abaixo de R$ 20 milhões;
  • compra dos direitos de Caio Paulista e Ferraresi.

São Paulo paga dívidas com o elenco

Os R$ 30 milhões foram usados de imediato pela diretoria para quitar valores atrasados com o elenco. Em um ano de dificuldades financeiras, o clube chegou a ter meses de direitos de imagem em pendências com os jogadores, além de atrasar até mesmo um mês de salário. Tudo isso já havia sido amenizado com um empréstimo bancário contraído recentemente. Ainda antes da final, o Tricolor deixou tudo em dia com os atletas.

“Bicho” de quase R$ 20 milhões

A Trivela ouviu que o acordo entre diretoria, elenco e comissão técnica sobre a premiação do título – o famoso “bicho” – foi acertado em uma conversa de alguns poucos minutos. A diretoria combinou de destinar um valor próximo aos R$ 20 milhões aos jogadores, comissão e também funcionários do departamento de futebol. Esse montante saiu dos R$ 40 milhões.

Compra de jogadores

Outra parte dos valores recebidos na Copa do Brasil será usado para manter dois jogadores do elenco. O São Paulo irá exercer a opção de compra de Caio Paulista, na casa dos R$ 20 milhões, junto ao Fluminense. Nos próximos dias, a diretoria irá conversar com a direção do clube carioca para acertar qual será a forma de pagamento – a ideia é diluir o valor em parcelas.

Outro jogador que será comprado é Ferraresi. Esse é negócio que ficou acertado nas negociações com o Manchester City para a permanência do venezuelano até o fim do ano. O zagueiro está recuperado da lesão no joelho que o tirou de toda a temporada e inclusive já foi relacionado por Dorival Júnior na partida contra o Fortaleza.

São Paulo irá comprar direitos de Caio Paulista (Iconsport)

Título para mudar rumos do clube

A premiação e as bilheterias ao longo do ano – especialmente na final da Copa do Brasil, com recorde de mais de R$ 24 milhões – servem para mudar o clube de patamar. Um exemplo disso é a postura do clube em possíveis negociações por seus jogadores. O São Paulo entende que agora consegue resistir a investidas de equipes do exterior e vender atletas pelo valor que quiser. Lucas Beraldo, hoje, é o jogador mais valorizado do elenco. O clube, inclusive, recusou ofertas por ele antes da final.

– O título pode ser um divisor de águas. A equipe passa a ser muito mais respeitada. Quem vier atrás de um jogador, vai ter que gastar para tirar. Se o São Paulo quiser alcançar recursos, tem que ser por títulos. Vai continuar trazendo 50, 60 mil pessoas. Para que isso aconteça, temos que ter um grande time. Não podemos ficar a mercê de vendas. É natural que o São Paulo tenha que vender ao final do ano. Às vezes uma venda, ela alcança um valor considerável. Mas a recompra, a reposição é mais cara do que a venda. Às vezes vai buscar cinco jogadores para cobrir o espaço de um. Tudo isso tem que ser pensado – disse Dorival.

Clube garante Libertadores e chance de título inédito em 2023

Com o título, o São Paulo assegura vaga direta à fase de grupos da Libertadores de 2023. E agora tem garantida também a disputa de mais um título que nunca conquistou na história em 2024. O Tricolor aguarda o campeão do Campeonato Brasileiro para conhecer quem será seu adversário na disputa da Supercopa do Brasil.

Este é o último título nacional que falta ao São Paulo em sua galeria de troféus. Os são-paulinos só não poderão se intitular campeões de tudo, porque o clube não conquistou a Copa Suruga, em 2013. O Tricolor foi batido pelo Kashima Antlers por 3 a 2 na competição que opõe o campeão da Sul-Americana e o vencedor do Campeonato Japonês do ano anterior.

Foto de Eduardo Deconto

Eduardo Deconto

Eduardo Deconto nasceu em Porto Alegre (RS) e se formou em Jornalismo na PUCRS. Antes de escrever para a Trivela, passou por ge.globo e RBS TV.
Botão Voltar ao topo