Brasil

Vasco avança e projeto da reforma de São Januário pode ser votado antes do previsto

Em novo entendimento entre vereadores, projeto da reforma do estádio do Vasco pode ser votado ainda nesta semana

A reforma de São Januário está cada vez mais perto de acontecer. Nos últimos dias, o Vasco conseguiu avanços importantes para poder realizar a votação do Projeto de Lei que vai permitir ao clube realizar a modernização do estádio.

A primeira votação na Câmara de Vereadores, inclusive, deve acontecer antes do planejado, já na próxima quinta-feira (6). A informação sobre o adiantamento da votação foi dada pela Rádio Tupi e confirmada pela Trivela.

Anteriormente, havia um entendimento que a votação, que deve acontecer em dois turnos, só poderia ocorrer após as três audiências públicas programadas para debater o Projeto de Lei que transfere o potencial construtivo de São Januário para outra área da cidade.

A última dessas audiências foi marcada para a próxima terça-feira (11), às 19h (horário de Brasília), no próprio estádio do Vasco.

No entanto, nesta terça-feira (4), os vereadores chegaram a um acordo para tentar realizar a primeira votação já na próxima quinta-feira, antes da próxima audiência pública. O projeto foi incluído na Ordem do Dia, o que ainda não garante a sua votação. Mas há um entendimento para tal.

São Januário terá arquibancadas para torcedores ficarem em pé atrás dos dois gols (Foto: Divulgação/Vasco)

A segunda votação só poderá ocorrer após esta última audiência pública em São Januário. Depois das duas votações, caso aprovado, o projeto ainda passa pela sanção do prefeito Eduardo Paes, que foi o responsável por encaminhar o projeto de lei para a Câmara de Vereadores.

Até o momento, já foram realizadas duas audiências públicas para tratar sobre o assunto. A primeira, na Câmara de Vereadores, e a segunda na Barra da Tijuca, bairro da Zona Oeste do Rio de Janeiro que vai receber o potencial construtivo referente a área de São Januário.

Na última semana, as comissões da Câmara de Vereadores responsáveis por analisar o texto do projeto já aprovaram um parecer conjunto, economizando tempo na tramitação do projeto.

Vasco quer projeto aprovado ainda em junho

O Vasco e os vereadores engajados no projeto de lei da reforma de São Januário querem tentar aprovar o projeto ainda em junho. Isso por que a Câmara de Vereadores entra em recesso no dia primeiro de julho. E, depois, no segundo semestre haverá eleição municipal, o que poderia atrasar a tramitação do projeto na Câmara, com os vereadores em campanha eleitoral.

O que é o potencial construtivo e como impacta em São Januário?

O potencial construtivo indica o quanto alguém pode construir em um determinado terreno da cidade, seguindo as regras do plano diretor do município para cada região. São Januário, por exemplo, tem um enorme potencial construtivo, mas nem este potencial é utilizado pela falta de demanda para um estádio. Aquele terreno, por exemplo, poderia abrigar empreendimentos maiores e mais altos.

Com o projeto de lei, o potencial construtivo de São Januário será repassado para um terreno na Barra da Tijuca. E o Vasco poderá vender este potencial para outra empresa. Mas só poderá utilizar os valores do negócio na reforma do seu estádio. Dessa forma que o Vasco pretende arrecadar os valores para a reforma da Colina.

Como será o novo São Januário?

No fim de 2023, o Vasco apresentou detalhes do projeto da reforma de São Januário, que passará a ter capacidade para 47.383 pessoas, com mais de 32 mil lugares para os torcedores ficarem em pé atrás dos dois gols. Isso representa 69% do público total. Atualmente, o estádio tem capacidade para cerca de 21 mil pessoas.

O Vasco vai preservar a fachada histórica de São Januário, onde hoje fica a entrada principal para a social. No entanto, o estádio terá duas tores nas laterais desta fachada, com vidros espelhados. Na edificação da esquerda, o clube terá um espaço para eventos, o setor administrativo, um restaurante e camarotes, todos com varanda para dentro de São Januário. Já na torre da direita da fachada principal, o Vasco terá, além de outro restaurante, o seu novo museu, com a sala de troféus, e a loja oficial do clube.

Foto de Gabriel Rodrigues

Gabriel Rodrigues

Gabriel Rodrigues é jornalista formado pela UFF e soma passagens como repórter e editor de Lance!, Esporte News Mundo e Jogada10.
Botão Voltar ao topo