Brasil

Reforma de São Januário: tudo o que você precisa saber sobre o projeto do Vasco

O Vasco está cada vez mais perto de iniciar as obras de modernização e ampliação de São Januário. Veja os detalhes!

O Vasco está cada vez mais perto de realizar o sonho de reformar São Januário.

Depois da aprovação da lei sobre o potencial construtivo do estádio em dois turnos na Câmara Municipal do Rio de Janeiro, o prefeito Eduardo Paes sancionou a lei para poder dar prosseguimento ao projeto de modernização e ampliação de São Januário.

Ainda restam detalhes burocráticos e financeiros a serem resolvidos antes do início das obras. Mas a Trivela tem acompanhado o andamento do projeto e apresenta detalhes de como será o novo São Januário.

O que é o potencial construtivo e como impacta São Januário?

O potencial construtivo indica o quanto alguém pode construir em um determinado terreno da cidade, seguindo as regras do plano diretor do município para cada região.

São Januário, por exemplo, tem um enorme potencial construtivo, mas nem todo este potencial é utilizado pela falta de demanda para um estádio. Aquele terreno, por exemplo, poderia abrigar empreendimentos maiores e mais altos.

Com o projeto de lei aprovado, o potencial construtivo de São Januário será repassado para um terreno na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio de Janeiro.

E o Vasco poderá vender este potencial para outra empresa. Mas só poderá utilizar os valores do negócio na reforma do seu estádio. Dessa forma que o Vasco pretende arrecadar os valores para a reforma da Colina.

Quando começam as obras de São Januário?

Após a esperada sanção do projeto de lei do potencial construtivo de São Januário pelo prefeito Eduardo Paes, o Vasco vai poder arrecadar os valores necessários para a obra. Atualmente, o clube já está em negociações para vender este potencial construtivo.

O Vasco espera fechar esta negociação nos próximos meses. A ideia do clube é iniciar as obras de São Januário após o fim deste Campeonato Brasileiro, entre o final de 2024 e o começo de 2025.

Uma das fachadas de São Januário terá a Resposta Histórica de 1924 e uma esplanada aberta ao público
Uma das fachadas de São Januário terá a Resposta Histórica de 1924 e uma esplanada aberta ao público (Foto: Divulgação)

Como será o novo São Januário?

O Vasco vai reformar todo o Estádio de São Januário, incluindo o complexo esportivo, que contará com um novo espaço para a piscina e uma torre com três pavimentos, com quadras de vôlei, basquete e futsal.

Mas irá preservar a sua fachada histórica, onde hoje fica a entrada para o setor Social. No entanto, o estádio terá duas torres nas laterais desta fachada, com vidros espelhados.

Na torre da esquerda, o clube terá um espaço para eventos, o setor administrativo, um restaurante e camarotes, todos com varanda para dentro de São Januário. Já na torre da direita da fachada principal, o Vasco terá, além de outro restaurante, o seu novo museu, com a sala de troféus, e a loja oficial do clube.

Fachada histórica de São Januário será preservada, mas terá duas torres nas laterais
Fachada histórica de São Januário será preservada, mas terá duas torres nas laterais (Foto: Divulgação)

O Vasco também irá construir uma esplanada na fachada Norte do estádio. O espaço será aberto ao público, sem barreira de acesso. Neste lado do estádio, a fachada terá a Resposta Histórica de 1924 estampada em pedra.

A fachada também terá elementos que remetem a azulejos portugueses e aos símbolos do Vasco. O estádio também terá um painel com imagens de ídolos e, na fachada leste, uma referência à camisa do clube, com uma faixa diagonal e a Cruz de Cristo.

Qual será a capacidade de São Januário?

Atualmente, pelo projeto aprovado na Câmara, o novo São Januário terá capacidade para 47.383 torcedores. No entanto, o clube ainda estuda formas de aumentar este número para 50 mil.

Pelo projeto atual, o estádio terá 32 mil lugares para os torcedores ficarem em pé atrás dos gols, o que representa 69% do público total.

  • Capacidade total: 47.383
  • Arquibancada em pé: 32.743 (69% do estádio)
  • Cadeiras: 10.258
  • Setor visitante: 2.369
  • Camarotes: 133 (2.541 lugares)
  • Camarotes coletivos: 378
  • Frisas: 210
  • Lounges: 1.130
São Januário terá espaço para torcedores ficarem em pé atrás dos gols
São Januário terá espaço para torcedores ficarem em pé atrás dos gols (Foto: Divulgação)

Vasco ainda tenta aumentar capacidade do novo São Januário

Mesmo com o projeto já aprovado, a diretoria do Vasco ainda trabalha para aumentar ainda mais a capacidade de São Januário. De acordo com apuração da Trivela, a intenção do Vasco, agora, é que o projeto passe dos 50 mil lugares.

Para isso, o Vasco vai precisar fazer ajustes em relação a alguns camarotes e fileiras de cadeiras. O clube estuda a viabilidade estrutural e financeira para ampliar a capacidade do novo São Januário.

Qual será o custo da reforma de São Januário?

Atualmente, a reforma de São Januário está orçada em R$ 506 milhões. O Vasco espera arrecadar todo esse valor com a venda do potencial construtivo do estádio.

Quando o novo São Januário será inaugurado?

O prazo de execução da obra é de três anos. Assim, o Vasco espera conseguir inaugurar o novo São Januário em 2027, quando o estádio completa 100 anos.

Onde o Vasco vai jogar durante as obras de São Januário?

Durante os três anos da reforma do estádio, o Vasco, obviamente, ficará sem poder jogar na sua casa. Assim, o clube já avalia as alternativas para este período. O Cruz-Maltino analisa a possibilidade de uma parceria com o Botafogo para atuar no Nilton Santos.

Além disso, também existem as possibilidades de mandar jogos no Maracanã e no Estádio Luso-Brasileiro. O Vasco também não descarta mandar alguns jogos esporádicos fora do Rio de Janeiro.

Foto de Gabriel Rodrigues

Gabriel Rodrigues

Jornalista formado pela UFF e com passagens, como repórter e editor, pelo LANCE!, Esporte News Mundo e Jogada10. Já trabalhou na cobertura de duas finais de Libertadores in loco. Na Trivela, é setorista do Vasco e do Botafogo.
Botão Voltar ao topo