Brasil

Vasco apostou na juventude de Barbieri, mas foi a experiência de Ramón Diaz que salvou o ano do clube

Depois de um começo de 2023 desastroso com Maurício Barbieri, o técnico Ramón Diaz chegou para evitar o rebaixamento no Brasileiro e salvar a temporada

Da aposta em um técnico jovem e promissor para a segurança de um experiente e vencedor. A mudança no comando técnico do Vasco durante 2023 foi essencial para os rumos do clube na temporada. Depois de começar o ano com Maurício Barbieri, que tinha a missão de comandar o clube na primeira temporada iniciada como SAF, sob a administração da 777 Partners, o Cruz-Maltino foi atrás do argentino Ramón Diaz para tentar se salvar do rebaixamento no Campeonato Brasileiro. E, depois de muito drama, conseguiu no último jogo do ano.

A 777 Partners assumiu o Vasco em setembro de 2022, durante a Série B. Faltando poucas rodadas para o fim da competição, o clube apostou em Jorginho, que conseguiu o acesso na última rodada. Assim, com a reformulação prevista – e que aconteceu – para 2023, Maurício Barbieri foi o nome escolhido para comandar o novo Vasco. Apostando em jovens jogadores, o clube viu no treinador uma boa opção para o cargo, ainda mais pelo recente trabalho de Barbieri no Red Bull Bragantino.

Mas, na prática, o trabalho não funcionou. Vale ressaltar que Barbieri teve em mãos um elenco desequilibrado, com poucas opções para o ataque. No entanto, mesmo com o grupo que tinha, o técnico ficou devendo desde o Campeonato Carioca. Mesmo chegando na semifinal e sendo eliminado pelo poderoso Flamengo na semifinal, o nível das atuações não agradava a torcida. Para completar, o Vasco ainda caiu precocemente na segunda fase da Copa do Brasil, ao ser eliminado nos pênaltis para o ABC, em pleno São Januário.

O começo do Brasileirão, com vitória sobre Atlético-MG e empates com o Fluminense e Palmeiras, até animou a torcida, mas logo veio o choque de realidade. O Vasco ficou dez jogos sem vencer, incluindo seis derrotas seguidas. Depois do último jogo desta sequência, no 1 a 0 para o Goiás, em São Januário, o clube decidiu pela demissão de Maurício Barbieri.

Maurício Barbieri não conseguiu dar padrão de jogo ao Vasco e teve começo de Brasileiro desastroso (Foto: Daniel Ramalho/Vasco)

Indo para uma direção completamente diferente, o Vasco apostou nos experiente Ramón Diaz, multicampeão com o River Plate, na Argentina. A chegada do argentino, junto com novos reforços, mudou a cara do time. Dos jogadores contratados, cinco logo assumiram vagas entre os onze iniciais. E Ramón ainda “recuperou” Zé Gabriel e Paulo Henrique, que vinham sendo pouco utilizados.

Em uma grande campanha de recuperação, ainda que com alguns períodos de irregularidade – compreensíveis, visto que o time tinha que “remar” muito para sair da situação que se encontrava -, Ramón Diaz conseguiu evitar o que seria o quinto rebaixamento do Vasco na sua história.

As táticas que o Vasco usou em 2023 e o que elas renderam

Com Maurício Barbieri, o Vasco jogou praticamente todos os jogos no 4-3-3, com algumas variações para o 4-2-3-1, com Pedro Raul na frente e os pontas mais recuados. A falta de um meia armador, no entanto, prejudicou o time – e, neste ponto, a culpa não é tanto de Barbieri. Muitas vezes utilizando três volantes no meio, o time sofria com a falta de criatividade.

Ramón Diaz também usou variantes do 4-3-3, mas, diferente de Barbieri, usava apenas um volante de marcação, deixando o time muitas vezes no 4-1-4-1, com Zé Gabriel na frente da zaga e Vegetti mais isolado no ataque. Na reta final do Brasileiro, em jogos mais complicados fora de casa, o técnico argentino chegou a escalar o time com três zagueiros, mas esta opção nunca pareceu muito acertada, apesar de ter conseguindo um importante ponto ao empatar com o Athletico-PR, na Ligga Arena.

Ramón Diaz conquistou 36 dos 45 pontos do Vasco no Campeonato Brasileiro (Foto: Icon sport)

O que esperar do comando técnico do Vasco em 2024?

Mesmo com contrato com o Vasco até o fim de 2024, a permanência de Ramón Diaz ainda não é certa. No entanto, a tendência é que o argentino siga no clube – inclusive renovando o contrato por mais um ano. Com mais tempo para trabalhar e iniciando a próxima temporada no clube, a expectativa é de Ramón Diaz possa dar sequência ao seu projeto no Vasco e o time possa lutar por objetivos maiores do que apenas a permanência na Série A do Brasileiro.

Foto de Gabriel Rodrigues

Gabriel Rodrigues

Jornalista formado pela UFF e com passagens, como repórter e editor, pelo LANCE!, Esporte News Mundo e Jogada10. Já trabalhou na cobertura de duas finais de Libertadores in loco. Na Trivela, é setorista do Vasco e do Botafogo.
Botão Voltar ao topo